Se você quer preservar ou melhorar a sua memória à medida que amadurece, daremos algumas dicas que ajudar a turbinar sua memória.

Memórias são os blocos que constroem nossa  biografia interna – nossa história. Elas contam o que fizemos durante a nossa vida e com quem nos relacionamos ao longo do caminho. As memórias desempenham um papel vital em tornar-nos quem somos, como seres humanos – representam nossa essência – e é por isso que a perda de memória relacionada à idade, pode significar a perda de nosso senso de nós mesmos.

A medida que envelhecemos, nos preocupamos com o declínio da memória e habilidades de pensamento. Mas o que faz com que alguns indivíduos, experimentem perda de memória ao longo do tempo, enquanto outros permanecem com a memória inalterada?

Os genes, contribuem para manter intactas  nossas memórias, mas também as escolhas que fazemos e nosso de estilo de vida têm um papel importante.

A escolha de uma dieta saudável, exercitar-se regularmente, controlar o colesterol, pressão arterial, níveis de açúcar no sangue, não fumar, são ações que podem proteger a memória de acordo com pesquisas.

Da mesma forma que os músculos se tornam mais fortes com o uso, memória e habilidades cognitivas também se mantém se exercitada.

O cérebro tem potencial para criar novas células e conexões neurais, se for treinado com os estímulos certos. A capacidade do cérebro de mudar, crescer e melhorar ao longo da vida é conhecida como neuroplasticidade.

Nossos hábitos diários, influenciam o funcionamento do cérebro, sendo assim seguem algumas dicas para manter a memória em dia:

A escolha da dieta melhora o funcionamento cerebral

O corpo precisa de combustível para funcionar corretamente, e isso também é verdade para o cérebro. Comer os alimentos certos e evitar os errados pode ser uma estratégia eficaz para alimentar o cérebro e mantê-lo apto e saudável para a vida.

Dieta mediterrânea

Esta dieta é classificada como uma  mais saudáveis do mundo.  Baseia-se na ingestão de frutas, vegetais, grãos integrais, feijões, legumes, gorduras saudáveis, como o azeite, nozes e peixes – e proteína magra.

Pesquisas indicam que a dieta mediterrânea previne doenças como câncer e doença cerebrovascular e nos ajuda a viver mais e melhor. A dieta mediterrânea, tem impacto positivo a longo prazo sobre a função cognitiva e está associado a menor declínio cognitivo e memória e atenção melhoradas.

O consumo de azeite virgem extra, que é uma parte importante da dieta mediterrânea, tem o poder de proteger a memória e capacidade de aprendizagem, bem como proteger contra o declínio cognitivo.

Dieta cetogênica

As dietas cetogênicas, ganharam atenção pública devido a variedade de benefícios de saúde e perda de peso. As dietas cetogênicas são baixas em carboidratos e  alto teor de gordura. Reduzir drasticamente a ingestão de carboidratos e substituí-los por gordura coloca seu corpo em um estado metabólico conhecido como cetose.

A cetose aumenta a eficiência do corpo na queima de gordura transformando em  energia pois cria cetonas de gordura no fígado, que fornece energia para o cérebro.

Alimentos que melhoram a memória

Embora uma dieta que enfatize o consumo de alimentos “reais” em vez de alimentos processados, evitando gorduras trans e açúcar, e ingerindo gorduras saudáveis ajudará a alimentar o cérebro e melhorara memória e alguns alimentos são indicados para este fim:

 O consumo de nozes está associado ao melhor desempenho nos testes de função cognitiva de memória, concentração e velocidade de processamento de informações.

O concentrado de mirtilo melhora a  função cerebral, a memória funcional, o fluxo sanguíneo para o cérebro e a ativação do cérebro na realização de testes cognitivos.

A luteína, encontrada na couve e no espinafre, bem como em abacates e ovos, pode evitar o envelhecimento cognitivo e melhorar a aprendizagem e a memória.

O abacate, melhora a função cognitiva em testes que avaliam memória, velocidade de processamento e níveis de atenção.

O cacau e o chocolate,  são benéficos para o desempenho da memória funcional e o processamento da informação visual, e neutralizam a deficiência cognitiva relacionada à privação do sono. Também foram encontrados flavanóis de cacau dietético para reverter o declínio da memória relacionada à idade.

Cafeína – equivalente a cinco xícaras de café por dia reverteu o comprometimento da memória em camundongos criados para desenvolver sintomas da doença de Alzheimer

A canela promove melhora da memória e pode retardar a deficiência cognitiva e a doença de Alzheimer.

O chá de hortelã demonstrou benefícios importantes na memória de longo prazo e de trabalho, bem como a vigilância, em comparação com camomila e água quente.

Mantenha-se fisicamente ativo

Se quiser que a sua memória fique afiada, é importante manter-se ativo. O exercício aumenta os níveis de oxigênio no cérebro, reduz o risco de doença cardiovascular e diabetes – fatores que contribuem para perda de memória.

Manter-se em um trabalho  promove a  neuroplasticidade de certas estruturas no cérebro, o que melhora a função cognitiva.

Alguns hormônios aumentam seus valores durante o exercício, entre eles os de crescimento, que ajudam a melhorar a memória. Os fatores de crescimento medeiam a conexão entre o exercício e a saúde cerebral através do hipocampo – que é uma região do cérebro responsável pela aprendizagem e memória.

Incorporando elementos de treinamento de aeróbica e resistência de intensidade moderada, por pelo menos 45 minutos por sessão,  3 dias da semana, provavelmente irá beneficiar suas habilidades cognitivas e memória.

Tire uma soneca

Você acha que melhorar sua memória será desafiador? Pense de novo; você pode tirar uma soneca para manter a memória afiada.

Dormir de 7 à 9 horas de sono por noite  é fundamental para manter  a saúde física e mental. O sono ajuda a solidificar e consolidar a memória de curto prazo a memória de longo prazo. Após o sono, as pessoas tendem a melhorar a retenção de informações e a realizar melhores testes de memória. Não dormir o suficiente interfere,  na capacidade do cérebro de formar novas memórias.

Treine seu cérebro

Algumas técnicas podem ser utilizadas para aprender a codificar e recuperar informações importantes, e são chamadas de dispositivos mnemônicos. Esses métodos, podem ser valiosos quando precisamos lembrar os nomes de pessoas – em um grande evento, por exemplo.

Os dispositivos mnemônicos são um atalho que ajuda a vincular as informações que queremos lembrar com uma palavra, imagem ou sentença. É um método de memorização de informações, que faz com que a informação permaneça em nossos cérebros por mais tempo e seja lembrado com mais facilidade.

Tipos de dispositivos mnemônicos incluem:

  • O método de loci, que exige que imaginemos itens que gostaríamos de lembrar. Associe palavras ou conceitos com localizações de fatos  ao longo do caminho para torná-las mais fáceis de recordar mais tarde.
  • Os acrônimos podem ser usados como uma ferramenta para lembrar de qualquer coisa, como usar as cores do arco-íris para associar os itens da lista de compras. Por exemplo, podemos usar o acrônimo “BOLO” para ajudar a lembrar que de comprar banana, ovo, laranja e óleo.
  • As rimas podem ajudar a recordar informações, como quantos dias existem no mês de junho: “Trinta dias tem setembro, abril, junho e novembro”.
  • As imagens podem ajudar a lembrar pares de palavras, como água azul, sol amarelo e grama verde. Ao lembrar uma imagem específica, pode ajudar a recuperar informações que associamos a essa imagem.

Quanto mais exercitamos nosso cérebro, mais fácil ele processara e se recordará das informações.

5. Retroceda e relaxe

O estresse crônico tem um efeito adverso no cérebro. Ao longo do tempo, o estresse destrói as células cerebrais, danifica o hipocampo que está ligado à perda de memória. Gerenciar o estresse, pode ser uma das melhores maneiras de proteger sua memória.

Meditação e yoga auxiliam a aumentar a função cerebral.

A prática de meditação e ouvir música, podem ser estratégias eficazes para aliviar o estresse e reverter a perda precoce de memória, em pessoas maduras com declínio cognitivo.

Relaxar com certos aromas, como o azeite de alecrim pode ser benéfico para manter a memória em dia.

Mas qualquer que seja sua escolha o importante é buscar uma vida saudável, cante, dance, brinque viva, e não só sua memória irá agradecer como seu corpo também. Como já dizia uma velha citação em latim derivada da Sátira X do poeta romano Juvenal.  “ Mens sana in corpore sano” (mente sã e corpo saudável).

Fonte:

https://www.medicalnewstoday.com/articles/319876.php?sr01

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/frame”>Frame image created by Bedneyimages – Freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *