O câncer de cólon ocorre quando crescimentos tumorais se desenvolvem no intestino grosso, é o terceiro tipo de câncer mais comum em alguns países desenvolvidos, como nos EUA.

O cólon, ou intestino grosso, é o local onde o corpo retira água e sal dos resíduos sólidos. Os resíduos então passam pelo reto e saem do corpo pelo ânus.

O câncer de cólon também é a terceira causa de  morte relacionada ao câncer, devido a esse fato,  recomenda-se exame de rastreio para este tipo de câncer à partir dos 50 anos.

Sintomas

O câncer de cólon geralmente não causa sintomas nos estágios iniciais. No entanto, os sintomas podem se tornar mais perceptíveis à medida que progride.

  • mudanças na consistência das fezes
  • diarreia e constipação intestinal
  • fezes finas e soltas
  • sangue nas fezes, que pode ou não ser visível
  • dor abdominal, cólicas, inchaço e gases
  • necessidade contínua de defecar, apesar de evacuar (tenesmo)
  • fraqueza e fadiga
  • perda de peso inexplicável
  • anemia
  • síndrome do intestino irritável.

Se o câncer se espalhar para um novo local no corpo, como o fígado, pode causar outros sintomas.

Estágios

Existem diferentes maneiras de atribuir um estágio ao câncer. Os estágios indicam até que ponto o câncer se espalhou e o tamanho de todos os tumores.

No câncer de cólon, os estágios se desenvolvem da seguinte forma:

  • Estágio 0: Também conhecido como carcinoma in  situ, neste ponto, o câncer está em um estágio muito inicial. Não cresceu além da camada interna do cólon e o tratamento geralmente tem sucesso.
  • Estágio 1: O câncer cresceu para a próxima camada de tecido, mas não atingiu os gânglios linfáticos ou quaisquer outros órgãos.
  • Estágio 2: o câncer atingiu as camadas externas do cólon, mas não se espalhou para além do cólon.
  • Estágio 3: o câncer cresceu pelas camadas externas do cólon e atingiu de um a três linfonodos. No entanto, não se espalhou para locais distantes.
  • Estágio 4: o câncer atingiu outros tecidos além da parede do cólon. Conforme o estágio 4 avança, o câncer de cólon atinge partes distantes do corpo.
Opções de tratamento

O tratamento dependerá do tipo e do estágio do câncer de cólon. O médico levará em consideração a idade, o estado geral de saúde e outras características do indivíduo ao decidir a melhor opção de tratamento.

Não existe um tratamento único para qualquer câncer. As opções mais comuns para o câncer de cólon são cirurgia, quimioterapia e radioterapia.

O objetivo do tratamento será remover o câncer, prevenir sua propagação e reduzir quaisquer sintomas desconfortáveis.

Cirurgia

A cirurgia para remover parte ou todo o cólon é chamada de colectomia. Durante este procedimento, o cirurgião removerá a parte do cólon que contém o câncer, bem como parte da área circundante.

Eles podem remover  os nódulos linfáticos próximos para reduzir o risco de disseminação. O cirurgião irá então recolocar a parte saudável do cólon e criar um estoma, dependendo da extensão da colectomia.

Estoma é uma abertura cirúrgica na parede do abdômen. Por meio dessa abertura, os resíduos passam para uma bolsa, que elimina a necessidade da parte inferior do cólon. Isso é chamado de colostomia.

Outros tipos de cirurgia incluem:

  • ⇒Endoscopia: pode ser feita a remoção de pequenos cânceres localizados usando este procedimento.
  • ⇒Cirurgia laparoscópica: neste caso são feitas pequenas incisões no abdômen. Esta pode ser uma opção para remover pólipos maiores.
  • ⇒Cirurgia paliativa: O objetivo deste tipo de cirurgia é aliviar os sintomas em casos de câncer intratável ou avançado, na tentativa de aliviar e controlar a dor, o sangramento e outros sintomas.
Quimioterapia

A quimioterapia consiste em um procedimento, onde medicamentos que interferem no processo de divisão celular serão administrados na tentativa de conter o câncer, interrompendo proteínas ou DNA para danificar e matar células cancerosas.

Esses tratamentos têm como alvo quaisquer células que se dividem rapidamente, incluindo as saudáveis. Eles geralmente podem se recuperar de qualquer dano induzido pela quimioterapia, mas as células cancerosas não.

Os efeitos colaterais comuns da quimioterapia incluem:

  • ⇒Náuseas
  • ⇒Perda de cabelo
  • ⇒Fadiga
  • ⇒Vômitos

As terapias combinadas geralmente usam vários tipos de quimioterapia ou combinam a quimioterapia com outros tratamentos.

Radioterapia

A radioterapia mata as células cancerosas ao focar nelas os raios gama de alta energia. Na radiação interna o médico implantará materiais radioativos próximo do local do câncer na forma de sementes.

Os efeitos colaterais do tratamento com radiação podem incluir:

  • ⇒mudanças na pele que se assemelham a queimaduras solares
  • ⇒náuseas
  • ⇒vômitos
  • ⇒diarreia
  • ⇒fadiga
  • ⇒perda de apetite
  • ⇒perda de peso

A maioria dos efeitos colaterais desaparecerá ou diminuirá algumas semanas após o término do tratamento.

Diagnóstico
Colonoscopia e Sigmoidoscopia

A colonoscopia consiste na inserção de um tubo longo e flexível com uma câmera em uma das extremidades do reto para inspecionar o interior do cólon.

Sigmoidoscopia flexível, permite que o médico examine uma porção menor da área colorretal. Este método envolve menos preparação. Além disso, uma colonoscopia completa pode não ser necessária se a sigmoidoscopia não revelar pólipos ou se eles estiverem localizados em uma pequena área.

Enema de bário de duplo contraste

Este procedimento de raio-X usa um líquido chamado bário para fornecer imagens mais claras do cólon do que um raio-X padrão. Neste exame será injetado uma solução líquida contendo o elemento bário no cólon através do reto. Após o radiologista conduzirá o raio-X do cólon e reto. O bário aparece branco no raio-X e todos os tumores e pólipos aparecem como contornos escuros.

 

Prevenção

Não existe uma maneira garantida de prevenir o câncer de cólon. No entanto, algumas medidas preventivas incluem:

  • manter o peso saudável
  • exercitar-se regularmente
  • consumir muitas frutas, vegetais e grãos inteiros
  • limitar a ingestão de gorduras saturadas e carne vermelha.

Créditos de imagem:

<a href=’https://www.freepik.com/photos/background’>Background photo created by kjpargeter – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *