A doença de Alzheimer é um tipo de demência associada ao envelhecimento. No entanto, em alguns casos a doença de Alzheimer denominada de início precoce pode ocorrer antes dos 65 anos de idade.

A doença de Alzheimer causa problemas de memória e uma variedade de sintomas relacionados a cognição. É uma doença degenerativa, o que significa que os sintomas irão piorar com o tempo.

Segundo a Associação Internacional de Alzheimer, a doença de Alzheimer é uma das formas mais comuns de demência, sendo responsável por 60% a 80% de todos os casos de demência conhecidos.

Embora não haja cura, existem alguns tratamentos disponíveis para aliviar os sintomas e retardar a progressão da doença.

Sinais e sintomas

Existem vários sinais e sintomas distintos de perda de memória que podem indicar a doença de Alzheimer. Se um indivíduo apresenta um ou mais dos seguintes sinais ou sintomas, deve buscar ajuda de um profissional de saúde especializado.

1. Perda de memória que impede atividades diárias

O sintoma mais comum da doença de Alzheimer é a perda de memória. Uma pessoa com perda de memória pode:

  • esquecer uma informação recentemente aprendida
  • solicitar a mesma informação repetidamente
  • ter dependência de ajuda para assuntos relacionados a memória, como calendários e notas
  • esquecer eventos ou datas importantes

No entanto quando uma pessoa envelhece, não é incomum esquecer as coisas de vez em quando. Perda de memória típica, não-Alzheimer pode incluir esquecendo o nome de um conhecido, mas lembrar se mais tarde.

2. Problemas para completar tarefas diárias – Realização das AVDs (atividades da vida diária)

Outro sinal precoce comum de Alzheimer é quando uma pessoa tem dificuldade em completar uma tarefa familiar.

Uma pessoa com Alzheimer de início precoce pode:

  • esquecer como de chegar a um supermercado, restaurante ou local de trabalho
  • ter problemas em equilibrar um orçamento para casa ou trabalho
  • esquecer as regras da rotina familiar

Às vezes, o envelhecimento natural pode fazer com que uma pessoa precise de ajuda com coisas novas ou desconhecidas. Por exemplo, ajudar um ente querido mais velho a descobrir as configurações do novo telefone não é incomum e não indica necessariamente um problema.

Por outro lado, se uma pessoa usa o mesmo telefone há anos e, de repente, não consegue lembrar como fazer uma chamada telefônica, pode estar sofrendo de perda de memória relacionada à doença de Alzheimer.

3. Resolução de problemas ou dificuldades de planejamento

Algumas pessoas com Alzheimer de início precoce descobrem que têm dificuldade em seguir instruções, resolver problemas e se concentrar.

Pode ser difícil para uma pessoa seguir uma receita ou instruções escritas em um produto. Eles também, podem ter problemas para acompanhar as contas ou despesas mensais.

4. Confusão sobre localização e tempo – Alterações visuoespaciais

Outro sinal comum de início precoce de Alzheimer é ficar confuso sobre lugares ou em relação ao tempo. Uma pessoa pode ter dificuldade em acompanhar as estações, os meses ou as horas do dia.

Uma pessoa pode ocasionalmente ser incapaz de reconhecer onde está ou não de como chegou lá. Pode se perder em locas conhecidos, como em sua própria casa.

5. Esquecer onde guarda suas coisas

A maioria das pessoas perderá algo em algum momento, mas geralmente será capaz de localizar novamente, pesquisando em locais lógicos e refazendo seus passos.

Uma pessoa com Alzheimer pode esquecer onde colocou um item, especialmente se o colocar em um lugar incomum.

A doença de Alzheimer também torna difícil para uma pessoa refazer seus passos para encontrar o item que está faltando. Isso pode ser angustiante e pode levar a pessoa a acreditar que alguém está roubando deles.

6. Problemas na escrita e fala

O portador pode apresentar dificuldade em manter uma conversa  e de expor seus pensamentos.

É comum parar no meio de uma conversa, ser incapaz de descobrir o que dizer em seguida e se esforçar para encontrar a palavra certa ou rotular as coisas incorretamente.

7. Demonstrar sinais de incapacidade de julgamento

Todo mundo toma decisões erradas às vezes. Pessoas com início precoce da doença de Alzheimer, no entanto, podem apresentar uma mudança marcante na sua capacidade de tomar boas decisões.

Sinais de incapacidade de julgamento incluem:

  • gastar muito em itens desnecessários
  • demostrar desatenção ao aliciamento pessoal
  • descuido com a higiene
8. Mudanças de humor e personalidade

Uma pessoa com Alzheimer pode começar a ficar confusa, ansiosa, desconfiada ou deprimida. Eles podem mostrar esses sinais em uma variedade de configurações, incluindo no trabalho, em casa e em lugares desconhecidos.

Eles podem ficar frustrados com os sintomas ou se sentirem incapazes de compreender as mudanças que estão ocorrendo. Isso pode se apresentar como agressão ou irritabilidade em relação aos outros.

9. Afastar-se das atividades sociais ou de trabalho

À medida que a doença de Alzheimer se desenvolve, uma pessoa pode parar de participar das atividades sociais ou de trabalho que costumava desfrutar.

Fatores de risco

A idade é o principal fator de risco para o desenvolvimento da doença de Alzheimer.

A partir dos 65 anos, o risco de desenvolver Alzheimer dobra a cada 5 anos. Aos 85 anos, uma pessoa tem 50% de chance de desenvolver a doença de Alzheimer.

Outro fator de risco é história familiar ou genética. É mais provável que uma pessoa desenvolva a doença de Alzheimer se tiver um membro da família próximo com a doença. Se mais de uma pessoa da família tiver tido a doença de Alzheimer, o risco genético aumenta.

Os pesquisadores ainda não sabem por que a doença de Alzheimer se desenvolve em tenra idade em algumas pessoas. No entanto, são identificados genes específicos em algumas pessoas que apresentam a doença de Alzheimer aos 30, 50 ou 50 anos.

Diagnóstico

Se uma pessoa apresentar um ou mais dos sintomas citados acima, deve buscar auxílio médico assim que possível. O diagnóstico precoce pode ajudar a retardar a progressão da doença.

Não há um teste padrão para diagnosticar a doença de Alzheimer, portanto, um médico fará um diagnóstico baseado na história clínica e exames laboratoriais e de imagem para confirmação diagnóstica.

Tratamento

O tratamento se concentra no manejo dos sintomas, pois não há cura para a doença de Alzheimer.

Existem alguns medicamentos disponíveis que podem ajudar na perda de memória. Estes são mais eficazes se iniciados precocemente na progressão da doença.

  • Aprender sobre a doença de Alzheimer para entender melhor os sintomas.
  • Participar de atividades com um familiar sempre que possível.
  • Conversar com o portador sobre formas concretas de ajudar, como preparar refeições ou levá-las aos compromissos.
  • Conectando-se com outras pessoas através de redes de suporte.
Fonte:

LUCATELLI, Juliana Faggion et al. Influência genética sobre a doença de Alzheimer de início precoce Genetic influence on early onset Alzeimer’s disease. Archives of Clinical Psychiatry, v. 36, n. unknown, p. 25-30, 2009.

TRUZZI, Annibal; LAKS, Jerson. Doença de Alzheimer esporádica de início precoce. Revista de Psiquiatria Clínica, v. 32, n. 1, p. 43-46, 2005.

CHARCHAT, Helenice et al. Desenvolvimento de uma bateria de testes neuropsicológicos computadorizados para o diagnóstico precoce da Doença de Alzheimer. 1999. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Psicologia.

DE OLIVEIRA GUIMARÃES, Lucas Fernando; PINTO, Carolina Tebaldi; TEBALDI, Joelma Batista. Alzheimer: diagnóstico precoce auxiliando na qualidade de vida do cuidador. Memorialidades, v. 12, n. 23 e 24, p. 11-30, 2017.

SCHNEIDER, Priscila et al. Grupo de apoio para familiares de idosos com doenças crônicas e de alta dependência como a doença de Alzheimer e similares – principais. Revista UNIPLAC, v. 6, n. 1, 2018.

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/technology”>Technology image created by Kjpargeter – Freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *