Olá pessoal, tudo bem?

O nosso post irá falar sobre um tema que, nessa época do ano, é uma delícia gastronômica, mas que, também, pode causar dúvidas: o planejamento da ceia de NATAL.

A ceia de Natal, independente do cardápio, é uma tradição deliciosa, pois é o momento em que reunimos a família e os amigos para celebramos o nascimento de Jesus Cristo.

Entretanto, antes de iniciar a comilança, uma dúvida surge: “Como posso calcular a quantidade de comida que devo servir?”

Bem… Hoje, vou te ensinar como calcular a quantidade de comida e bebida, por pessoa, para que não sobre tanta comida ao final da ceia de Natal.

Em primeiro lugar, é importantíssimo conhecer o número de convidados que participarão da ceia para calcular a quantidade de alimentos.

Eu sei, que nessa festividade, queremos demonstrar nossa felicidade em recepcionar familiares e amigos, servindo-os com fartura, mas cuidado com o exagero.

O exagero leva ao desperdício e, em tempos de crise econômica, isso deve ser evitado.

Mas, vamos deixar de enrolação, pois tempo é dinheiro e precisamos nos organizar para que tudo dê certo.

ENTRADAS: São os pratos que dão início à ceia de Natal, ou seja, os aperitivos leves que ajudam os convidados a saciarem a fome até o consumo dos pratos principais. Se for servir patês, considere de 3 a 4 colheres de sopa por convidado. Caso opte por salgadinhos ou canapés, leve em consideração que cada convidado irá consumir entre 4 a 6 unidades.

PRATOS PRINCIPAIS: São o ponto alto de qualquer ceia de Natal seja ela tradicional, vegetariana, tropical, etc. Consiste nas carnes a serem consumidas pelos convidados, ou seja, peru, chester, pernil, lombo, tender, cordeiro, frango, entre outras. O ideal é calcular entre 200 a 250g por convidado. Outra dica: carnes sem osso ou desossadas rendem mais, pois não há perdas com os ossos que não serão consumidos.

ACOMPANHAMENTOS: São os pratos que acompanham os pratos principais, tais como: farofa, arroz, creme de milho, etc. No caso da farofa, dependendo da quantidade de ingredientes, o ideal é entre 4 a 5 colheres de sopa por pessoa. Lembre-se: Quanto maior o número de ingredientes, a quantidade pode ser menor. No caso do arroz, por exemplo com nozes e passas, seria de 1 copo americano (200g) de arroz cru para cada 4 convidados.

SOBREMESAS: Inúmeras são as sobremesas que podem ser consumidas na ceia de Natal. O ideal, embora um pouco mais trabalhoso dependendo da sobremesa, é preparar porções individuais. Nesse caso, parta do princípio que cada convidado pode repetir a sobremesa, ou seja, calcule 2 porções por pessoa. Se houver uma grande variedade de sobremesas maior, calcule que cada convidado irá consumir uma porção de cada.

Agora, se a sobremesa for seu calcanhar de Aquiles, adote a seguinte estratégia: ………… compre a sobremesa pronta, como, por exemplo, sorvetes. São refrescantes e todos adoram.

BEBIDAS: As bebidas que são ingeridas terão influenciam no orçamento da ceia. A quantidade a ser adquirida, como já foi dita anteriormente, depende do número de convidados. O que, geralmente, adotamos como padrão é:

Vinho tinto (1 garrafa de 750ml): serve 5 pessoas (taça de 150ml)
Vinho branco (1 garrafa de 750ml): serve 7 pessoas (taça de 100ml)
Vinho espumante (1 garrafa de 750ml): serve 6 pessoas (taça de 120ml)
Cerveja (1 lata de 350mL): serve 2 pessoas (copo 175mL)
Refrigerante: 500mL por pessoa

No caso das bebidas, o cálculo deve ser feito considerando-se o total de convidados e não o gosto pessoal de cada um.

OUTRAS DICAS:

Não esqueça de considerar que nessa época do ano é comum consumirmos frutas, tanto acompanhando pratos salgados, mas, principalmente, como sobremesas, por isso, atente-se a esse fato na hora de calcular as sobremesas.

Os homens, geralmente, comem mais do que as mulheres. Por isso, se sua ceia tiver um número maior de convidados do sexo masculino, leve isso em consideração.

A ceia de Natal, assim como qualquer evento, pode receber convidados que não estavam na lista de convidados. Para evitar esses imprevistos, recomenda-se preparar entre 10 a 15% a mais do que está programado.

Faça de tudo para evitar o desperdício de alimentos, mas caso haja sobras (alimentos preparados e não servidos) reaproveite-os no almoço do 25 de Dezembro.

Caso, ainda, sobre alimentos, leia nosso próximo post Ceia de Natal: o que fazer com a comida que sobrou?

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *