O “cuidar” das pessoas maduras ou dos pais idosos pode ser um desafio quando se trata da administração dos cuidados de saúde e as rotinas de medicamentos.

Se você é um membro da família cuidando de um parente em processo de envelhecimento, é fácil ficar sobrecarregado de não saber por onde começar ou perder o controle das prioridades.

Conhecer os medicamentos e as necessidades das pessoas maduras, irá ajudá-lo a se tornar um cuidador melhor e mais informado.

Muitos familiares que são cuidadores de pais que necessitam de atenção especial, têm a responsabilidade principal pela administração de medicamentos.

No entanto, mesmo as pessoas maduras ativas que se importam com sua rotina de medicação ou suplementação, podem precisar de ajuda para tomar medicamentos com segurança e adequação.

Aqui estão algumas ideias para ajudar cuidadores e pessoas maduras a fazer um bom uso de seus medicamentos, independentemente da idade e da saúde.

Se você não tem certeza se a pessoa madura que está sob os seus cuidados precisa de apoio em relação a administração dos medicamentos ou outros problemas de saúde: Pergunte!!!

Não assuma e nem acredite que o gerenciamento de medicamentos esteja sob controle.

A maioria das pessoas maduras administra vários medicamentos a cada dia e, com a ajuda de seus medicamentos, eles podem viver mais e com saúde.

No entanto, devido ao fato das pessoas maduras, geralmente, administrar um numero maior de medicamentos, comparado a outras faixas etárias, essas pessoas, também, têm maior potencial de reações adversas e esses medicamentos, além das interações que acontecem quando se administra medicamentos simultaneamente, a chamada interação medicamentosa.

Perguntas que podem ajudar a descobrir se as pessoas maduras podem precisar de ajuda para gerenciar seus medicamentos 

– Ele ou ela tem mais de 75 anos?

– Ela ou ele tem mais de uma condição médica?

– Ele ou ela usa mais de um medicamento?

– Será que ele ou ela tem algum problema de visão, audição, movimentos ou locomoção?

– Ela ou ele tem problemas de memória?

– Essa pessoa é capaz de dirigir-se ou caminhar com segurança para o local onde os medicamentos estão disponíveis?

Se você respondeu “sim” a qualquer uma dessas questões, a pessoa madura em questão pode precisar de algum apoio de outra pessoa, como um membro da família ou cuidador profissional, para administrar seus medicamentos conforme o cronograma.

Então, por onde começar?

Comece com uma abordagem de equipe.

Sempre que possível, o trabalho em conjunto da pessoa madura com o seu cuidador é importante para estabelecer metas de saúde e desenvolver planos para realizá-las.

Além disso, é interessante envolver outros membros da família, como irmãos, ou parentes.

Essas conversas devem incluir uma discussão sobre como gerenciar os medicamentos da pessoa madura.

Questões a serem abordadas

O cuidador deve saber:

– Quais medicamentos a pessoa madura administra, e para quais condições de saúde.

– Com que frequência são administrados esses medicamentos e como eles são administrados.

– Se a pessoa madura acha que o medicamento está ajudando na sua condição de saúde.

– Se eles caíram com maior freqüência, ficaram mais confusos ou sonolentos, ou perderam o apetite desde o momento em que começaram a administrar o medicamento.

– Se eles tiverem algum problema para administrar o medicamento, como por exemplo, esquecer uma dose, não reconhecer o medicamento, ou apresentar  efeitos colaterais graves.

– Se eles sabem, exatamente, para que estão administrando determinado medicamento.

Lista de verificação

Use esta lista de verificação como um ponto inicial para ajudar a pessoa madura sob seus cuidados a usar os medicamentos com segurança, maximizar o seu benefício e reduzir o risco de efeitos colaterais e interações medicamentosas:

Item 1

Saiba quais medicamentos estão sendo administrados.

É recomendado que se adquira os medicamentos em uma única farmácia, para que se possa manter os registros de todos os medicamentos prescritos.

Esses registros podem ajudar a evitar uma interação entre as drogas ou lembrar para renovar a receita necessária.

Item 2

Comece e mantenha uma lista de medicamentos em casa, com o nome de cada medicamento e outros detalhes importantes.

Isto é importante ter disponível para consultas médicas ou situações de urgência e/ou emergência.

Item 3

Anote todos os compromissos médicos da pessoa ao seu cuidado, se possível, a fim de oferecer suporte para qualquer situação.

Item 4

Compartilhe quaisquer preocupações ou problemas apresentados com a administração dos medicamentos.

Certifique-se de anotar qualquer problema, o qual pode ser revisto mais tarde.

Item 5

Incentive a pessoa madura sob seus cuidados a compartilhar quaisquer preocupações ou perguntas para os profissionais de saúde que acompanham o seu tratamento.

Incentive-os a anotar antecipadamente suas consultas médicas quaisquer dúvidas ou preocupações sobre sua condição ou medicação, e tomar notas sobre o que o médico disser.

Em cada visita ao profissional de saúde, incentive-os a fazerem perguntas. (Veja no final do texto: 10 perguntas a serem feitas sobre os medicamentos)

Item 6

Leia e reveja todos os rótulos e bulas dos medicamentos com a pessoa sob seu cuidado, para entender possíveis efeitos colaterais ou interações medicamentosas.

Item 7

Pergunte se a pessoa madura pode ler, entender e seguir as instruções de dosagem.

Item 8

Pergunte se a pessoa madura precisa de ajuda para desenvolver um cronograma para administrar os medicamentos.

Item 9

Leia os rótulos e bulas dos medicamentos para verificar se as interações medicamentosas são possíveis entre os medicamentos que o paciente está administrando, se mais de um medicamento for utilizado.

Item 10

Peça a pessoa madura para mostrar-lhe como está administrando o seu medicamento.

Tente determinar se é necessária alguma intervenção ou instrução para alterar um padrão de administração que não seja seguro ou preciso.

Item 11

Discuta a importância de não tomar decisões sobre medicamentos sozinhos, sem a orientação de um profissional de saúde.

De repente, parar alguns medicamentos pode ser muito perigoso, por exemplo.

Item 12

Se a pessoa madura tiver problemas de visão ou dificuldade em leitura, é sugerido que se faça uma codificação de cores para cada frasco de medicamento, e colocando as mesmas cores em um lugar que dê instruções para usar cada medicamento diferente que eles tomem.

Sugerir que eles perguntem ao farmacêutico para fazer etiquetas com impressão grande nas embalagens dos medicamentos.

Se a pessoa madura apresentar dificuldades motoras ou outro problema muscular, como a artrite, pergunte ao farmacêutico se é possível dispensar os medicamentos da pessoa madura com tampas sem dificuldade para abertura (lembrando, no entanto, que é essencial armazenar todos os medicamentos longe do alcance das crianças ou animais).

Procure saber sobre efeitos colaterais que possam ser confundidos com sinais de envelhecimento

Muitas vezes as pessoas confundem os efeitos indesejáveis ​​do medicamento com os efeitos “naturais” do envelhecimento.

Considere a possibilidade de que uma das seguintes condições possa ser causada pela medicação:

– Agitação ou ansiedade

– Confusão mental ou perda de memória

– Fadiga

– Diminuição do impulso sexual

– Depressão

– Fraqueza

– Desmaios

Às vezes, as pessoas maduras relutam em dizer aos seus cuidadores que eles estão tendo problemas, como tonturas, os quais podem estar relacionadas aos seus medicamentos.

A tontura pode levar a quedas. Por isso, certifique-se de observar se a pessoa madura apresenta manchas roxas ou descolorações em seu corpo.

Isso pode ser um sinal de queda devido a uma reação adversa ao medicamento.

Se você suspeitar de uma reação adversa ao fármaco, fale com a pessoa madura sobre como consultar o seu médico.

Fale com a pessoa sob seus cuidados sobre a importância de ir a consulta ao seu médico a cada 3 a 6 meses, para um check-up, quando eles estão em regime de terapia a longo prazo.

Sugira que eles perguntem ao médico se seus medicamentos ainda são necessários.

Incentive a pessoa madura a procurar ajuda externa quando necessário

Muitos serviços estão disponíveis, que podem ser úteis para ajudar as pessoas maduras com seus medicamentos, para saber mais sobre:

– Uma avaliação formal, em casa, por parte dos profissionais de saúde do estado e necessidades da medicação.

– Contatos telefônicos regulares por voluntários (que poderiam ajudar a lembrar e monitorar a administração de medicamentos e reforçar hábitos positivos).

– Visitas domiciliares periódicas de profissionais da saúde para acompanhar o progresso, dar conselhos ou ensinar habilidades relacionadas ao uso de medicamentos.

– Classes na comunidade que ensinam idosos a coordenar seus próprios cuidados e gerenciar seus medicamentos com sabedoria.

Enfim…

Seja útil, mas não se responsabilize pelo uso de medicamentos da pessoa madura se ela não precisar.

Enquanto a pessoa madura não estiver confusa ou esquecida, é saudável para ela manter-se responsável ​​por sua própria vida.

A pessoa irá perceber melhor seu interesse e assistência, se você informar que seu papel é de apoio.

Procure maneiras naturais de gerenciar os problemas referentes aos medicamentos, e seja diplomático.

Assim, como apoiar um ente querido que esteja tentando perder peso ou deixar de fumar, é importante não criticar seu uso de medicamentos.

Uma abordagem positiva e favorável funciona melhor…


10 perguntas a serem feitas sobre os medicamentos

Use esta lista de verificação de informações de drogas necessárias para orientar suas conversas com seu profissional de saúde. 

Fazer essas perguntas pode ajudar a garantir que você esteja maximizando os benefícios e minimizando os riscos dos medicamentos.

1- Qual é o nome do medicamento e para que serve?

2- Como e quando devo administrar, e por quanto tempo?

3- Quais os efeitos colaterais que eu deveria esperar, e o que devo fazer sobre eles?

4- Devo tomar este medicamento com o estômago vazio ou com comida?

5- Devo evitar atividades, alimentos, bebidas, álcool ou outros medicamentos ao tomar este medicamento?

6- Se é uma dose de uma vez por dia, ou várias doses?

7- Este medicamento funcionará com segurança com os meus outros medicamentos, incluindo outros medicamentos prescritos, medicamentos sem receita médica, vitaminas e outros suplementos?

8- Quando devo esperar que o medicamento comece a agir no organismo e como eu saberia se está funcionando?

9- Como devo armazená-lo?

10- Existe alguma informação adicional que eu deveria saber sobre este medicamento?


Fonte:

http://www.bemedwise.org/medication-safety/elderly-care

http://www.bemedwise.org/medical-questions/questions-about-medicine

 

Crédito da imagem:

<a href=”http://br.freepik.com/fotos-vetores-gratis/fundo”>Fundo fotografia desenhado por Suksao – Freepik.com</a>

 

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *