Uma boa parte de nosso planeta  mundo experimenta atualmente uma onda de calor recorde, e por esse motivo este post dará  atenção para a vitamina D, a chamada vitamina do sol. Esta vitamina é considerada  é útil e necessária para o tratamento de prevenção de uma série  de condições graves.

A vitamina D é um nutriente sintetizado na pele quando nos expomos à luz solar, e também está presente em alguns alimentos.

A luz solar continua sendo  a melhor fonte de vitamina D, mas nos meses de inverno, recomenda-se o aumento dos níveis de vitamina D pela ingestão de alimentos que contenham esta substância.  Estes incluem peixes oleosos, leite, fígado bovino, gemas de ovos, cogumelos e cereais matinais fortificados.

O que a vitamina D faz?

Os cientistas sabem que a vitamina D é essencial para muitos aspectos da manutenção da boa saúde e que a deficiência está ligada a problemas para a saúde física e mental.

Talvez mais notavelmente, a vitamina D ajuda a regular os níveis de cálcio corporal, fortalecendo os ossos e prevenindo condições relacionadas ao enfraquecimento dos ossos, como a osteoporose.

Porém cada vez mais estudos sugerem que a vitamina D pode ter benefícios protetores contra insuficiência cardíaca, diabetes, câncer, infecções do trato respiratório, doenças autoimunes e até mesmo queda de cabelo.

Um número surpreendentemente grande de indivíduos tem níveis insuficientes de vitamina D. Podemos citar como exemplo, um estudo realizado nos Estados Unidos que encontrou  mais de 40% de adultos americanos tem deficiência desta vitamina. Com esta alta prevalência, é importante determinar quais podem ser as implicações para a saúde pública dessa epidemia relacionada a deficiência de vitamina D.

Os sintomas da deficiência de vitamina D podem variar entre os indivíduos, mas geralmente incluem dor nas articulações, músculos ou ossos; fadiga; problemas respiratórios, alterações de humor e transtorno afetivo sazonal (SAD).

Vitamina D e insuficiência cardíaca

Vários estudos sugeriram que a vitamina D pode oferecer benefícios protetores contra doenças cardiovasculares, mas os cientistas ainda precisam identificar quais mecanismos estão impulsionando essa associação.

Vitamina D e câncer

O câncer de mama e o câncer de intestino têm sido associados a casos de deficiência de vitamina D em estudos recentes. Um deles analisou dados de dois ensaios clínicos randomizados e um estudo prospectivo de coorte.

Os pesquisadores descobriram que altos níveis de vitamina D foram inversamente associados ao risco de câncer de mama entre as mulheres que estavam sem câncer no início do estudo.

Estudos sugerem que a vitamina D interfere  no risco de câncer de mama.

De acordo com os resultados do estudo, quanto maiores os níveis de vitamina D, menor o risco de câncer de mama.

Essa relação permaneceu significativa mesmo após os resultados terem sido ajustados para fatores de confusão, como idade, índice de massa corporal (IMC), ingestão de suplementos de cálcio e tabagismo.

Vitamina D e gordura abdominal

Uma pesquisa recente investigou uma ligação anteriormente observada entre a obesidade e níveis mais baixos de vitamina D, focando em particular como diferentes tipos de gordura corporal poderiam interagir com a vitamina D.

Os autores do estudo relataram que o excesso de gordura abdominal  estava ligado a níveis mais baixos de vitamina D:

“A forte relação entre quantidades crescentes de gordura abdominal e níveis mais baixos de vitamina D sugere que indivíduos com cinturas maiores têm maior risco de desenvolver deficiência e devem considerar a verificação dos níveis de vitamina D.”

No entanto, o estudo não foi capaz de provar se uma deficiência de vitamina D faz com que a gordura seja armazenada no abdome, ou se a gordura da abdominal de alguma forma contribui para uma deficiência de vitamina D. Os pesquisadores dizem que estudos futuros tentarão determinar a causa e efeito neste relacionamento.

Fonte:

https://www.medicalnewstoday.com/articles/322619.php

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background vector created by Freepik</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *