Um novo estudo surpreendente sugere que quanto mais filhos uma mulher tiver, mais lento será seu envelhecimento.

Um estudo da revista PLOS ONE, os pesquisadores revelaram que as mulheres que tiveram mais filhos apresentavam telômeros mais longos do que as mulheres que tiveram menos filhos.

Os telômeros são estruturas de proteção no final de cada fita de DNA que protegem nossos cromossomos (estruturas em forma de fio que contêm toda a nossa informação genética) contra danos, como por exemplo dos radicais livres e ajudam na divisão celular, e eles se tornam mais curtos a medida que envelhecemos. E, podem tornar-se tão curtos que param de proteger os cromossomos, deixando-os vulneráveis ​​a danos, que por sua vez fazem com que nossas células com o avançar da idade deixem de funcionar de forma eficaz.

Alguns estudos com animais têm apoiado a “teoria da taxa de vida”, sugerindo que o comportamento reprodutivo mais elevado está associado com o envelhecimento biológico acelerado. No entanto, este último estudo, conduzido pelo Prof. Pablo Nepomnaschy e Cindy Barha – pesquisadores da Simon Fraser University, no Canadá – contradizem esta teoria.

Quanto mais filhos uma mulher tiver, irá ocorrer um aumento no comprimento dos telômeros

A pesquisa constou com uma amostra de 75 mulheres de duas comunidades vizinhas nas montanhas do sudoeste da Guatemala, que avaliou a quantidade de filhos destas mulheres que deram a luz entre 2000-2013.

Neste período de 13 anos de estudos, o comprimento dos telómeros das mulheres foi medido a partir de amostras de saliva. O comprimento dos telômeros foi medido novamente no final do estudo, mas através de um cotonete bucal.

Os pesquisadores descobriram que as mulheres que tiveram um número maior de descendentes que sobreviveram ao longo destes 13 anos tinham telômeros mais longos do que aquelas que deram à luz a menos filhos sobreviventes. Cada criança adicional nascida estava ligada a 0,059 unidades mais dos telômeros.

Estes resultados permaneceram após a contabilização de potenciais fatores influentes neste resultado, incluindo a idade da mulher, ao primeiro parto, idade no início e final da pesquisa, hábitos de vida e renda familiar.

Comentando sobre as suas conclusões, os investigadores dizem:

“Nossa análise mostrou que o aumento do número de filhos em 13 anos de observação provocou encurtamento dos telômeros, o que sugere que, de acordo com a nossa população de estudo, ter mais filhos pode diminuir o ritmo de envelhecimento celular.”

O aumento da produção de estrógeno durante a gravidez pode explicar os resultados.

O Prof. Nepomnaschy cita que a hipótese de que os seus resultados podem ser explicados por um aumento do hormônio estrógeno que surge durante a gravidez. “Funções de estrógeno como um potente antioxidante protege as células contra o encurtamento do telômero”, explica ele.

A equipe concluiu que estudos futuros devem investigar a associação entre a frequência reprodutiva e envelhecimento biológico nas mulheres de diferentes etnias e origens sociais.

Fonte: http://www.medicalnewstoday.com/articles/304866.php

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *