Há muitas coisas que podemos fazer para ajudar a manter nosso coração saudável e livre de doenças.

Podemos programar um exame anual, nos exercitar diariamente, parar de fumar ou tomar medidas para reduzir o nível de estresse em nossas vidas.

Todas essas coisas podem ter um efeito positivo na saúde do coração. Mas, são as mudanças de estilo de vida mais simples, que beneficiarão nosso coração entre elas está, modificar o que comemos.

Quase 6 milhões de pessoas são portadoras de Insuficiência Cardíaca Congestiva em países desenvolvidos como os Estado Unidos e cerca de metade delas morrem dentro de 5 anos após serem diagnosticadas.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) americano alerta que a ingestão de alimentos ricos em gordura, colesterol e sódio podem ser muito ruins para o coração. Sendo assim é importante tomar medidas para minimizar o risco de doença cardíaca e mudanças na dieta é um bom lugar para começar. Então vamos a eles:

1. Aspargos

Aspargos é uma fonte natural de folato , o que ajuda a evitar que um aminoácido chamado homocisteína se acumule no corpo. Níveis elevados de homocisteína têm sido associados a um aumento do risco de doenças relacionadas ao coração, como doença arterial coronariana e acidente vascular encefálico (derrame).

2- Feijões, ervilhas, grão de bico e lentilhas

Feijões, ervilhas, grão de bico e lentilhas – também conhecidos como leguminosas – podem reduzir significativamente os níveis de lipoproteína de baixa densidade (LDL) ou “colesterol ruim”. Eles também são fontes de fibras, proteínas e polifenóis antioxidantes, que têm efeitos benéficos sobre o coração e a saúde geral.

3. Mirtilo, Groselhas e Oxicoco

Estas frutas estão cheias de polifenóis antioxidantes, que ajudam a reduzir o risco de doenças cardíacas, além de serem uma grande fonte de fibras, ácido fólico, ferro, cálcio e vitamina A e C, além de serem pobres em gordura.

4. Brócolis

Estudos sugerem que comer regularmente brócolis cozido no vapor pode rduzir os níveis de colesterol e prevenir doenças cardíacas. Possui altas quantidades de cálcio, ferro, potássio, zinco e de vitaminas A, B, C e K.  Este alimento tem alto poder antioxidante por ser rico em luteína e sulforafano, que atuam contra a ação de radicais livres no organismo. Também tem alta concentração de vitamina C, enxofre e aminoácidos.

5. Sementes de Chia e sementes de linhaça

Estas sementes são uma fonte rica em ácidos graxos como o Ômega-3 , e o ácido alfa-linolêico . O Ômega-3 tem muitos efeitos benéficos, como ajudar a diminuir os níveis de triglicérides, LDL e colesterol total. Também reduzem a pressão arterial e minimizam o acúmulo de placas de gordura nas artérias.

Alimentos ricos em Ômega-3 reduzem o risco de distúrbios que podem levar ao ataque cardíaco, trombose e arritmias.

6. Chocolate amargo

Esta gostosura é um exemplo raro de um alimento que tem um gosto incrível e é bom para o coração, desde que consumido com moderação.

Os cientistas acreditam agora que o chocolate amargo tem benefícios protetores contra a aterosclerose, que ocorre quando a placa de ateromas  se acumulam dentro das artérias, aumentando o risco de ataque cardíaco e derrame.

O chocolate amargo parece prevenir dois dos mecanismos implicados na aterosclerose: rigidez das artérias e adesão dos glóbulos brancos – quando eles se colam às paredes dos vasos sanguíneos.

Além disso, estudos descobriram que aumentar o teor de flavonóides do chocolate amargo – que é o composto que o torna saboroso e nutritivo – não diminui esses benefícios de proteção.

7. Café 

Também no campo “quase bom demais para ser verdade” está o café. Um estudo recente descobriu que tomar café regularmente estava associado a um menor risco de desenvolver insuficiência cardíaca e derrame.

No entanto, é importante ter em mente que este estudo – que usou o aprendizado de máquina para avaliar dados do Framingham Heart Study – só pode observar uma associação entre fatores e não pode identificar de forma conclusiva causa e efeito.

8. Peixes ricos em ômega-3

O peixe é uma fonte forte de ácidos graxos ômega-3 que ajudam o coração, são pobres em gordura saturada. As pessoas que têm doenças cardíacas, ou correm o risco de desenvolvê-la, recomenda-se aumentar a ingestão de ômega-3 ao comer peixe; Isso ocorre porque eles diminuem o risco de batimentos cardíacos anormais e retardam o crescimento da placa nas artérias.

De acordo com a American Heart Association (AHA), deve-se ingerir uma porção de 3,5 gramas de peixe gordo – como salmão, cavala, arenque, truta do lago, sardinha ou atum voador – pelo menos duas vezes por semana.

9. Chá verde

Uma revisão sistemática de 2011 descobriu que beber chá verde está associado a redução no colesterol, que, como sabemos, é um dos principais contribuintes para doenças cardíacas e derrames. Mas a análise não conseguiu identificar quanto chá verde alguém precisaria beber para receber quaisquer benefícios para a saúde.

Em 2014, outra revisão estudou os efeitos de beber chá verde em pessoas com pressão alta. O relatório concluiu que o chá verde estava associado a uma redução na pressão arterial. Mas os autores não conseguiram determinar se essa modesta redução poderia ajudar a prevenir doenças cardíacas.

10. Nozes

Amêndoas, avelãs, amendoins, noz-pecãs, pistaches e nozes são opções de nozes saudáveis ​​para o coração. Essas nozes estão cheias de proteínas, fibras, minerais, vitaminas e antioxidantes. Como o peixe e a semente de linhaça, as nozes também são ricas em ômega-3 o que as tornam um lanche saudável para o coração.

Fonte: https://www.medicalnewstoday.com/articles/321820.php?sr

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background image created by Freepik</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *