A prática de Yoga trás benefícios a várias condições, entre elas a depressão, estresse e ansiedade, síndrome metabólica, diabetes e problemas de tireóide.

A prática de Yoga pode melhorar a função sexual em mulheres de acordo com estudos

Um estudo frequentemente publicado no Journal of Sexual Medicine descobriu que o Yoga pode melhorar a função sexual – particularmente em mulheres com mais de 45 anos.

A pose do triângulo é relatada como a mais efetiva para melhorar a função sexual – particularmente em mulheres mais velhas.

O estudo avaliou os efeitos de 12 semanas de yoga em 40 mulheres que relataram sobre sua função sexual antes e depois das sessões de yoga.

Após o período de 12 semanas, a função sexual das mulheres melhorou significativamente em todas as seções do Índice de Função Sexual Feminina: “desejo, excitação, lubrificação, orgasmo, satisfação e dor”.

Cerca de 75% das mulheres, relataram melhora em sua vida sexual após o treinamento de Yoga.

Como parte do estudo, todas as mulheres foram treinadas em 22 poses, ou Yogasanas, poses indicadas para melhorar os músculos abdominais centrais, melhorar a digestão, fortalecer o assoalho pélvico e melhorar o humor.

Algumas poses incluíam trikonasana (também conhecida como pose de triângulo), bhujangasana (a cobra) e ardha matsyendra mudra (meia volta da coluna vertebral).

Mecanismos Yogues para melhorar o sexo

De acordo com pesquisadores, o Yoga melhora a função sexual, pois, regula a atenção e a respiração, reduz a ansiedade e o estresse e regula a atividade nervosa parassimpática – ativa a parte do sistema nervoso que avisa ao corpo para parar, relaxar, descansar, digerir, abaixar frequência cardíaca e desencadeia quaisquer outros processos metabólicos que induzam o relaxamento.

Todos esses efeitos estão associados a melhorias na resposta sexual.

Descobriu-se que as mulheres praticantes de ioga estão mais conscientes  em relação ao seu corpo e a aceitar as mudanças decorrentes da maturidade. Isso pode estar associado ao aumento da responsabilidade sexual e da assertividade, e talvez aos desejos sexuais.

O poder do bandha moola

A moola bandha é uma contração perineal que estimula o sistema nervoso sensório-motor e autônomo na região pélvica e, portanto, reforça a atividade parassimpática no corpo .

Algusn estudos sugerem que a prática de moola bandha alivia dores menstruais, dores de parto e dificuldades sexuais em mulheres, além de tratar a ejaculação precoce e controlar a secreção de testosterona em homens.

O Moola bandha é semelhante aos modernos exercícios de Kegel recomendados para reforçar o soalho pélvico, pois previnem a incontinência urinária e ajudam as mulheres (e homens) a desfrutar do sexo por mais tempo.

De fato, muitos centros de terapia sexual recomendam esta prática de yoga para ajudar as mulheres a se tornarem mais conscientes de suas sensações de excitação na área genital, melhorando assim o desejo e a experiência sexual.

Outra pose de Yoga que fortalece os músculos do assoalho pélvico é bhekasana, ou a “pose de sapo”.

Além de melhorar a experiência sexual, essa postura pode ajudar a aliviar os sintomas da vestibulodinia, ou dor no vestíbulo da vagina, bem como o vaginismo, que é a contração involuntária dos músculos vaginais que impede as mulheres de ter orgasmo no sexo com penetração.

Fonte:

https://www.bustle.com/articles/93502-7-ways-yoga-can-drastically-improve-your-sex-life-and-the-quality-of-your-orgasms.

https://www.doyouyoga.com/8-ways-yoga-improves-your-sex-life/

https://www.medicalnewstoday.com/articles/323003.php

Créditos imagem:

<a href=”https://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/natureza”>Natureza fotografia desenhado por Rawpixel.com – Freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *