Muitos ossos do corpo, incluindo os dos pulsos e das mãos, são protegidos por cartilagem. A cartilagem pode desgastar-se ao longo do tempo. Como resultado, poderá ocorrer uma condição conhecida como osteoartrite. Também conhecida como artrose. As causas mais comuns de osteoartrite incluem idade, movimento articular repetitivo, trauma e sexo (mais comum no sexo feminino). A genética também pode desempenhar um fator de risco no desenvolvimento da osteoartrite.

A artrose quando ocorre nas mãos também pode ser causada por artrite reumatoide ou artrite pós traumática.

O tratamento para este tipo de artrose concentra-se no alívio da dor e no gerenciamento da condição subjacentes.

  • Tanto a osteoartrite quanto a artrite reumatóide (AR) podem afetar as mãos.
  • Enquanto a osteoartrite ocorre devido a alterações degenerativas na cartilagem, a AR é resultado de uma doença auto-imune.
  • A AR ocorre quando o sistema imunológico do corpo ataca o tecido saudável, que protege as articulações. Os sintomas resultantes podem ser semelhantes aos da osteoartrite, incluindo dor, inflamação e vermelhidão.
  • As mulheres são mais propensas a desenvolver artrite reumatoide do que os homens. Indivíduos com história familiar de AR, obesos e fumantes também correm maior risco de apresentar este agravo.
  • A AR pode se desenvolver em qualquer idade, no entanto é mais comum em idades entre 40 e 60 anos.
  • A artrite pós-traumática nas mãos, é outra forma de apresentação da artrite e ocorre depois quando o portador  lesou as mãos, em um acidente relacionado a prática esportiva.
  • Dedos quebrados ou torcidos também podem causar artrite pós-traumática. Lesões podem acelerar a degradação da cartilagem protetora e causar inflamação.
Sintomas de artrite:
  • dor ao movimento ou quando em repouso;
  • inchaço nas articulações;
  • rigidez articular;
  • deformidade articular;
  • fraqueza e perda de massa muscular;
  • perda de articulação e função muscular.

Os sintomas diferem ligeiramente entre os tipos de artrite. Essas diferenças podem ajudar no diagnóstico e determinar a causa subjacente correta dos sintomas de artrite nas mãos.

Sintomas de osteoartrite
  • nódulos em forma de nós na articulação do dedo médio
  • grumos ou nódulos ósseos na junção dos dedos mais próximos da unha
  • dor que ocorre profundamente sob a base do polegar
  • rigidez, especialmente pela manhã
  • dificuldade em beliscar e agarrar objetos.
Sintomas de artrite reumatoide (AR)
  • dores nas articulações e no punho;
  • deformidades do pulso e nos dedos;
  • rupturas do tendão, que afetam a habilidade dos dedos em se alinhar;
  • fadiga sem explicação
  • dores no corpo.
Sintomas de artrite pós-traumática
  • dor, principalmente onde a lesão ocorreu
  • piora da deformidade após uma lesão

Muitos dos sintomas da artrite pós-traumática são semelhantes aos da AR e osteoartrite. No entanto, com artrite pós-traumática, o portador  pode atribuir os sintomas a uma lesão anterior.

Diagnóstico:

O diagnóstico baseia-se na história clínica relatada pelo portador. Avaliação na presença de febre, perda de peso, erupção cutânea, fadiga inexplicada, presença de olhos e boca seca.

Exame físico das mãos para identificar quaisquer anormalidades.  O médico poderá solicitar exames  de imagem, como raios-X ou ressonância magnética (RMI)

O  sangue pode ser solicitado na  presença de inflamação e marcadores imunológicos. Se uma articulação está inchada e tem fluido, o líquido pode ser aspirado e analisado.

Tratamento

Exercícios

– Os exercícios podem ajudar a manter os ligamentos e tendões de suporte das mãos flexíveis e também podem ajudar a diminuir a dor.

– Fisioterapia

Repousar as mãos pode ajudar a reduzir a dor.

A aplicação de gelo nas articulações inchadas por 10 minutos de cada vez pode ajudar a reduzir o inchaço. O gelo deve sempre ter uma cobertura protetora, como um pano, para evitar danos a pele.

A terapia de calor às vezes ajuda a aliviar as articulações rígidas. Colocar as mãos uma bacia de água morna pode ajudar.

Os tratamentos de cera de parafina também provaram ser calmantes e ajudar a aliviar a rigidez e a dor. Tratamentos de cera só devem ser feitos sob a supervisão de um fisioterapeuta.

Há também opções de “luvas “compressivas que se encaixam em um único dedo ou múltiplos dedos, dependendo da fonte de dor de artrite.

 

O médico poderá prescrever anti-inflamatórios não esteróidais (AINES) como ibuprofeno ou naproxeno sódico e medicamentos anti-reumáticos modificadores de doença (DMARDs) para o tratamento da AR.

Pode ser prescrito também injeções de cortisona para diminuir o inchaço e a dor.

Em alguns casos pode ser recomendado cirurgia para tratar artrite nas mãos. O tipo de cirurgia dependerá da extensão da artrite e do estilo de vida do indivíduo.

Uma cirurgia que funde dois ossos afetados pode ser uma opção melhor para pessoas mais ativas.

Indivíduos menos ativos podem preferir uma substituição articular. Entretanto,  o portador deve discutir todas as opções com um médico a fim de a compreensão dos os riscos envolvidos com a cirurgia.

Embora não seja possível prevenir a artrite, o portador  pessoa pode monitorar as articulações para detectar sinais da doença na maturidade. Permanecer ativo, reduzir a ingestão de açúcar e não fumar também pode reduzir o risco de artrite.

O exercício regular das mãos pode ajudar a manter as articulações funcionando por mais tempo. Exercícios com a mão também podem reduzir a dor e rigidez se o indivíduo já tiver artrite.

Em alguns casos a artrite nas mãos pode não ter uma cura, muitos tratamentos estão disponíveis, o que pode evitar que a artrite piore ao longo do tempo.

Quanto mais cedo se procurar tratamento, menor será o sofrimento e  a evolução deste agravo.

Fonte:

https://www.medicalnewstoday.com/articles/319955.php

Créditos imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background vector created by Vectorpocket – Freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *