Nódulos de Heberden se apresentam como crescimentos ósseos, que se desenvolvem nas articulações dos dedos, também conhecidas como articulações interfalângicas. Eles geralmente se desenvolvem nas articulações mais próximas às pontas dos dedos e podem fazer com que os dedos pareçam tortos.

Os nódulos de Heberden só se desenvolvem em pessoas que têm osteoartrite, que é uma condição óssea degenerativa e podem causar dor, rigidez e desconforto.

Sintomas
  • Dor;
  • Inflamação em torno das articulações;
  • rigidez na área afetada;
  • perda de movimento dos dedos.

Os nódulos de Heberden só se desenvolvem em casos graves de osteoartrite, portanto, os sintomas acima podem, às vezes, passar despercebidos. Isto pode ser devido à gravidade de outros sintomas ou o portador tentar evitar usar as articulações dos dedos

Fatores de risco

Os nódulos de Heberden só se desenvolvem em pessoas com osteoartrite, mas a causa exata desses crescimentos ósseos não é conhecida. Outros fatores de risco para a condição são:

  • idade avançada
  • história familiar
  • condições relacionadas, como gota
  • obesidade
  • lesão nas articulações
Tratamento

O tratamento para os nódulos de Heberden enfoca a condição subjacente, que é osteoartrite crônica que atualmente não tem cura, portanto, tratá-la pode controlar os sintomas e reduzir a dor.

É provável que sejam prescritos medicamentos anti-inflamatórios não-esteroidais AINEs, como o ibuprofeno.

Juntamente com a medicação, podem ser recomendadas mudanças no estilo de vida que podem ajudar a reduzir os sintomas como o exercício físico.

O exercício pode funcionar de várias maneiras para melhorar os sintomas e podem ajudar a aumentar a força muscular, o que reduz a pressão nas articulações. Também pode promover flexibilidade e densidade óssea.

O portador pode realizar um plano de exercícios estruturado com a ajuda de um terapeuta ocupacional ou fisioterapeuta. O exercício precisa ser feito regularmente para que se obtenha maior benefício.

É melhor evitar exercícios que coloquem pressão adicional nas articulações, como corrida ou certos tipos de treinamento com pesos. O ideal é optar por atividades onde as articulações são apoiadas, como natação ou ciclismo.

Em casos raros, uma pessoa pode precisar de cirurgia se os linfonodos de Heberden não melhorarem e causarem desconforto significativo. A cirurgia geralmente envolve a remoção dos nós e a reconstrução das articulações afetadas.

Fonte:

GIORGI, Rina Dalva Neubarth. A osteoartrose na prática clínica. Temas de Reumatologia Clínica, v. 6, n. 1, p. 17-30, 2005.

FELICE, José Carlos et al. Osteoartrose (OA). Rev Bras Med, v. 3, n. 3, p. 68-81, 2002.

DA SILVA, Nilzio Antonio et al. Doenças osteoarticulares degenerativas periféricas. Einstein, v. 6, n. 1 Supl 1, p. 21-8, 2008.

Créditos de imagem:

http://www.healthinplainenglish.com/health/musculoskeletal/osteoarthritis

 

 

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *