O termo mialgia se refere à dor muscular. Tanto a fibromialgia como a polimialgia causam dor e tensão nos músculos, mas diferem em relação aos sintomas, causas e tratamentos. Obter um diagnóstico correto é fundamental para garantir o tratamento adequado e o gerenciamento de sintomas.

A fibromialgia e polimialgia são mais comuns em mulheres do que em homens, entretanto a polimialgia  geralmente ocorre  em pessoas com mais de 55 anos, enquanto a fibromialgia é comum entre pessoas jovens e de meia-idade. Estes agravos são muitas vezes confundidos, porque ambos causam dores musculares em todo o corpo, e têm nomes semelhantes, mas são muito diferentes em relação a causas e sintomas.A polimialgia reumática, é uma forma inflamatória de artrite, enquanto que a fibromialgia, apresenta sinais clássicos de inflamação,  embora pesquisas recentes sugiram que ela também pode causar inflamação.

Causas:

  • Polimialgia é considerada uma doença autoimune. Os distúrbios autoimunes levam o corpo a atacar o tecido saudável por engano.
  • Acredita-se que a dor na fibromialgia seja causada por nervos hiperativos, que fazem o corpo perceber a dor apesar de não haver nenhum dano físico.

Isso significa que a fibromialgia pode ocorrer, devido à maneira como o cérebro e os nervos percebem a sensação, enquanto a polimialgia se desenvolve devido a um problema com o sistema imunológico.

Sinais e sintomas

Ambas as condições podem causar dor generalizada em todo o corpo. Semelhanças e diferenças nos sintomas de polimialgia e fibromialgia incluem:

  • A localização da dor. Pessoas com fibromialgia frequentemente sentem dor em ambos os lados do corpo, geralmente em  18 lugares chaves. As pessoas com polimialgia geralmente sentem rigidez e dor nos ombros, nas costas e na cintura e nos quadris.
  • Saúde mental. Tanto a polimialgia quanto a fibromialgia podem causar depressão  relacionada à convivência com uma condição crônica dolorosa.  Pessoas com fibromialgia, por vezes, relatam dificuldades de concentração e uma sensação de nevoeiro mental.
  • Rigidez matinal. Ambas as condições podem causar rigidez nos músculos e articulações. A polimialgia causa  rigidez matinal que dura menos de uma hora.
  • Dificuldades do sono. Muitas pessoas com fibromialgia têm dificuldade em dormir.

Diagnóstico

O diagnóstico de fibromialgia é de exclusão. Isso significa que quando um indivíduo refere dor crônica generalizada em todo o corpo não se consegue encontrar a causa, pode ser feito um diagnóstico de fibromialgia.

Exames laboratoriais com amostras de sangue podem ser solicitados,  para descartar condições inflamatórias, como artrite reumatóide  e polimialgia, pois a maioria das pessoas com polimialgia tem níveis elevados de proteínas inflamatórias no sangue. Os glóbulos vermelhos também podem mostrar alterações características da inflamação.

Podem ser realizados outros testes, para descartar outras doenças inflamatórias, como biópsia ou exame de sangue para fator reumatóide. Estes testes são considerados “padrão” para pessoas com polimialgia.

Tratamento medicamentoso

Os corticosteróides são o tratamento de escolha para a polimialgia, pois são muito eficazes, mas se os sintomas não melhorarem após o uso, a polimialgia pode não ser o diagnóstico correto. Os antiinflamatórios não esteroidais (AINEs), não são indicados para polimialgia.

Já para fibromialgia existem uma variedade de medicamentos disponíveis que podem reduzir os sintomas, incluindo:

– Fármacos específicos para fibromialgia dirigidos à sensibilização central;

– Antidepressivos

– Relaxantes musculares, anti-inflamatórios não-hormonais, analgésicos comuns e opioides.

– Acupuntura

Ao contrário da polimialgia, encontrar o medicamento correto para o tratamento da fibromialgia é muitas vezes um processo de tentativa e erro. O tratamento medicamentoso da fibromialgia tende a funcionar melhor quando é usado em combinação com outros tratamentos, como fisioterapia, exercícios direcionados, terapia cognitivo comportamental, entre outras.

Tratamento

O tratamento da polimialgia, se concentra na redução da inflamação enquanto o tratamento da fibromialgia enfatiza o controle da dor e redução da sensibilização central.

O tratamento de escolha para polimialgia é medicação a base de corticoides, enquanto o tratamento para a fibromialgia muitas vezes se concentra em mudanças de estilo de vida, especialmente a prática de exercícios.  Terapias complementares e técnicas de manejo que também podem ajudar a fibromialgia incluem:

  • massagem terapêutica
  • acupuntura
  • mudanças na dieta
  • gerenciamento de estresse

Tanto fibromialgia e polimialgia são distúrbios crônicos. Os sintomas podem mudar com o tempo, mas é improvável que desapareçam.

O tratamento adequado da polimialgia com corticosteroides pode aliviar os sintomas, mas recaídas podem ocorrer, pois são condições crônicas.

Créditos de imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background photo created by freepik – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *