Idosos geralmente perdem a densidade óssea e a massa muscular processo que tem início, em torno dos 50 anos em média.

Essa perda óssea e muscular pode resultar em problemas de mobilidade e até aumentar o risco de lesões a medida que envelhecemos.

Um estudo recente, em que a Universidade Wake Forest, em Winston-Salem, na Carolina do Norte, mostrou que uma dieta rica em proteínas e com baixas calorias pode prevenir esses riscos em idosos.

Foi realizado um estudo onde foram selecionados aleatoriamente 96 adultos com mais de 65 anos de idade e divididos em dois grupos.

O primeiro grupo foi submetido a plano de refeições de baixa caloria, em seis meses com alto teor de proteínas – mais de 1 grama (g) de proteína por quilograma (kg) de peso corporal. O outro grupo foi submetido a um plano de manutenção de peso que incluía 0,8 g de proteína por kg de peso corporal.

Os indivíduos do grupo de dieta rica em proteínas e baixas calorias apresentaram maior perda de peso, e mantiveram sua massa muscular. Também perderam peso no estômago, quadris, coxas e glúteo, o que pode diminuir o risco de certas doenças, como diabetes e Acidente Vascular Cerebral.

Os pesquisadores descobriram que os participantes do grupo de alta proteína melhoraram a qualidade de massa óssea e ganharam 0,75 pontos nas pontuações do Health Aging Index, envolvendo biomarcadores de longevidade e mortalidade.

Consequentemente, o estudo solicitou às pessoas do grupo de perda de peso que usassem quatro substitutos de refeição todos os dias e preparassem duas refeições de proteína e vegetais magros por dia. A equipe permitiu que cada participante consumisse um lanche saudável por dia e concluísse um plano de refeições com poucas calorias e alta proteína. Os do outro grupo foram instruídos a manter sua dieta regular e atividades habituais.

Os idosos têm necessidades nutricionais únicas e podem precisar fazer alterações em suas dietas com o passar dos anos. A massa muscular pode diminuir como parte natural do envelhecimento, e as pessoas não queimam calorias na mesma proporção do que na juventude.

O direcionamento de alimentos ricos em nutrientes é essencial para idosos, e é essencial evitar alimentos de alto teor calórico que carecem de nutrientes vitais.

Alimentos benéficos incluem frutas, vegetais, grãos integrais, carnes magras, frutos do mar, aves, ovos, legumes e laticínios com pouca gordura. O controle de porções alimentares também pode ser necessário – especialmente para idosos -, pois temos a tendência de comer mais comida do que precisamos.

Pode ser um desafio cozinhar para poucas pessoas portanto, os especialistas sugerem cozinhar e congelar porções para comer quando ficarmos sem tempo de preparar uma refeição.

De acordo com estudiosos, a adição de mais proteína pode ser a chave para manter o corpo saudável na maturidade.

Fonte:

Weaver AA, Houston DK, Shapses SA, et al. Effect of a hypocaloric, nutritionally complete, higher-protein meal plan on bone density and quality in older adults with obesity: a randomized trial. Am J Clin Nutr. 2019;109(2):478-486. doi:10.1093/ajcn/nqy237

Créditos de imagem:

<a href=’https://www.freepik.com/photos/food’>Food photo created by drobotdean – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *