A artrite reumatoide – AR –  é uma doença que afeta mais mulheres do que homens e acredita-se que os hormônios femininos podem ter um papel no desencadeamento da doença. Os sintomas da artrite reumatoide são basicamente os mesmos para homens e mulheres, mas existem diferenças importantes em quando e por que aparecem pela primeira vez.

O portador de artrite reumatoide  apresenta inflamação nas articulações, o que pode levar a uma série de sintomas, como dor e rigidez. Esses sintomas afetam várias áreas do corpo.

Este agravo acomete as pessoas de forma diferente, mas é comum que os sintomas apareçam e desapareçam, portadores dessa condição tendem a apresentar surtos, quando os sintomas pioram  e remissões, quando a doença é administrável.

Não está claro o que causa a AR, mas existem fatores de risco ambientais e genéticos, bem como excesso de peso e tabagismo. Os fatores hormonais podem ter um papel importante, uma vez que 75% das pessoas com AR são mulheres.

Sinais e sintomas

As mulheres tendem a desenvolver AR em uma idade mais jovem do que os homens, com sintomas que aparecem tipicamente entre as idades de 30  50 anos.

Os sintomas da AR podem afetar partes diferentes do corpo. As áreas mais comumente afetadas incluem as seguintes:

– Articulações – principalmente nas articulações periféricas menores do corpo, como as dos dedos das mãos e dos pés,  é uma doença simétrica que afeta ambos os lados do corpo.

– Artelhos, joelho, tornozelo ou as articulações do cotovelo de muitas pessoas podem ficar rígidos, principalmente no início do dia, isso pode ser normal. No entanto, se a rigidez durar mais de 30 minutos, pode ser um sintoma precoce da AR.

Os sintomas do estágio tardio da AR incluem inchaço e vermelhidão ao redor das articulações afetadas. As articulações podem ficar sensíveis ao toque, e movimenta-las  pode ser desafiador e doloroso.

Pele

Cerca de 20% das mulheres, que têm AR podem desenvolver nódulos reumatoides. Estes nódulos são firmes, protuberantes aparecem debaixo da pele e aparecem em áreas do corpo onde há pressão sobre a pele, como os cotovelos.

Olhos e boca

A AR pode fazer com que os olhos e a boca fiquem secos e irritados. Esta irritação também pode afetar a gengiva, que pode aumentar o risco de infecção. A doença também pode causar sensibilidade à luz e alterações na visão.

Pulmões e coração

Os pulmões podem ficar inflamados ou com cicatrizes em pessoas com AR, o que pode levar a dificuldades respiratórias. A inflamação  também pode afetar o coração e os vasos sanguíneos.

Inflamação ao redor do coração pode causar dor no peito e febre,  enquanto os vasos sanguíneos inflamados podem danificar a pele e outros órgãos.

Na composição global do corpo

A AR pode causar outros sintomas físicos, como perda de peso, limitação do movimento articular e fraqueza muscular.

A doença causa um impacto negativo na saúde e bem-estar. Pessoas com AR têm um risco maior de fadiga e depressão.

Tratamento

O principal objetivo do tratamento da AR geralmente é prevenir ou reduzir a inflamação.

Controlar a inflamação na AR pode diminuir a chance de danos às articulações ou órgãos. Se houver poucos ou nenhum sinal de inflamação, o portador pode estar em estado de remissão.

A redução no inchaço irá permitir maior amplitude de movimento, desde que os surtos de doenças anteriores não tenham danificado as articulações.

Podem ser indicados medicamentos para aliviar os sintomas e reduzir a inflamação, como os  antiinflamatórios não-esteróides ( AINEs ) na forma de um comprimido por via oral ou um creme para aplicar nas articulações.

Em alguns casos, pode ser indicado  cirurgia para reparar ou substituir suas articulações. A cirurgia pode ajudar a diminuir a dor e melhorar a amplitude de movimento.

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/technology”>Technology image created by Peoplecreations – Freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *