Uma nova pesquisa descobriu que os flavonóides – compostos químicos naturais encontrados em plantas, como frutas e vegetais – podem ajudar a retardar o declínio da função pulmonar, que tende a ocorrer com a idade.

Flavonóides é  uma classe de polifenóis, ou substâncias químicas naturais, que podem ser encontrados nas plantas e tem como função dar as cores vibrantes de frutas e vegetais, além de atrair insetos polinizadores e regular o crescimento das células.

Pesquisas sugerem que o uso de flavonóides na dieta podem trazer muitos benefícios para a saúde humana.

Estudos in vivo e in vitro, têm exposto a gama de propriedades anti-inflamatórias e antidiabéticas dos flavonoides, bem como seus benefícios anticancerígenos e neuroprotetores.

Novas pesquisas acrescentam a esta lista de benefícios, o poder de um tipo de flavonóide chamado “antocianinas” que pode ajudar a manter a função pulmonar saudável até a velhice.

A pesquisa foi conduzida por Vanessa Garcia-Larsen, Ph.D., que é professora assistente na Divisão de Nutrição Humana do Departamento de Saúde Internacional da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg, em Baltimore, MD.

Antocianinas diminuem o declínio da função pulmonar

As antocianinas já foram estudadas devido aos seus poderes em reduzir  muco e a infalamação, em animais com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), de acordo com pesquisadores.

Mas infelizmente ainda as evidências epidemiológicas sobre a associação entre os flavonóides e a função pulmonar são muito escassas.

Os idealizados do estudo buscaram investigar se a ingestão de alimentos ricos em antocianinas estão associadas ao declínio da função pulmonar em adultos de meia-idade.

Para este fim, o pesquisador Garcia-Larsen e colaboradores examinaram dados disponíveis da segunda e terceira Pesquisa de Saúde Respiratória da Comunidade Européia, que decorreu de 2002 a 2012, e  analisaram dados disponíveis de 463 adultos da Noruega e Inglaterra – com idade média de 44 anos – que participaram de um teste de espirometria no início do estudo e em diferentes tempos de acompanhamento.

A espirometria é  um teste de função pulmonar que mede o fluxo de ar e o volume de ar que uma pessoa pode exalar ao comando do examinador.

A espirometria mede o volume total de ar exalado vigorosamente em 1 segundo, o volume total exalado vigorosamente após uma respiração profunda e a relação entre os dois.

Além disso, os participantes do estudo preencheram um questionário dietético, de modo que os pesquisadores conseguiram dividir os participantes em quartis (análise estatística), com base na ingestão de antocianinas na dieta.

A pesquisa revelou que o quartil mais alto de consumidores de antocianina, quando comparado com o mais baixo, teve uma taxa muito mais lenta de declínio em todos os três aspectos da função pulmonar medidos pela espirometria.

Além disso, os pesquisadores analisaram os benefícios do consumo de antocianina entre aqueles que fumaram, mas também deixaram de fumar, e aqueles que nunca fumaram. Eles descobriram que os flavonóides não beneficiavam os fumantes.

Eles concluem: “A ingestão dietética de fontes de antocianinas está associada a um declínio significativamente mais lento na função pulmonar na população em geral, especificamente nos não fumantes e ex-fumantes, mas não entre os fumantes”.

O estudo sugere que a população em geral poderia se beneficiar com o consumo de mais frutas ricas em flavonóides como bagas, particularmente aqueles que deixaram de fumar ou nunca fumaram. Para os fumantes, parar de fumar continua sendo a melhor coisa que eles podem fazer para proteger a saúde.

Fonte:

https://www.medicalnewstoday.com/articles/321892.php.

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/people”>People image created by Freepik</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *