Pesquisadores descobrem que idosos que consumiram suco de beterraba antes da prática de atividade física moderada ou intensa, apresentaram uma maior conexão cerebral associada à função motora, quando comparados a indivíduos na mesma faixa etária que não consumiram o suco.

A equipe de pesquisa – do Departamento de Saúde e Ciência do Exercício na Universidade Wake Forest em Winston-Salem, NC – relatam que o aumento da conectividade cerebral, observado entre os idosos que consumiam suco de beterraba era  similar a indivíduos mais jovens.

A descoberta foi publicada no  Journals of Gerontology: Série A .

A beterraba é uma raiz tuberosa conhecido por sua cor  roxo brilhante. Nos últimos anos, a beterraba ganhou popularidade por seus benefícios potenciais de saúde, que incluem redução da pressão arterial e melhorias no condicionamento físico.

Consumir frutas e legumes de todos os tipos tem sido associado com um risco reduzido de muitas condições de saúde relacionadas ao estilo de vida.

Muitos estudos indicam que comer mais alimentos de origem vegetal, como beterraba, diminui o risco de obesidade  e reduz a mortalidade global, de diabetes e doença do coração,  promove uma pele saudável,  aumento da energia, e peso total mais baixo.

Tais benefícios, foram atribuídos ao alto teor de nitrato nas beterrabas. Quando consumidos, os nitratos são convertidos em óxido nítrico. Estudos tem mostrado que este elemento tem o poder de baixar a pressão arterial e aumentar o fluxo sanguíneo cerebral.

O estudo contou com 26 participantes, com 55 anos ou mais, portadores de  hipertensão.

Nenhum dos participantes era praticante de atividade física regular e estavam em uso de até dois medicamentos diários para controle da pressão arterial.

Os participantes da amostra foram orientados a participar  de 50 minutos de exercício moderado a intenso em uma esteira três vezes por semana durante 6 semanas.

Uma hora antes de cada sessão, metade dos participantes consumiram um suplemento de suco de beterraba contendo 560 miligramas de nitrato, enquanto os participantes restantes consumiram um  placebo com baixa concentração de nitratos.

No final de seis semanas, os investigadores avaliaram a função cerebral dos participantes utilizando um aparelho de Ressonância Magnética, onde a equipe descobriu que o indivíduos que consumiram o suplemento de suco de beterraba antes do exercício demonstraram um córtex somatomotor (região do cérebro que ajuda a controlar o movimento do corpo) estruturalmente mais resistente, em comparação com os participantes que consumiram o placebo.

Além disso, os indivíduos que beberam o suplemento de suco de beterraba também demostraram maior conectividade entre o córtex somatomotor e o córtex insular, uma região do cérebro associada com o controle motor, o funcionamento cognitivo, emoção e outras funções cerebrais. Essa conectividade é geralmente vista no cérebro de indivíduos mais jovens.

Os pesquisadores explicam que o córtex somatomotor recebe e processa sinais dos músculos. Como tal, a atividade física fortalece esse processo.

O estudo sugere que o suco de beterraba reforça o córtex somatomotor através do nitrato, uma vez que o mesmo sofre conversão em óxido nítrico que impulsiona a entrega de oxigênio para o cérebro.

O óxido nítrico é uma substância poderosa, que chega em áreas do corpo que que necessitam de oxigênio, e o cérebro é um órgão muito dependente deste elemento.

Entretanto, pesquisas  adicionais são necessárias para replicar os resultados, deste estudo, os pesquisadores acreditam este estudo sugere que o que comemos pode desempenhar um papel importante na saúde do cérebro e na mobilidade.

Espero que tenham gostado deste post e até a próxima.

Fonte:

http://www.medicalnewstoday.com/articles/316997.php

Crédito Imagem:

http://www.freepik.com/index.php?goto=2&searchform=1&k=beet

 

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *