Tenesmo retal é uma sensação de não esvaziamento  completo do intestino grosso,(uma vontade frequente de evacuar) como se estivesse sendo comprimido por fezes,  mesmo que não haja nada para expulsar.

Comumente conhecido como tenesmo, está associado a várias condições médicas. Estes incluem doença inflamatória do intestino e outros distúrbios que afetam a motilidade intestinal.

A presença de tenesmo pode ser dolorosa, especialmente se acompanhado de esforço involuntário, cólicas ou outros sintomas digestivos. Estes sintomas podem ir e vir, ou persistir em longo prazo.

Outra situação, denominada  tenesmo vesical está relacionada à bexiga urinária. O portado, relata sensação de  incapacidade em esvaziar completamente a bexiga, apesar  de não existir urina presente.

Existem várias razões potenciais para ocorrência de tenesmo retal, sendo a inflamação do cólon mais comum,  por motivo  infeccioso ou não.

Um exemplo de inflamação do cólon é a doença inflamatória do intestino, um termo genérico  para uma série de condições a longo prazo envolvendo inflamação crônica do intestino, como a colite ulcerativa e a doença de Crohn.

As causas da doença inflamatória do intestino ainda não é conhecida. Muitos especialistas acreditam que vários fatores podem desempenhar um papel, incluindo o sistema imunológico que pode atacar anormalmente o trato gastrointestinal (GI) ou possivelmente um componente genético.

A inflamação e ulceração do trato gastrointestinal associado à este distúrbio podem levar a estreitamento, bloqueio, perfuração ou cicatrização da parede intestinal. Essas mudanças tornam mais dicíceis  a passagem das  fezes e contribuem para o desenvolvimento do tenesmo.

Outras condições associadas ao tenesmo incluem:

– Infecção do cólon

– Câncer colo retal

– Doença diverticular

– Inflamação do cólon devido à radiação

– Movimento anormal de alimentos ou resíduos no trato digestivo

– Síndrome do intestino irritável

– Prolapso de hemorroidas

– Abscesso retal

Uma avaliação médica completa e exame físico serão realizados para diagnosticar a presença de tenesmo e  buscar identificar a causa,  a intervenção precoce é fundamental para recuperação e gerenciamento.

Para o diagnóstico alguns exames podem ser solicitados tais como:

– Exame de sangue

– Cultura de fezes

– RX abdominal ou tomografia  de abdome

– Colonoscopia, para examinar o cólon inteiro.

– Sigmoidoscopia, para examinar as últimas seções do cólon.

– Triagem de doenças sexualmente transmissíveis

Doença inflamatória intestinal: Causas, sintomas e tratamentos

Um indivíduo deverá procurar o médico na percepção de dificuldade em expulsar o material fecal ou se a dor na eliminação for intensa. É especialmente importante buscar ajuda se os sintomas persistem além de alguns dias ou são recorrentes.

A conduta deve ser  imediata caso o portador apresente condições intestinais potencialmente graves, incluindo:

– Sangue nas fezes

– Arrepios

– Febre

– Náuseas e vômitos

– Dor abdominal

Tratamento

O tratamento depende da gravidade do tenesmo e a causa subjacente.

Doença inflamatória intestinal (DII)

O tratamento para (DII) visa aliviar o desconforto, alcançar e manter a remissão dos sintomas e evitar complicações. Uso de medicamentos e cirurgia são as opções mais comuns.

As drogas disponíveis para aliviar os sintomas da DII e o  tenesmo, incluem:

Medicamentos anti-inflamatórios: por via oral ou retal para reduzir a inflamação e ajudar a alcançar ou manter a remissão dos sintomas.

Supressores de sistema imunológico: Para inibir a resposta do sistema imunológico que causa inflamação.

Corticosteroides: esteroides sistêmicos de ação rápida para o manejo de crises da DII causando imunossupressão e redução da inflamação.

Terapia biológica: outra subclasse de imunossupressores, como um anticorpo monoclonal, que visa substâncias no corpo que levam à inflamação.

Antibióticos: usados contra bactérias que podem estar causando os sintomas.

Laxantes: prescritos para aqueles com tenesmo ligado à constipação.

Alívio da dor: os sintomas que causam dor intensa podem ser tratados com analgésicos.

Os procedimentos cirúrgicos podem ser usados ​​para ampliar um intestino estreito ou para remover bloqueios que estão causando tenesmos e outros sintomas de DII.

Distúrbios de Motilidade

Qualquer movimento anormal durante a digestão ou a presença de resíduos no trato digestivo pode ser considerado um transtorno de motilidade intestinal. Diarreia e constipação são os sinais indicativos de motilidade anormal do intestino.

A presença de tenesmo associado à diarreia infecciosa podem ser tratados com antibióticos e antiparasitários para controlar a infecção bacteriana ou parasitária subjacente. Se certos alimentos ou medicamentos estão causando diarreia, recomenda-se que se evite a ingestão.

A constipação que causa o tenesmo pode ser tratada com um laxante, de modo que as fezes passem pelo cólon com mais facilidade.

Caso ocorram fezes impactadas ( fezes que  ficam presas no cólon)  essas podem ser removidas manualmente por um profissional de saúde capacitados e pode ser indicado enema laxante retal ou irrigação com água.

Tratamento para outras causas

Para o Tenesmo causado por outras condições médicas, como o câncer ou uma infecção sexualmente transmissível, o mesmo deve ser tratado a causa para que o sintoma melhore ou desapareça.

Os planos de tratamento serão direcionados com base nas necessidades exclusivas de cada indivíduo.

Com gerenciar o Tenesmo

– Ingerir alimentos ricos em fibra.

– Mudanças de estilo de vida podem ajudar muitas pessoas com problemas de tenesmo, doença inflamatória intestinal e motilidade.

A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos recomenda um mínimo de 25 gramas por dia de fibra dietética para manter a função intestinal normal em adultos. Os alimentos ricos em fibras incluem:

– Feijão e lentilhas

– Legumes

– Frutas

– Grãos integrais

– Nozes e sementes

Entretanto algumas pessoas com DII referem que seus sintomas pioram com altos níveis de fibra em sua dieta.

Fonte:

https://www.medicalnewstoday.com/articles/318583.php

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background image created by Asier_relampagoestudio – Freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *