A doença de Parkinson é um distúrbio motor que pode causar alteração e descontrole de movimentos. Normalmente ocorre devido aos baixos níveis de dopamina no cérebro. A dopamina é uma substância química (neurotransmissor) que desempenha um papel importante no movimento e na coordenação.

A Doença de Parkinson é uma doença progressiva que se desenvolve devido à degeneração das células nervosas do cérebro que controlam o movimento. Normalmente, a dopamina e outros neurotransmissores agem juntos para ajudar a coordenar os movimentos. Mas sem dopamina suficiente, isso não é possível.

As estimativas são de que cerca de 1,5 milhões de pessoas nos Estados Unidos têm a doença de Parkinson, com aproximadamente 60.000 americanos recebendo o diagnóstico a cada ano.

Sobre a doença de Parkinson

A doença de Parkinson uma doença neuro degenerativa do sistema nervoso que afeta os movimentos e piora com o tempo.

A condição ocorre devido a danos ou morte de células nervosas, ou neurônios, em uma área do cérebro denominada substância Nigra. Esta parte do cérebro desempenha um papel importante no controle do movimento.

Os neurônios da substância negra são dopaminérgicos responsáveis ​​pela produção de dopamina. Se eles forem incapazes de produzir dopamina, o indivíduo poderá ter problemas relacionados aos movimentos, como tremores, rigidez, lentidão de movimentos e equilíbrio deficiente, que são sintomas da doença de Parkinson.

Papel da dopamina na doença

A Dopamina é um neurotransmissor importante que desempenha um papel crítico em uma série de funções corporais, como movimento e coordenação. Baixos níveis de Dopamina podem causar problemas de movimento.

A dopamina é o mensageiro químico que transmite sinais entre a substância nigra e o corpo estriadodenominada via nigroestriatal. Tanto a substantia nigra quanto o corpo estriado fazem parte dos Gânglios Basais, que é um grupo de estruturas no cérebro que ajudam a facilitar o movimento.

Níveis baixos de dopamina podem interromper a via nigroestriatal e causar padrões anormais de disparo dos nervos, o que pode resultar em problemas de movimento. As evidências sugerem que a maioria das pessoas com DP perdem 60 à 80% das células produtoras de dopamina na substância negra no momento em que apresentam os sintomas.

Sintomas

Os quatro principais sintomas da Doença de Parkinson (DP) são:

  • Tremor: Geralmente começa na mão (movimento de contar dinheiro), mas pode começar no pé ou no maxilar. Apresenta um movimento rítmico de vaivém característico e é mais óbvio em repouso ou sob estresse. Também pode desaparecer durante o sono.
  • Rigidez: refere-se à rigidez muscular ou dificuldade de movimentação. Frequentemente, os músculos permanecem constantemente tensos, o que pode fazer com que o portador apresente musculatura rígida ou com dores.
  • Bradicinesia: refere-se a movimentos lentos ou difíceis, que podem dificultar a execução de tarefas simples. Isso pode significar que as atividades de rotina, como lavar-se ou vestir-se, seja muito difícil.
  • Instabilidade postural: Mudanças na postura e falta de equilíbrio podem aumentar o risco de quedas e lesões potenciais.

Cada indivíduo portador de DP irá desenvolver sintomas de formas diferentes bem como a forma de evolução da doença.

Os sintomas iniciais costumam ser sutis e ocorrer gradualmente. Os portadores podem ter tremores leves, começar a notar dificuldade para se mover ou perceber que as tarefas começam a demorar mais para serem concluídas. Alguns podem notar que os sintomas começam em um lado do corpo, mas eventualmente afetam os dois lados. Os sintomas costumam ser menos graves em um lado do que no outro.

Conforme a condição progride, os sintomas começam a interferir na realização das Atividades da Vida Diária. As os portadores podem ter dificuldade para se levantar da cadeira e podem falar muito baixo ou com hesitação.

Créditos de Imagem:

<a href=’https://www.freepik.com/free-photos-vectors/frame’>Frame vector created by brgfx – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *