A Depressão afeta a vida de muitas pessoas, e pode prejudicar sua qualidade de vida. O tratamento inclui medicamentos, psicoterapia, mudanças no estilo de vida, uma dieta saudável, a junção destes fatores pode aumentar o bem-estar de um indivíduo.

Não existe uma dieta específica para tratar a depressão, mas certos tipos de alimentos podem ajudar a controlar os sintomas.

Ligação entre dieta e depressão

Um fator que pode contribuir para a depressão são os hábitos alimentares determinados pelos nutrientes que consumimos.

Selênio

Entre os alimentos que podem auxiliar nos sintomas depressivos, são os que contém selênio, estudos sugerem que o aumento da ingestão deste mineral pode ajudar a melhorar o humor e reduzir a ansiedade, o que pode ajudar a minimizar os sintomas depressivos

O selênio está presente em uma variedade de alimentos:

  • grãos integrais
  • castanha-do-pará
  • frutos do mar
  • visceras, como fígado.

Vitamina D

A vitamina D pode ajudar a melhorar os sintomas da depressão e ela pode ser obtida através da exposição ao sol, mas as fontes alimentares também são importantes.

Os alimentos que podem fornecer vitamina D são:

  • peixe oleoso
  • produtos lácteos fortificados
  • bife de fígado
  • ovo

Ômega-3

Os ácidos graxos ômega-3 podem reduzir o risco de distúrbios de humor e doenças cerebrais, melhorando a função cerebral e preservando a bainha de mielina que protege as células nervosas.

Boas fontes de ácidos graxos ômega-3 incluem:

  • peixes de água fria, como salmão, sardinha, atum e cavala
  • sementes de linhaça, óleo de linhaça e sementes de chia
  • nozes

Antioxidantes

As vitaminas A (beta caroteno) C e E contêm substâncias chamadas antioxidantes.

Os antioxidantes ajudam a remover os radicais livres, que são os resíduos celulares corporais que podem se acumular no corpo.

Se o corpo não conseguir eliminar os radicais livres, o estresse oxidativo pode se desenvolver, resultando em vários problemas de saúde, que podem incluir ansiedade e depressão.

Alimentos frescos à base de plantas, como frutas, são boas fontes de antioxidantes. Uma dieta rica em frutas e vegetais frescos, soja e outros produtos vegetais pode ajudar a reduzir os sintomas de depressão relacionados ao estresse.

Vitaminas do complexo B

Alimentos que contêm grãos integrais são uma boa fonte de vitamina B-12.

As vitaminas B-12 e B-9 (folato) ajudam a proteger  e manter a saúde do sistema nervoso.. Eles podem ajudar a reduzir o risco de  transtornos do humor, como depressão.

As fontes de vitamina B-12 incluem:

  • ovos
  • carne
  • aves de capoeira
  • peixe
  • ostras
  • leite
  • cereais fortificados

Os alimentos que contêm folato incluem:

  • vegetais folhosos escuros
  • frutas e sucos de frutas
  • nozes
  • feijões
  • grãos integrais
  • lacticínios
  • carnes e aves
  • frutos do mar
  • ovos

Zinco

O zinco ajuda o corpo a melhorara o paladar, mas também estimula o sistema imunológico e pode influenciar a depressão.

Estudos sugerem que os níveis de zinco podem ser mais baixos em pessoas com depressão e que a suplementação de zinco pode ajudar no tratamento da depressão:

O zinco é encontrado em:

  • grãos integrais
  • ostras
  • carne, frango e porco
  • feijões
  • nozes e sementes de abóbora

A dieta pode desempenhar um papel importante na depressão. Seguir uma dieta pobre em alimentos processados e com muitos alimentos frescos à base hortaliças e gorduras saudáveis podem ajudar a melhorar os sintomas.

Outros fatores que podem ajudar a melhorar os sintomas depressivos:

  • fazendo pelo menos 150 min de exercício físico por semana
  • passar o tempo ao ar livre
  • evitar o uso de álcool e outras substâncias
  • dormir de 7 a 8 h por dia.

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *