Nosso corpo necessita de uma variedade de vitaminas e minerais para manter-se saudável. Um mineral essencial para que nosso organismo se mantenha em equilíbrio é o zinco, encontrado em pequenas quantidades nos alimentos.

Embora nosso organismo não exija grandes quantidades de zinco, alguns indivíduos podem apresentar deficiência deste mineral, e quando isso ocorre serão observados  sinais e sintomas característicos tais como:

  • Perda de apetite
  • Crescimento mais lento do que o esperado
  • Distúrbios no sistema imunológico
  • Atraso na maturidade sexual
  • Lesões oculares e cutâneas
  • Cansaço e desânimo
  • Alterações de paladar
  • Queda de cabelos
  • Dificuldade de cicatrização de feridas
  • Perda de peso
  • Impotência e hipogonadismo em homens devido a pouca produção de testosterona.

Causas mais comuns da deficiência de Zinco

.Em todo o mundo, cerca de 1,1 bilhão de pessoas tem deficiência de  zinco devido a ingestões dietéticas inadequadas.

No entanto, existem três principais causas de uma deficiência subjacente de zinco:

  • Baixa ingestão de zinco através da dieta
  • Má absorção de zinco
  • Doenças crônicas como: alcoolismo, câncer, doença celíaca, diarreia crônica, insuficiência renal crônica, distúrbios de pâncreas, doença de Crohn, diabetes, anemia falciforme, colite ulcerativa, entre outras.
  • Vegetarianos e veganos geralmente têm níveis mais baixos de zinco, pois este mineral está presente também em carne animal.
  • Os idosos também correm risco de desenvolver deficiência de zinco devido a dificuldade na ingestão ou no acesso a uma grande variedade de alimentos. Suplementos a base de zinco podem reverter este quadro.
  • Ser portador de acrodermatite enteropática, também causa deficiência de zinco, pois essa é uma doença que afeta a capacidade do organismo de absorver o zinco.

Tratamento

O tratamento para deficiência de zinco envolve a administração de suplementos a base de zinco, bem como ingestão de uma dieta com alimentos ricos em zinco.

Os Suplementos contém quantidades diferentes de zinco elementar (o peso da molécula de zinco) e são rotulados como gluconato de zinco, sulfato de zinco ou acetato de zinco.

Cada suplemento, deve conter informações sobre a quantidade de zinco elementar disponível em cada tipo. O zinco também é um componente comum nas pastilhas para a garganta, devido aos seus benefícios ao sistema imunológico.

Alguns alimentos são ricos em Zinco e indicados para consumo na dieta:

  • ostras
  • Carne assada
  • Cereais matinais fortificados
  • Feijão cozido
  • Iogurte
  • Grão de bico
  • Farelo de aveia
  • Leite

Se consumirmos uma dieta variada, garantimos a ingestão diária suficiente de zinco, essa dieta deve variar no consumo de carnes magras, frutas, legumes e alguns laticínios.

Créditos de Imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background photo created by freepik – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *