Para a maioria de nós, nossos Hobbies são componentes essenciais de nossas vidas, no entanto eles também podem ser bons para nossa saúde física e mental.

Os passatempos são ações que podem ser muito positivas para ocupar nosso tempo livre, e essas atividades são muitas vezes ligadas aos interesses que nós escolhemos para nos distrair e nos sentir bem,  quando não estamos trabalhando, dormindo ou passando tempo com seus entes queridos.

A maioria das pessoas adota um hobby que lhe faz bem, mas  pode haver muito mais interesses em nosso passatempo do que o fator de diversão.

Sendo assim aqui vão dicas de hobbies que podem melhorar a saúde.

Dançar: uma forma divertida de exercício

Dançar tem toda uma gama de benefícios para a saúde e é uma maneira fácil e acessível de exercício para a maioria das pessoas. Pense nisso: você não precisa de muitos equipamentos para dançar – apenas nosso corpo, algumas músicas e, de preferência, compartilhando a dança com outras pessoas.

Dançar é uma ótima forma de exercício e diversão!

Mesmo que tenhamos  dificuldade de relaxar na pista de dança, a maioria das pessoas  gostas de movimento corporal embalado por uma música, mesmo que seja apenas dentro do conforto de  casa; não existe uma maneira correta ou errada de dançar. Apenas dance, pois a música contagia.

Dançar é uma atividade social, e nos mantem ativos o que é ,muito  importante para o bem-estar geral. O melhor de tudo é que a dança é divertida. Um tipo de condicionamento físico sem dor e prazeroso.

Dançar é um excelente treino cardiovascular que ajuda a manter nosso coração em dia, aumenta a resistência vascular e fortalecer os ossos e os músculos.

Uma pesquisa realizada em 2011 analisou  94 estudos envolvendo 9.917 participantes e descobriu que dançar pelo menos três vezes por semana pareceu melhorar o equilíbrio em idosos.

Dançar também é bom para a saúde do cérebro. Um estudo no New England Journal of Medicine relatou uma associação entre as excursões de dança regulares e uma redução de 76% no risco de demência.

Jardinagem

A jardinagem pode não parecer inicialmente um tipo de exercício, mas estudos relataram uma grande quantidade de benefícios para a saúde associadas à este hobby.

Em primeiro lugar, as simples ações como puxar ervas daninhas, plantar e a  busca de ferramentas para jardinagem contribuem para uma forma sutil de exercício aeróbico, que ajuda a trabalhar músculos e aumentar a força, resistência e flexibilidade.

Além disso, estar ao ar livre é um excelente hobby. Um estudo de 2014 publicado no PLOS One descobriu que a jardinagem e o ciclismo regular reduzem a probabilidade de deficiência de vitamina D em idosos.

E existe um estudo que sugere uma associação entre o risco de demência diminuído e a jardinagem, relatando um risco 36% menor de demência entre as pessoas que cultivavam jardinagem diariamente.

Escrever  para cicatrizar feridas da alma

A escrita foi associada a vários benefícios de saúde mental e física, incluindo melhorias na memória, níveis de estresse e sono, entre outras coisas.

Vários estudos, por exemplo, descobriram que escrever sobre suas experiências ajuda os pacientes com câncer a aceitar suas doenças, ajudando os pacientes a resistir ao estresse e potencialmente contribuindo para melhorar os resultados físicos.

Em geral, a escrita é uma ótima ferramenta para a auto expressão blogs, por exemplo, podem ajudar as pessoas a forjar novos relacionamentos e criar comunidades em torno de seus interesses.

A música como terapia

Jogar e ouvir música pode beneficiar a saúde mental e física.  Ouvir música pode ajudar a reduzir os níveis de estresse.

Um estudo sugeriu que a música pode impulsionar o sistema imunológico do corpo, menores níveis de estresse e ansiedade, e aliviar a depressão. O estudo foi realizado com pacientes que aguardavam a cirurgia, verificava-se que a audição de música era mais efetiva para diminuir a ansiedade do que as drogas prescritas, e ouvir e tocar música estava ligada a níveis mais baixos do cortisol do “hormônio do estresse”.

Para termos  ideia de quanto a música excita nossos cérebros, um estudo realizado em  2011 comparou a resposta do cérebro à música com suas reações à alimentação e ao sexo, já que os sentimentos prazerosos derivados de todos os três são impulsionados pela liberação do neurotransmissor da dopamina.

Animais de estimação fazem muito bem para o coração

Animais de estimação de todos os tipos podem ser  companheiros maravilhosos, e eles podem nos ajudar a ser mais saudáveis ​​de muitas maneiras. Possuir um animal de estimação pode não só proporcionar oportunidades de exercício, atividades ao ar livre e socialização, também pode ajudar a diminuir a pressão arterial, os níveis de colesterol e triglicerídeos e principalmente os sentimentos de solidão.

Ter  animais de estimação, particularmente cães,  está associado a um risco diminuído de doença cardíaca, pois somos forçados a cuidar deles e muitas vezes passear ao livre, o que é uma forma de exercício físico muito prazerosa.  E vamos ser sinceros não tem coisa mais fofa do que um Pet abanando o rabinho ou roçando na nossa perna quando chegamos em casa.

Então porque não começar a ter um hobby, para melhorar sua saúde e bem estar e quem saber ter mais disposição em sua vida.

Fonte:

https://www.medicalnewstoday.com/articles/320715.php

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/food”>Food image created by Freepik</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *