O chocolate é um alimento repleto de antioxidantes, e ganha cada vez mais um lugar entre o rol de alimentos saudáveis. Alguns estudos mostram que o chocolate pode proteger a pele da luz solar. No entanto, nem todos os pesquisadores concordam

Há muitas evidências para sugerir que uma quantidade moderada de chocolate – especialmente chocolate escuro – é benéfico para a o intestino, para manter saudáveis os valores de colesterol e o bem-estar cerebral. Pode até diminuir o risco de desenvolver doenças cardíacas e cerebrovasculares.

Em relação a pele acredita-se que o chocolate pode prevenir o envelhecimento da pele, protegendo de queimaduras solares e até possivelmente câncer de pele.

O excesso de luz solar pode provocar na maioria das pessoas queimaduras solares. No entanto, a exposição excessiva à luz solar é o grande vilão quando o assunto é câncer de pele e a foto envelhecimento.

Então pesquisadores se perguntam:  Poderia o chocolate, com seus altos níveis antioxidantes, proteger nos dos raios ultravioleta (UV) prejudiciais do sol? Alguns estudiosos acreditam que sim.

A fruta que d´origem ao chocolate o cacau cru possui níveis muito elevados de flavanóis, um tipo de antioxidante. Mas a maior parte deste antioxidante perde-se durante o processo que transforma a fruta no chocolate que conhecemos e amamos.

Sendo assim os fabricantes de chocolate estão experimentando novos processos que possam preservar níveis mais altos de antioxidantes.

Um estudo realizado pelo Prof. Wilhelm Stahl, do Instituto de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade Heinrich Heine, em Düsseldorf, Alemanha, investigou   se os níveis antioxidantes mais altos no chocolate poderiam melhorar a capacidade da pele para suportar danos causados pelas radiações UV.

Para o estudo, 24 mulheres consumiram uma bebida de chocolate que continha 27 miligramas de flavanóis (chocolate normal) ou 329 miligramas (alto poder -antioxidante) todas as manhãs por 12 semanas.

O pesquisador e sua equipe descobriram que a pele dos participantes que consumiram a bebida de chocolate com alto poder antioxidante oxidação não se tornou tão vermelha quando exposta a uma dose controlada de radiação UV.

Para examinar ainda mais os efeitos do chocolate com alto teor de antioxidantes, o Dr. Stefanie Williams – do Cosmetic Science Group da London University of the Arts no Reino Unido – e colaboradores realizaram um estudo com 30 participantes.

Os voluntários consumiram 20 gramas de chocolate com alto teor de antioxidantes todos os dias durante 12 semanas. O chocolate com alto teor de antioxidantes continha mais de 600 miligramas de flavanois por porção, enquanto o chocolate normal tinha menos de 30 miligramas de flavanóis.

O que os autores encontraram correlacionado com os resultados do estudo anterior foi que a pele dos participantes que haviam comido o chocolate com poder antioxidante alto não apresentou nenhuma  sensibilidade ao dano UV – ou seja não houve melhora da pele.

No entanto a única diferença observada por ambos os estudos foi que a elasticidade da pele, ou flexibilidade, foi aumentada no grupo de chocolate com alto teor de antioxidantes.

Sendo assim ainda não sabe se o chocolate é ou não uma um alimento para prevenir danos causados na pele pelos raios UV.

Embora seja muito conhecido sobre os benefícios do chocolate sobre a saúde cardiovascular, cerebral e intestinal, o campo da pesquisa da pele ainda está engatinhando.

Por enquanto, pode ser melhor confiar em outras formas de proteção da pele quando o assunto é sol e simplesmente desfrutar de chocolate como parte de uma dieta saudável e equilibrada.

Fonte:

https://www.medicalnewstoday.com/articles/319620.php

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background image created by Valeria_aksakova – Freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *