À medida envelhecemos, nossos cabelos podem começar a perder volume e espessura. Em alguns casos, a queda de cabelo está ligada à dieta, deficiências nutricionais ou hereditariedade.

Na maioria dos casos, a queda de cabelo não está relacionada a problemas de saúde específicos. No entanto, pode afetar a saúde mental e autoestima.

A Academia Americana de Dermatologia (AAD) aponta que as pessoas perdem de 50 a 100 cabelos por dia. No entanto novos fios de cabelo irão surgir dos mesmos folículos pilosos.

Com o tempo, no entanto, alguns folículos param de produzir cabelo e os fios ficam mais finos, além disso o cabelo também começa a perder a cor.

Existem dois padrões de calvície, o masculino e o feminino que são chamadas de alopecia androgenética. Genes e hormônios são os responsáveis por esse tipo de calvície.

Alopécia androgenética

A alopecia androgenética é uma das causas mais comuns de perda de cabelo. Afeta cerca de50 milhões de homens e 30 milhões de mulheres nos Estados Unidos.

A probabilidade de desenvolver alopecia androgenética aumenta com a idade. Embora possa afetar adolescentes, mais da metade dos homens com 50 anos ou mais têm algum grau de perda de cabelo. É mais provável que afete as mulheres após a menopausa.

Indivíduos que têm alopecia androgenética têm familiares com a mesma condição.

Nos homens os cabelos começar a rarear da linha do cabelo até a parte de trás da cabeça. Nas mulheres, tende a afetar a coroa da cabeça.

Alopecia areata

Alopecia areata uma condição que causa perda de cabelo em manchas redondas no couro cabeludo. Também pode afetar as sobrancelhas, barba e outras áreas onde o cabelo está presente. Esta alopecia pode ocorrer durante a infância. Genes e fatores ambientais são as principais causas.

Na alopecia areata, os folículos pilosos ainda estão vivos e o cabelo pode voltar a crescer. Os médicos podem tratar a alopecia areata com uma injeção no couro cabeludo a cada 4 à 6 semanas, por até 6 meses.

CAUSAS de calvície

Dieta

O corpo precisa de nutrientes para criar novos fios de cabelo e manter os folículos capilares saudáveis.

A proteína é um componente essencial do cabelo. Os micronutrientes, que incluem vitaminas e minerais, desempenham um papel fundamental no ciclo de crescimento dos folículos capilares.

Desnutrição e deficiências vitamínicas, podem causar queda de cabelo. A ingestão de uma dieta saudável e variada pode ajudar a promover o crescimento contínuo de um cabelo forte e saudável.

Deficiência de vitamina D

A vitamina D estimula os folículos pilosos, resultando no crescimento do cabelo. Quando um indivíduo  não recebe vitamina D suficiente, pode sofrer perda de cabelo, juntamente com outros sintomas.

Pesquisas associam deficiências de vitamina D com a alopecia areata.

Estresse

Após um longo período de estresse significativo , pode surgir um cabelo mais fino do que o normal. Isso é chamado de eflúvio telógeno.

Quando o estresse provoca queda de cabelo, o cabelo pode retornar ao volume normal, uma vez que a situação estressante começa a passar.

Gravidez

As pessoas podem notar perda de cabelo durante ou após a gravidez. Normalmente, o cabelo cresce de volta sem qualquer tratamento.

Tratamento

Para o tratamento de alopecia androgenética existem 2 tipos de medicamentos  que são o minoxidil e finasterida.

Minoxidil

O minoxidil é vendido em uma concentração de 2% e 5%. As pessoas aplicam o produto diretamente nas áreas de queda de cabelo.Este é um tratamento seguro e eficaz para a alopecia androgenética.

O tempo para o crescimento do cabelo leva de 6 a 12 meses. No entanto, as pessoas que fizerem uso de minoxidil terão de continuar a utilizar permanentemente ou a perda de cabelo voltará a ocorrer.

Os efeitos colaterais do uso de minoxidil podem incluir:

  • dermatite de contato
  • Irritação na pele
  • crescimento excessivo de pelos

Finasterida

Finasterida (Propecia) é um medicamento oral. Pessoas com perda de cabelo tomam 1 miligrama por dia. Este é um medicamento de prescrição para homens que já experimentaram o minoxidil sem sucesso.

Os efeitos colaterais de tomar finasterida podem incluir:

  • diminuição da libido
  • disfunção erétil
  • ginecomastia ou crescimento do tecido mamário

Ingerir alimentos saudáveis ​​pode ser benéfico para o cabelo

A dieta desempenha um papel importante na força e na saúde dos cabelos. Proteínas, gorduras e certas vitaminas e minerais são especialmente importantes para a saúde do cabelo.

  • Ovos:contêm proteína, que é essencial para o crescimento dos cabelos, também contém biotina, uma vitamina do complexo B que pode impulsionar o crescimento do cabelo.
  • Castanha do Brasil:é uma fonte de selênio, um mineral que pode melhorar a saúde do cabelo.
  • Peixes ricos em ômega 3: pode melhorar o crescimento do cabelo.
  • Nozes:Estes também contêm ômega-3.
  • Vitamina D: Deficiências de vitamina D podem contribuir para a queda de cabelo. Lidar com essa deficiência pode melhorar o cabelo ralo. Podemos obter vitamina D através da exposição à luz solar e da dieta.
  • Créditos de imagem:

  • <a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/business”>Business photo created by katemangostar – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *