Memória de curto e longo prazo funcionam de maneira diferentes, e diversas causas podem afetar cada uma delas. Embora o esquecimento ocasional um sinal típico de envelhecimento, certos problemas de memória podem indicar uma doença subjacente.

Memória de curto prazo é a capacidade de recuperar e guardar informações de um período recente. Memória de longo prazo é a capacidade de relembrar memórias antigas.

Ás vezes podemos ter problemas com a memória de curto ou longo prazo. Dependendo da causa, esses problemas podem ser temporários, intermitentes ou permanentes.

Memória de curto prazo está relacionada aos sistemas cerebrais envolvidos no armazenamento de informações por um curto período, geralmente cerca de 30 segundos, pode conter cerca de sete informações por vez.

Muitos eventos e memórias competem por atenção no cérebro, e o cérebro não armazena todas elas. No entanto, a memória de longo prazo se refere aos sistemas cerebrais envolvidos no armazenamento de eventos por um longo tempo.

Causas de perda de memória

Quase todas as condições que causam danos cerebrais ou interferem na função ou na química do cérebro têm o potencial de causar perda de memória de curto ou longo prazo, ou ambos.

As possíveis causas de perda de memória incluem:

Envelhecimento

O envelhecimento pode causar alterações cerebrais que pode afetar a memória de curto e longo prazo. Problemas de memória de curto prazo podem se apresentar como dificuldade em aprender novas informações. Problemas de memória de longo prazo podem se apresentar como dificuldade em recuperar informações ou memórias aprendidas anteriormente.

Os problemas de memória relacionados à idade são geralmente leves ou temporários. Problemas graves de memória podem ser um sinal de uma doença subjacente, como a demência.

Privação de sono

Os cientistas geralmente concordam que o sono é importante para a consolidação da memória. Este é o processo de preservação de memórias-chave e descarte de informações excessivas ou irrelevantes. Como tal, dormir uma quantidade insuficiente de sono todas as noites pode interferir na memória de curto prazo. A menos que tenhamos um problema de sono latente, esses problemas de memória devem ser resolvidos quando conseguimos melhorar nosso horário de sono.

Alguns problemas de sono que podem aumentar o risco de problemas de memória incluem:

  • Insônia -dificuldade em dormir ou em permanecer dormindo durante a noite.
  • Narcolepsia: doença caracterizada por períodos de sonolência excessiva ou episódios de sono repentinos e descontrolados.
  • Apneia do sono: doença em que a respiração para e começa repetidamente durante o sono.
Consumo de álcool

O consumo abusivo álcool pode prejudicar a memória de curto prazo ou alterações cerebrais permanentes se for de uso contínuo.

Uso de drogas recreativas

Algumas drogas recreativas podem interferir na química do cérebro, desencadeando problemas de memória de curto prazo. Exemplos cannabis (maconha) e drogas psicodélicas.

O uso crônico de drogas pode causar perda irreversível de memória de longo prazo.

Infecções

Muitas infecções podem afetar o cérebro levando a alterações cognitivas, como perda de memória ou delírio. Essas infecções podem ser virais, bacterianas ou fúngicas.

Algumas infecções que podem causar perda de memória incluem: meningite, HIV, sífilis, doença de Lyme, infecção urinária e insuficiência hepática.

Em alguns casos, o tratamento da infecção subjacente ajuda a resolver a perda de memória.

Visão ou perda de audição

Problemas de visão ou audição podem afetar a capacidade de receber novas informações e criar novas memórias.

Os problemas de memória de curto prazo geralmente se resolvem assim que o portador começa a usar dispositivos para corrigir ou compensar a perda de visão ou audição.

Lesões cerebrais traumáticas

Uma Traumatismo Crânio Encefálico (TCE) é qualquer lesão que afeta a função cerebral. Um TCE tem o potencial de causar problemas de memória de curto ou longo prazo, dependendo da gravidade da lesão e das regiões do cérebro envolvidas.

Uma concussão é um TCE leve que pode prejudicar a memória de curto prazo ou afetar a capacidade de recordar informações da memória de longo prazo. Problemas de memória induzidos por concussão geralmente duram menos de 24 horas.

Lesões graves ou penetrantes podem causar perda de memória por mais de 7 dias. Se o dano cerebral for permanente, a perda de memória também pode ser permanente.

Condições neurodegenerativas

As doenças neurodegenerativas causam danos progressivos às células do cérebro e do sistema nervoso. Esse dano pode levar à perda irreversível de memória.

As condições neurodegenerativas associadas à perda de memória mais comuns são a a Doença de Alzheimer e a doença de Parkinson.

A perda de memória de curto prazo é um sinal comum na Doença de Alzheimer (DA) especialmente durante os estágios iniciais da doença. À medida que a DA progride e se torna mais grave, a condição também pode começar a afetar a memória de longo prazo. A DA geralmente afeta a memória episódica, que envolve eventos, em vez da memória procedural, que ajuda nas lembranças  de habilidades.

Pessoas com DP podem apresentar problemas de memória um ano ou mais após o diagnóstico inicial.

Envelhecimento e sintomas de perda de memória

Conforme uma pessoa envelhece, seu cérebro passa por mudanças relacionadas à idade. Essas mudanças podem tornar mais difícil para aprender coisas novas e causar esquecimento temporário.

A perda severa de memória não faz parte do envelhecimento típico e pode ser um sinal de demência. Esse tipo de perda de memória costuma ser acompanhado por outras mudanças cognitivas e comportamentais.

A tabela abaixo lista os sinais e sintomas do envelhecimento típico em comparação com a perda de memória relacionada a demência:

Envelhecimento típico Perda de memória e demência
Capaz de reconhecer a perda de memória está acontecendo Incapacidade de identificar perda de memória
Demorar mais do que o normal para aprender coisas novas Ser incapaz de aprender coisas novas ou aprender e depois esquecê-las
Esquecer um pagamento ou um compromisso de vez em quando Ser incapaz de gerenciar contas e compromissos
Esquecer qual palavra usar de vez em quando Dificuldade em manter uma conversa
Perder coisas de vez em quando Colocar coisas no lugar errado ou perder coisas com muita frequência
Cometer um erro ou uma decisão ilógica de vez em quando Tomar decisões ruins ou ilógicas, muitas vezes
Esquecer uma data importante de vez em quando Perder a noção do dia ou ano com frequência
Ter dificuldade em lembrar uma palavra ou nome de vez em quando  Esquecer nomes de amigos, familiares ou objetos com frequência
Esquecer instruções ou etapas em uma atividade familiar de vez em quando Ser incapaz de completar tarefas ou atividades regulares sem ajuda ou de forma alguma
Esquecer como usar dispositivos do dia a dia de vez em quando Ser incapaz de dirigir, usar um computador ou usar um telefone
Esquecer que estrada tomar no caminho para o trabalho, para casa ou para o supermercado eventualmente Se perder em lugares familiares
Não cuidar bem de si mesmo, como esquecer de escovar os dentes de vez em quando, ou não preparar refeições saudáveis Ser incapaz de cuidar de si mesmo, como não poder tomar banho ou se alimentar
Repetir a mesma pergunta às vezes Fazer a mesma pergunta repetidamente
Ficar irritado com o esquecimento ocasionalmente Ficar agitado ou muito irritado com problemas de memória

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *