Um indivíduo com hipocloridria é incapaz de produzir ácido clorídrico (HCL) suficiente no estômago que é fundamental para que o processo digestivo ocorra de forma saudável.

Este ácido estomacal, juntamente com várias enzimas, ajuda a quebrar o alimento que será posteriormente absorvido pelo intestino. Outras funções deste ácido incluem:

  • Auxilia o corpo na absorção de certos nutrientes, como proteínas e vitamina B-12
  • Ajuda a matar bactérias e outros patógenos no estômago para prevenir a infecção.
  • Causas mais comuns que levam a Hipocloridria
 Idade

O estômago pode produzir menos ácido clorídrico como resultado do envelhecimento. De acordo com pesquisas a hipocloridria é a principal alteração no estômago de idosos. Pessoas com mais de 65 anos têm o maior risco.

Estresse

Embora e estresse diário possa não ter muito efeito na produção de ácido gástrico, o estresse crônico pode contribuir para a ocorrência de hipocloridria.

Medicamentos

O uso prolongado de antiácidos ou outros medicamentos para refluxo gastroesofágico e azia podem diminuir a produção de ácido gástrico no corpo.

Os medicamentos mais usados para estes casos são os inibidores da bomba de prótons e estes podem levar a hipocloridria.

Infecção bacteriana

Mais de 50% das pessoas em todo o mundo estão infectadas com uma bactéria chamada Helicobacter pylori ( H. pylori ). Esta infecção pode contribuir para baixos níveis de ácido gástrico e úlceras gástricas.

Deficiência de zinco

O zinco é necessário para a produção de ácido gástrico. A falta desse mineral pode contribuir para a hipocloridria.

Cirurgia estomacal

Alguns procedimentos cirúrgicos, incluindo a cirurgia de bypass gástrico, podem reduzir a quantidade de ácido que o estômago produz.

Sintomas

Os sintomas da hipocloridria podem incluir:

  • inchaço
  • eructação – arrotos
  • diarreia
  • gazes
  • azia
  • infecções intestinais
  • náuseas ao tomar suplementos
  • deficiências nutricionais, incluindo deficiências em ferro e vitamina B-12
  • alimento não digerido nas fezes
  • unhas fracas
  • sensação de estômago cheio
Fatores de risco para o desenvolvimento de hipocloridria
  • uso de medicamentos para reduzir a produção de ácido do estômago
  • ter 65 anos ou mais
  • altos níveis de estresse em uma base contínua
  • dieta que carente de zinco ou com baixa absorção de zinco
  • ter uma infecção por H. pylori
  • ter sido submetido a cirurgia estomacal
Diagnóstico

Aacidez gástrica é mensurada usando a escala de pH. Um valor de pH de 3 a 5 sugere hipocloridria, enquanto um nível de pH menor que 3 indica níveis normais de ácido gástrico.

Se o valor de pH for maior que 5, isso sugere uma quase completa ausência de ácido gástrico, que é denominado acloridria.

Se os resultados mostrarem hipocloridria ou acloridria, o médico pode solicitar exames de sangue para verificar se há deficiência de ferro ou outros nutrientes.

Tratamento

O tratamento da hipocloridria depende da causa subjacente. Opções incluem:

Antibióticos para tratamento do H. pylori

Uma infecção por H. pylori requer tratamento a base de antibióticos.

Revisão das medicações utilizadas

O uso prolongado de antiácidos e inibidores da bomba de prótons pode resultar em hipocloridria. Pode ser recomendado pelo médico parar o uso dos medicamentos ou mudar para um tratamento diferente.

Sempre busque aconselhamento de um médico antes de mudar ou parar os medicamentos.

Enzimas digestivas

Uma pessoa pode se beneficiar de tomar um suplemento a base de HCL (Betaína) ou a enzima pepsina para aumentar a acidez estomacal. Esta opção de tratamento pode ser especialmente benéfica para idosos que experimentam um declínio natural nos níveis de ácido gástrico.

Enzimas digestivas naturais também estão disponíveis em lojas e drogarias.

Consulte um médico antes de tomar qualquer medicamento.

Fonte:

https://www.medicalnewstoday.com/articles/322491.php

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/space”>Space image created by Freepik</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *