Nova pesquisa sugere que um sedativo (calmante) comumente prescrito para pacientes com Alzheimer, pode aumentar significativamente, o risco de desenvolver pneumonia nos portadores deste agravo.

A demência  é uma condição neurológica, que prejudica progressivamente as capacidades cognitivas do indivíduo. O termo demência é utilizado para descrever um grupo de sintomas que afetam a memória, o pensamento, a orientação, a linguagem e a tomada de decisão de um indivíduo.

A doença de Alzheimer é a forma mais comum de demência, afetando mais de 5,5 milhões de pessoas nos Estados Unidos e responsável por 60% à 70% dos casos de todos os casos de demência em todo o mundo. Outras formas de demência incluem demência vascular, demência do corpo de Lewy e várias formas de demência frontotemporais.

Estudos sugerem que a demência é também um fator de risco para pneumonia e morte relacionada à pneumonia. Além disso, a maioria dos pacientes com demência costumam ser sedados com benzodiazepínicos, e um estudo indicou ligação entre o uso de sedativos comuns entre idosos e o risco de pneumonia.

Neste contexto, uma equipe de pesquisadores da Universidade da Finlândia Oriental (UEF), em Kuopio, na Finlândia, procurou estudar se há realmente uma ligação entre o uso de benzodiazepínicos e a pneumonia em pacientes com doença de Alzheimer.

Os pesquisadores examinaram dados de 49.484 participantes com doença de Alzheimer dos registros nacionais do uso de medicamentos e doença de Alzheimer, ou MEDALZ, em um estudo de coorte. Os registros incluíam dados sobre prescrições, altas hospitalares e causas de morte.

O primeiro autor do estudo é o Dr. Heidi Taipale, do Centro de Pesquisa Geriátrica Kuopio da UEF, e os resultados foram publicados no Canadian Medical Association Journal .

Risco de pneumonia é 30% maior entre os usuários de benzodiazepínicos

Dr. Taipale e colaboradores  observaram 5.232 usuários de benzodiazepínicos e 3.269 usuários drogas não benzodiazepínicas que têm um efeito semelhante.

No período de um ano,  tempo durante o qual os participantes não tomaram nenhum medicamento do estudo – os pesquisadores compararam esses usuários com os não-usuários restantes usando escores de propensão.

Utilizando um modelo de riscos proporcionais de Cox, o pesquisador chefe  e a equipe examinaram a associação entre a admissão hospitalar relacionada à pneumonia ou a morte, por um lado, e o uso de drogas Z e benzodiazepínicos, por outro. Os pesquisadores também ajustaram o uso de outras drogas psicotrópicas ao longo do tempo.

O estudo revelou que os pacientes com Alzheimer que tomaram benzodiazepínicos apresentaram 30% mais probabilidades de desenvolver pneumonia. Adicionalmente, o risco foi considerado maior durante os primeiros 30 dias do tratamento.

Os pesquisadores não encontraram uma associação estatisticamente significativa entre o risco de pneumonia e o uso de sedativos que não pertenciam a classe dos benzodiazepínicos.

O pesquisador responsável e seus colegas concluiram que os “benefícios e riscos do uso de benzodiazepínicos devem ser cuidadosamente considerados para pacientes com doença de Alzheimer e incluem o risco de pneumonia”.

O estudo foi puramente observacional, portanto os autores não sabem o que causou a associação entre sedativos e pneumonia. No entanto, eles especulam que sendo um sedativo, benzodiazepínicos pode aumentar o risco de aspiração de  alimentos ou saliva para os pulmões.

Os autores relatam:

“O aumento do risco de pneumonia é um achado importante a considerar no tratamento de pacientes com doença de Alzheimer. Benzodiazepinicos e drogas Z são frequentemente prescritos para esta população, e o uso a longo prazo dessas drogas é comum. A Pneumonia muitas vezes leva à admissão ao hospital, e os pacientes com demência estão em maior risco de morte relacionada à esta doença.”

“Este estudo é um aviso para a condução do tratamento dos  sintomas neuropsiquiátricos nesta população de pacientes, que pode ajudar a limitar o uso inadequado desses medicamentos.”

Espero que tenham gostado deste post e até a próxima.

Fonte:

http://www.medicalnewstoday.com/articles/316794.php

Créditos Imagem:

<a href=’http://www.freepik.com/free-photo/medicine-pills_1007588.htm’>Designed by Freepik</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *