Uma variedade de sintomas pode indicar má circulação do sangue. Esses sintomas podem afetar a qualidade de vida do e causar complicações graves.

Sintomas que podem indicar má circulação sanguínea incluem:

– dormência e formigamento nas mãos e pés – Um dos sintomas mais comuns de má circulação é dormência e formigamento nas mãos e pés.

– Quando algo está restringindo o fluxo de sangue o mesmo não consegue atingir as extremidades do corpo em quantidades suficientes, o portador pode queixar-se também de uma sensação de formigamento e agulhadas.

– Mãos e pés frios – fluxo sanguíneo reduzido faz com que as mãos e os pés pareçam muito mais frios do que o resto do corpo.

Quando o sangue não consegue fluir em níveis saudáveis, pode ocorrer flutuações de temperatura na pele e terminações nervosas das mãos e pés.

– inchaço nos pés, tornozelos e pernas

– perda de memória e dificuldade de concentração

– problemas digestivos

– fadiga

– cãibras nas articulações e nos músculos, má circulação nas pernas e braços também pode causar dor nessas áreas, incluindo os músculos da panturrilha. Este tipo de dor nas pernas é pior quando na posição  sentado ou em pé por longos períodos.

Além disso, quando o sangue não circula corretamente, o oxigênio e os nutrientes não conseguem atingir os tecidos com eficácia, o que pode resultar em rigidez e cãibras.

– alterações de cor da pele

– úlceras nas pernas ou pés

– varizes

O tratamento para má circulação sanguínea depende da causa.  Problemas nas artérias ou veias são responsáveis por sua ocorrência na maioria dos casos.

Os sintomas da má circulação podem não ser aparentes.

No entanto, se os sintomas são óbvios ou não, a má circulação pode ser perigosa, alguns fatores podem estar presentes presentes em casos de má circulação entre eles:

1. Inchaço nas extremidades inferiores

A má circulação pode fazer com que o fluido se acumule em certas áreas do corpo causando edema que geralmente ocorre nas pernas, tornozelos e pés.

O edema também pode ser um sinal de insuficiência cardíaca. Pode ocorrer quando o coração é incapaz de circular um suprimento adequado de sangue por todo o corpo.

Edema nas extremidades inferiores, também pode se desenvolver quando o sangue é fica retido nessas áreas. A pressão aumenta, forçando o fluido dos vasos sanguíneos para os tecidos circundantes.

Os sintomas do edema incluem:

Aumento de peso e inchaço

Pele brilhante e quente

Rigidez articular

Dor nas áreas afetadas

Algumas pessoas notam a presença de edema quando roupas ou acessórios começam a parecer apertadas.

Além disso, quando o fluido que contém proteínas se acumula no abdômen, isso é conhecido como ascite. Problemas circulatórios e cirrose hepática podem ser responsáveis.

2.Disfunção cognitiva

A má circulação sanguínea pode afetar o funcionamento do cérebro, levando à perda de memória e dificuldade de concentração.

Estes e outros problemas cognitivos podem resultar de:

Redução no fluxo de sangue para o cérebro

Redução na quantidade de sangue bombeada por todo o corpo

Alterações na pressão arterial

3.Problemas digestivos

A digestão depende do fluxo sanguíneo, e a má circulação pode estar relacionada ao acúmulo de matéria gordurosa no revestimento dos vasos sanguíneos no abdômen.

Problemas digestivos relacionados à redução do fluxo sanguíneo incluem:

Dor abdominal

Diarreia

Fezes ensanguentadas, constipação e cólicas.

4. Fadiga

O fluxo sanguíneo deficiente afeta os níveis de energia e pode causar fadiga.

Além disso, o coração deve bombear com mais força quando a circulação é deficiente, o que pode levar a mais fadiga.

Como melhorar a circulação

5. Alterações de cor da pele

Quando uma quantidade insuficiente de sangue arterial atinge os tecidos do corpo, a pele pode parecer pálida ou azulada. Se o sangue estiver vazando dos capilares, essas áreas podem parecer roxas.

As seguintes áreas podem estar descoloridas: nariz, lábios, orelhas, mamilos, mãos e pés.

6. Úlceras da perna

A má circulação afeta a capacidade do corpo de se recuperar de uma lesão, o que pode levar a úlceras nas pernas e pé. As úlceras também podem se desenvolver quando o sangue se acumula nas veias das pernas, o que causa inchaço sob a pele.

7. Varizes

A má circulação faz com que as varizes existentes se tornem visíveis, elas  dificultam o retorno do sangue ao coração. Eles também podem levar a sintomas, como: peso nas pernas, dores nas pernas, coceira, inchaço

As varizes são comuns entre pessoas que permanecem em pé por longos períodos.

8. Aterosclerose

A aterosclerose é uma das causas mais comuns de má circulação sanguínea. Ocorre quando as placas de ateromas –  acúmulo focal de lipídios, hidratos de carbono, sangue e produtos sanguíneos, tecido fibroso e depósito de cálcio na camada íntima das artérias. Esse acúmulo, eventualmente, estreita e endurece as artérias, restringindo o fluxo sanguíneo. A aterosclerose comumente afeta as artérias do cérebro, do coração, das pernas e dos braços. Quando a aterosclerose se desenvolve nos membros superiores e inferiores, isso é chamado de doença arterial periférica (DAP).

9. Diabetes mellitus

A diabetes pode causar problemas de circulação e condições relacionadas, como doença arterial periférica. Com o tempo, altos níveis de glicose no sangue podem danificar os vasos sanguíneos e causar a formação de placas. É essencial, que as pessoas com diabetes administrem seus níveis de glicose no sangue, pressão sanguínea e níveis de colesterol para manter um fluxo sanguíneo saudável. Diabetes pode causar danos nos nervos, e altos níveis de glicose podem levar a uma condição chamada neuropatia diabética. Um tipo dessa condição também pode afetar a pressão sanguínea e a frequência cardíaca de uma pessoa.

Diagnóstico

Para o diagnóstico, o médico poderá solicitar exames laboratoriais como,  teste glicemia no sangue para exames de diabetes,  para detectar condições inflamatórias ultrassonografia ou tomografia computadorizada para examinar os vasos sanguíneos e verificar se há coágulos,  índice tornozelo-braquial para verificar se há PAD. O histórico clínico do paciente também tem um valor importante para fins diagnósticos.

 O tratamento para má circulação dependerá da causa subjacente

Mudanças de estilo de vida também podem ajudar:

Parar de fumar;

Perder peso através de dieta saudável;

Usar meias de compressão pode ajudar a controlar a dor e inchaço nas pernas;

Algumas pessoas também se beneficiam de programas de exercícios destinados a melhorar a circulação.

Fonte:

MOREIRA, Rodrigo de Carvalho et al. Intracoronary stem-cell injection after myocardial infarction: microcirculation sub-study. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 97, n. 5, p. 420-426, 2011.

COLETTA, John et al. Use of optical coherence tomography for accurate characterization of atherosclerosis. Arquivos brasileiros de cardiologia, v. 94, n. 2, p. 268-272, 2010.

BOSCO, Ricardo et al. O efeito de um programa de exercício físico aeróbio combinado com exercícios de resistência muscular localizada na melhora da circulação sistêmica e local: um estudo de caso. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 10, n. 1, p. 56-62, 2004.

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background image created by Freepik</a>

 

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *