A doença de Alzheimer é uma doença progressiva que destrói as células cerebrais e afeta a memória, os pensamentos e o comportamento.

Milhares de pessoas com Alzheimer recebem assistência e cuidados diários de familiares, parceiros ou amigos íntimos. De acordo com pesquisas 32% dos cuidadores indivíduos com demência prestam cuidados por 5 anos ou mais.

Conhecendo a doença de Alzheimer

Os sintomas da doença de Alzheimer se intensificam à medida que a doença progride, o que traz novos desafios para os cuidadores. Compreender os estágios da doença de Alzheimer e os sintomas associados pode ajudar a planejar com antecedência os cuidados a esse indivíduo.

A doença de Alzheimer se apresenta em três estágios: leve, moderado e grave.

Estágio inicial ou leve

Pessoas com doença de Alzheimer leve ou em estágio inicial ainda podem viver de forma independente, participando de atividades profissionais e sociais.

Durante esse estágio, as pessoas podem apresentar dificuldade em se concentrar ou de lembrar de eventos recentes e esquecer certas palavras ou nomes.

Dificuldades com a escrita e a resolução de problemas são alguns dos sinais precoces da doença de Alzheimer.

Moderado

A doença de Alzheimer em estágio moderado envolve perda significativa de memória, confusão e sintomas físicos.

Os portadores nesta fase podem apresentar os seguintes sintomas:

  • dificuldade em reconhecer membros da família e amigos íntimos
  • dificuldade em se organizar ou seguir as instruções
  • problemas para realizar atividades da vida diária, como vestir-se, levantar-se, comer sozinho entre outros.
  • inquietação e dificuldade em adormecer
  • vagância ou se perdendo em lugar conhecido
  • incontinência urinária e fecal
  • mudanças de personalidade

Grave

Indivíduos na fase final da doença de Alzheimer precisam de ajuda com quase todas as suas atividades diárias básicas, como sentar, andar e comer.

Durante esse estágio, os doentes podem perder a capacidade de iniciar conversas, ter dificuldade em mastigar ou engolir.

Pessoas com Alzheimer grave perdem a consciência do ambiente e não conseguem mais reconhecer seus familiares.

Criando uma rotina

Os cuidadores podem ajudar alguém a se sentir mais confortável estabelecendo uma rotina diária constante. Fazer isso pode ajudar a reforçar um senso de familiaridade na pessoa que tem Alzheimer.

Deve-se tentar evitar alterações significativas na rotina, pois isso pode ser confuso para o paciente com Alzheimer.

Às vezes, há alterações inevitáveis, como a introdução de um novo prestador de cuidados ou a alteração das configurações de cuidados. Indivíduos com Alzheimer geralmente precisam de tempo para se adaptarem a novas pessoas e lugares, portanto, os cuidadores devem tentar implementar mudanças gradualmente.

Planejar as atividades

Os cuidadores podem manter seus entes queridos envolvidos e ativos com as seguintes ocupações diárias:

  • exercícios, como caminhada, alongamento e treinamento com pesos leves
  • dançando
  • ouvindo música
  • exercitar a mente com jogo de tabuleiro
  • execução de tarefas domésticas, como dobrar roupas e jardinagem
  • ir a um restaurante, museu ou parque favorito
  • assistir um filme
  • visitar amigos e familiares

Pode-se imprimir e utilizar pequenos cartões de visita para informar outras pessoas, como funcionários sobre serviços, acerca da doença de seus entes queridos, e entregar sempre que for apropriado.

Promova a comunicação constantemente

A doença de Alzheimer pode afetar significativamente a capacidade de um indivíduo em se comunicar com outras pessoas, ter dificuldade em interpretar ou lembrar palavras específicas.

Sendo assim podemos usar as seguintes estratégias para facilitar a comunicação:

  • Mantenha contato visual e sorria
  • Faça apenas uma pergunta por vez
  • Utilize linguagem corporal
  • Fale com voz suave e calma, e evite infantilizar o idoso
  • Tente manter a calma durante explosões de raiva

Promover a comunicação contínua, pode fazer om que o portador de Alzheimer, tenha a chance de participar de conversas e atividades. A comunicação, também pode ajudar a aliviar a pressão do cuidador.

Aumentar a autoestima

Olhar e sentir-se bem pode ajudar a aliviar a ansiedade do indivíduo com Alzheimer. Para isso é fundamental manter o indivíduo em boas condições de higiene, estimulando o mesmo a escovar os dentes, realizar a higiene corporal e a íntima, incentivar a fazer a barba nos homens e se maquiar as mulheres.

As unhas precisam de um cuidado especial e ser aparadas sempre que necessário, estimular o uso de roupas que podem ser fechadas com velcro para facilitar o manejo.

Promover a segurança

Muitas situações cotidianas podem fazer com que uma pessoa com Alzheimer se sinta insegura e a vulnerabilidade  na fase grave da doença, pode colocar o portador em perigo.

Eles podem não ser capazes de entender sinais como “piso molhado” e escorregar.

Sendo assim algumas dicas de segurança, podem ajudar a manter o paciente em segurança:

  • Certifique-se que o paciente use sapatos resistentes e confortáveis
  • Cole fitas coloridas na escada
  • Coloque proteção nas quinas dos móveis
  • Instale travas de segurança no fogão
  • Tranque as portas e guarde as chaves para evitar o risco do paciente se perder na rua, o que pode ser comum nos casos de Alzheimer moderado.
  • Guarde os medicamentos em locais seguros
Estimular a adoção de um animal de estimação

Existem muitos benefícios em ter um animal de estimação para idosos. Gatos, cães e outros animais podem proporcionar amor e companhia contínuos para alguém com Alzheimer. Para aqueles em estágios iniciais, cuidar de um animal de estimação pode ajudá-lo a se manter ativo.

Se ficar mais difícil para a pessoa cuidar de seu animal de estimação, pode-se considerar maneiras de mantê-los unidos.

Autocuidado com cuidadores

Cuidar de um ente querido com Alzheimer pode afetar a vida do cuidador de várias maneiras, incluindo na sua capacidade de trabalhar e socializar. Os cuidadores podem enfrentar novos desafios todos os dias, o que pode impactar significativamente seu bem-estar físico e mental.

Embora os cuidadores possam priorizar o bem-estar de seus entes queridos acima do seu, é importante ter em mente que um atendimento de qualidade começa com um corpo e uma mente saudáveis.

Fonte:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/people”>People photo created by freepik – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *