A vitamina B3, também conhecida como niacina, é uma das oito vitaminas do complexo B. Ela desempenha um papel importante na conversão dos alimentos que ingerimos, em energia. Ajuda o corpo a usar proteínas e gorduras, e mantém a pele, o cabelo e o sistema nervoso saudáveis.

Auxilia a reduzir o risco cardiovascular, e pode ser usado para tratar o controle de colesterol alto. Há evidências que a vitamina B3 pode reduzir a pressão arterial por ser um vasodilatador.

A vitamina B3 é t conhecida como nicotinamida, ácido nicotínico e vitamina PP, pois previne a pelagra que é um distúrbio nutricional raro, mas que pode ocorrer com maior frequência em idosos, seus sintomas incluem machas na pele, náuseas, mal-estar, enjoo, cansaço, perda do sono e em casos mais graves sinais de demência.

A niacina que o corpo não necessita é excretada na urina. Não é armazenado pelo corpo e precisa ser consumida diariamente. Todas as necessidades de vitamina B3 do corpo podem ser obtidas através de uma dieta saudável.

Consumo excessivo de álcool é a principal razão para a falta de vitamina B3. Também foram relatados sua ocorrência em pacientes com anorexia nervosa ou que foram submetidos a cirurgia bariátrica.

Usos na saúde

Altas doses de vitamina B3 têm sido usadas para controlar o colesterol.

Alguns estudos sugeriram que a niacina pode ajudar a retardar a progressão de doenças cardíacas, aterosclerose, diabetes, catarata, doença de Alzheimer  osteoartrite,  e vários agravos na pele.

Altas doses de vitamina B3 podem causar efeitos adversos, incluindo vermelhidão ou coceira na pele, náusea, vômito e constipação. Também pode aumentar os níveis de glicose em pessoas com diabetes. Pode desencadear um ataque em portadores de gota. Pode elevar os níveis de enzimas hepáticas e aumentar o risco de danos ao fígado.

Antes de tomar qualquer suplemento, deve-se consultar um médico.

Ingestão recomendada

Recomenda-se 20 miligramas por dia de vitamina B3 para crianças e adultos com idade entre 4 anos e mais com base em uma dieta de 2.000 calorias.

Aqueles que ingerem dieta equilibrada normalmente consomem quantidades adequadas de niacina.

Fontes de vitamina B3

Os seguintes alimentos são conhecidos por serem boas fontes:

  • Carne de vaca e cordeiro
  • Fígado, coração e rim
  • Frango
  • Peixe, como anchovas, atum e salmão
  • Pão integral, massas enriquecidas e cereais
  • Feijão e Leguminosas
  • Queijo e leite
  • Ovos
  • Vegetais folhosos
  • Cogumelos
  • Nozes e sementes de girassol
  • Extrato de levedura.

Em países onde o milho e o arroz são a principal fonte de alimento, a pelagra ainda é um problema de saúde pública. Milho e arroz têm baixos níveis de vitamina B.

Fonte:

PARDO ARQUERO, Víctor Pablo. La importancia de las vitaminas en la nutrición de personas que realizan actividad físicodeportiva. 2004.

RIGO, Júlio César. O que devemos saber sobre a suplementação de vitaminas. O modelo e suas dicas de saúde, p. 83, 2008.

NETO, GONZALO VECINA; DE IDENTIDADE, REGULAMENTO TÉCNICO PARA FIXAÇÃO. título: Portaria nº 31, de 13 de janeiro de 1998 ementa não oficial: Aprova o Regulamento Técnico referente a Alimentos Adicionados de Nutrientes Essenciais, constante do anexo desta Portaria. publicação: DOU-Diário Oficial da União; Poder Executivo, de 16 de janeiro de 1998.

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/food”>Food image created by Bearfotos – Freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *