Olá pessoal, tudo bem?

Dando continuidade ao nosso post anterior sobre “O poder da alimentação saudável sobre a saúde – parte I.”

Vamos abordar alguns benefícios dessa prática e apresentar algumas receitas que podem ser feitas em casa.

A alimentação saudável contribui para uma vida prazerosa, saudável e, obviamente, mais longa.

Como já comentamos em posts anteriores, os alimentos trazem benefícios diversos para nossa saúde. Por exemplo, o brócolis, a couve flor, o espinafre, as oleaginosas (nozes e castanhas) são responsáveis pelo fortalecimento de nosso sistema imunológico.

Já os alimentos antioxidantes como as oleaginosas (nozes e castanhas), as frutas cítricas (laranja, limão caju, acerola, maracujá), tomate, cenoura, frutas vermelhas (uva, açaí, framboesa, amora, mirtilo) combatem ao envelhecimento de nossas células.

As fibras presentes nas frutas, verduras, leguminosas (feijões, ervilha, lentilha, grão de bico), cereais, principalmente, os integrais e na aveia favorecem a manutenção da glicemia pós prandial (após ingestão de alimentos), reduzem as taxas de colesterol e contribuem para o funcionamento do intestinal de forma regular.

Você deve estar se questionando: “Mas ser saudável dá muito trabalho.”

Eu concordo!!!

Comprar os alimentos frescos, higieniza-los, retirar as cascas, talos, sementes, cozinha-los, comer, lavar toda a louça suja, jogar o lixo fora, pensar no que será preparado amanhã é complicado, chato e, muitas vezes, cansativo, mas é um investimento em nossa saúde para os anos futuros, principalmente, quando envelhecermos, e não estou falando de quando chegarmos à 3a. idade.

A maioria dos nutricionistas ouve: “Mas para ter uma alimentação saudável não poderei comer nada, terei que comer só salada.” Isso não é verdade, pois assim como não podemos comer só doces, em função do aumento da glicemia (açúcar no sangue) e do peso que pode desencadear o sobrepeso e a obesidade, não podemos viver só de saladas, correndo o risco de desenvolvermos uma desnutrição energético protéica, devido a carência de calorias (energia) e proteínas.

Para se ter uma alimentação saudável não é preciso abrir mão de tudo o que se gosta, é importante saber variar os alimentos e, principalmente, conhecer a quantidade necessária para se comer e a forma de prepara-los.

Ser saudável exige sacrifícios.

É saber recusar os alimentos quando se sentir satisfeito.

É entender que aquele doce deve ser comido com prazer mas que, infelizmente, não poderei come-lo diariamente.

É ter ciência de que feijoada, embora apareça no cardápio dos restaurantes toda 4a. feira e sábado, devo come-la esporadicamente.

É ir em uma festa com os amigos, no final de semana, e comer os salgadinhos, os docinhos, o bolo, etc. sentindo prazer, mas lembrando que essa prática não deve ser minha rotina diária de alimentação.

Não existe fórmula mágica!!!

O grande segredo do sucesso de uma alimentação saudável é investir em uma dieta equilibrada, variada, colorida, harmoniosa e prazerosa para se desfrutar dos benefícios a longo prazo.

Uma dieta equilibrada tem como principal regra um cardápio com diferentes tipos de alimentos, não deve ser monótona e nem repetitiva, deve incluir alimentos que englobem os alimentos produzidos localmente, pois são mais baratos e de fácil aquisição.

Se você me pedisse uma única dica de Nutrição para o resto de sua vida, eu diria: “Quanto mais colorido for seu prato, maior a chance de consumir alimentos variados e ter acesso a todos os nutrientes que nosso organismo necessita.”

Muitas vezes cozinhar para poucas pessoas, de forma que o cardápio não seja repetitivo e monótono é difícil, mas uma técnica bem interessante que pode-se adotar é preparar pequenas porções de alimentos, congela-los e ir consumindo ao longo do tempo.

Mas técnicas de congelamento é assunto para outro post em breve.

Lembre-se que uma dieta equilibrada contem vegetais, frutas e verduras mas, também, carboidratos, que são o combustível para o nosso organismo realizar as suas tarefas, proteínas, essenciais para a construção e reparação de tecidos em nosso organismo, e as gorduras que transportam vitaminas e são fundamentais para a execução de uma série de tarefas.

Pensando que iremos ingerir carboidratos, preferencialmente, integrais, carnes sem gordura em excesso ou pele nas aves e gorduras vegetais em substituição às animais, devemos nos atentar às quantidades ingeridas.

Quando a alimentação é balanceada e equilibrada pode prevenir deficiências nutricionais, fortalecer nossos sistema imunológico e retardar o surgimento de doenças.

Embora, o Ministério da Saúde baseie suas recomendações de consumo de porções em uma dieta de 2.000 Calorias, é importante consultarmos um profissional da área da saúde para adequarmos essa recomendação às necessidades individuais de cada pessoa, lembrando que cada ser humano é único e que dietas padronizadas, raramente, são eficientes.

Se você tiver dúvidas consulte a Pirâmide Alimentar que é guia ou roteiro para mantermos uma alimentação saudável e equilibrada.

A seguir apresento 3 receitas para você fazer em casa e perceber que ser saudável vale muito a pena, só depende de boa vontade e disposição.

Espero que apreciem!!!

VITAMINA DE FRUTAS VERMELHAS

Ingredientes:
300g de frutas vermelhas variadas (morango, framboesa, amora, mirtilo)
500mL de leite
1 colher de sopa de suco de limão
1 colher de sopa de açúcar

Modo de Preparo:
No liquidificador, adicione as frutas vermelhas, o leite, o suco de limão e o açúcar. Bata até obter um suco homogêneo. Sirva gelado.

Rendimento: 600mL (3 copos de 200mL cada)

OBS: O suco de limão, quando adicionado ao leite em pequena quantidade, deixará o suco mais consistente.

VEJA FOTO ABAIXO…

IOGURTE NATURAL COM CALDA DE FRUTAS

Ingredientes:

Para o iogurte:
2 litros de leite
2 potes de iogurte natural

Para a calda de frutas:
1 xícara de chá de água
½ xícara de chá de açúcar
100g de fruta de sua preferência (ameixa preta seca, damasco seco, goiaba, morango, etc.)

Modo de Preparo:

Iogurte:
Em uma panela, aqueça o leite até ficar morno. Adicione o iogurte e misture com uma colher até dissolver o iogurte no leite morno. Cubra com um pano limpo e deixe descansar por 24 horas, em temperatura ambiente, para coagular.

Calda de frutas:
Em uma panela, adicione a água e o açúcar. Misture até dissolver o açúcar. Leve ao fogo até formar uma calda rala.
Adicione a fruta de sua preferencia e deixe cozinhar por, aproximadamente, 10 minutos ou a fruta ficar macia.

Montagem:
Em recipientes individuais, coloque a calda e por cima o iogurte. Tampe ou cubra com papel filme ou papel alumínio e leve à geladeira.

Rendimento: 2 litros (20 potinhos de 100mL cada)

OBS: O iogurte se conserva, em geladeira, por 10 dias. Caso não queira preparar a calda, consuma o iogurte ao natural ou adicione mel ou açúcar.

VEJA FOTO ABAIXO…

BOLO DE CENOURA COM CALDA DE CHOCOLATE

Ingredientes:

Para o bolo:
1 xícara de chá de óleo
4 cenouras grandes raladas
4 ovos inteiros (clara + gema)
1 xícara de chá de leite
2 xícaras de chá de farinha de trigo
2 xícaras de chá de açúcar
1 colher de sopa de fermento em pó

Para a calda de chocolate:
2 xícaras de chá de leite
4 colheres de sopa de chocolate em pó ou cacau em pó
2 colheres de manteiga

Modo de Preparo:

Bolo:
No liquidificador, adicione o óleo, as cenoura, os ovos e o leite. Bata bem até incorporar. Reserve.
Em uma tigela, misture a farinha de trigo e o açúcar peneirados. Adicione o creme de cenouras batido. Misture até obter uma mistura homogênea. Adicione o fermento e misture novamente.
Unte e enfarinhe uma forma retangular, coloque o bolo e leve para assar por, aproximadamente, 35 minutos.

Calda de chocolate:
Em uma panela, junte todos os ingredientes e leve ao fogo baixo até obter uma calda grossa.

Montagem:
Espalhe a calda de chocolate sobre o bolo ainda quente.

Rendimento: 15 fatias

VEJA FOTO ABAIXO….

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *