Artrite é um termo genérico para doenças que afetam as articulações. A artrite degenerativa, também conhecida como osteoartrite, é uma forma de artrite que se desenvolve devido ao envelhecimento ou ao uso excessivo das articulações.

A artrite degenerativa é a forma mais comum de artrite, é uma forma de “desgaste” das articulações, pois geralmente ocorre devido ao processo natural de envelhecimento, também pode se desenvolver como resultado de uma lesão ou do uso excessivo de uma determinada articulação.

A osteoartrite (OA) também conhecida como osteaortrose, doença articular degenerativa ou artrite hipertrófica, é uma doença crônica multifatorial que leva à incapacidade funcional progressiva, de característica reumática mais prevalente entre indivíduos com mais de 65 anos de idade. No Brasil, não existem dados precisos sobre esta prevalência, que atinge as articulações sinoviais e caracteriza-se por apresentar alterações na cartilagem articular, dando origem a zonas de fibrilação e fissura, dor e rigidez articular, deformidade e progressiva perda da função, afetando o indivíduo em múltiplas dimensões: do nível orgânico até o social. Atinge diversas articulações, em geral, expostas à maiores sobrecargas.

Sintomas de artrite degenerativa

Os sintomas da artrite degenerativa variam dependendo de onde se desenvolve a doença. Os sintomas, geralmente pioram com o tempo, em vez de ocorrerem repentinamente, exceto no caso de lesões.

Independentemente de quais partes do corpo a doença afeta, os sintomas comuns podem incluir:

  • Dor, muitas vezes latejante
  • Inchaço
  • Flexibilidade reduzida
  • Estalidos ou ruídos de estalo quando uma junta se dobra
  • Rigidez
  • Diminuição da amplitude de movimento

Normalmente, a rigidez articular se apresenta no início da manhã ou após períodos de descanso, e dura uns 30 minutos. A dor nas articulações pode ser previsível e de baixo nível, as vezes a dor assume a forma de intensas explosões imprevisíveis de dor.

As partes do corpo que Osteoartrite afeta com mais frequência incluem:

  • Dedos e polegares
  • Joelhos
  • Quadril
  • Pescoço
  • Parte inferior das costas

À medida que a condição progride, o portador se tornar incapaz de realizar atividades como segurar uma cafeteira, subir escadas ou caminhar longas distâncias.

Causas da artrite degenerativa

A artrite degenerativa ocorre, quando a cartilagem articular entre os ossos é danificada ou se quebra.

O corpo com frequência ativa um mecanismo de reparo para tentar remediar esse dano. Como parte disso, esporas ósseas, ou osteófitos, podem crescer dentro da articulação, na extremidade do osso. Isso pode causar atrito dentro da articulação e causar dor quando a articulação é mobilizada.

Fatores de risco 

Certos fatores podem aumentar a chance de um indivíduo desenvolver artrite degenerativa, que incluem:

  • Idade: os sintomas geralmente aparecem em indivíduos com mais de 50 anos, embora possam ocorrer mais cedo.
  • Sexo: as mulheres tem maior probabilidade que os homens de desenvolver osteoartrite.
  • Peso: ter obesidade pode aumentar a probabilidade de alguém desenvolver osteoatrite, pois o peso adicional pode colocar pressão extra nas articulações.
  • Uso excessivo: das articulações, como nos esportes ou no trabalho, às vezes pode levar portadores a desenvolver osteoartrite.

Alguns desses fatores de risco, como peso, são modificáveis, enquanto outros, como idade e genética, não são modificáveis.

Tratamento para artrite degenerativa

O tratamento de artrite degenerativa pode ser feito de várias maneiras.  Os principais objetivos do tratamento incluem:

  • Reduzir os sintomas
  • Melhorar a função articular
  • Impedir a condição de progredir ainda mais
  • Manter ou melhorar a qualidade de vida do portador

Alguns medicamentos podem auxiliar no tratamento dos sintomas da artrite degenerativa e podem incluir:

  • analgésicos orais, como paracetamol ou antinflamatórios não esteroidais, como o Ibuprofeno.
  • medicamentos anti-inflamatórios orais
  • Injeções de corticoides para aliviar a inflamação e a dor
  • medicamentos tópicos, como cremes, sprays ou loções, para aliviar as dores nas articulações
Fisioterapia

Combinar fisioterapia pode ajudar o portador a controlar os sintomas da artrite degenerativa. Os portadores devem optar por atividades de baixo impacto para evitar maiores danos às articulações.

Manter um estilo de vida ativo pode auxiliar a:

  • Reduzir a dor
  • Melhorar a função
  • Aumentar a força muscular e óssea
  • Melhorar o humor
  • Aumentar a qualidade de vida
  • Prevenir quedas melhorando o equilíbrio
Fonte:

FELLET, Aloysio João; SCOTTON, Antonio Scafuto. Osteoartrose. RBM rev. bras. med, p. 292-297, 2006.

DE SOUZA, Alessandra Zorzan; DE LAAT, Ms Erivelton Fontana. Osteoartrite: tipologia e tratamento.

DUARTE, Vanderlane de Souza et al. Exercícios físicos e osteoartrose: uma revisão sistemática. Fisioterapia em Movimento, v. 26, p. 193-202, 2013.

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *