A pressão arterial varia naturalmente ao longo do dia. A pressão arterial baixa, pode resultar de um problema temporário, como desidratação, ou de longo prazo, como problema cardíaco.

A pressão arterial baixa pode ser de origem genética ou ocorrer como resultado do processo de envelhecimento. Em alguns casos, um fator temporário, como gravidez ou desidratação. Em outros, a pressão arterial baixa resulta de uma doença subjacente ou de uma reação grave a algum tipo de medicamento.
Mudar os hábitos alimentares pode ser suficiente para tratar as causas temporárias de hipotensão (pressão arterial baixa) e se um indivíduo apresentar sintomas de pressão arterial baixa, como tontura e fadiga, deve receber atenção.

O que vem a ser pressão baixa ou hipotensão?

O coração bombeia sangue por todo o corpo, fornecendo continuamente oxigênio e outros nutrientes. A pressão arterial se refere à força do sangue nas paredes das artérias enquanto o coração bombeia.

No portador de pressão arterial baixa, o sangue flui pelas veias e artérias com pouca força.

Para identificar os valores pressóricos utilizamos dois parâmetros, o primeiro se refere à pressão arterial sistólica, que é a força do sangue contra as paredes das artérias quando o coração bate, e o segundo se refere à pressão arterial diastólica, que é a força do sangue quando o Na mensuração da pressão arterial, as  leituras da pressão arterial em milímetros de mercúrio (mm Hg) em uma leitura normal os valores pressóricos ideais são 120 mm Hg sistólica (pressão máxima) e 80 mm Hg diastólica (pressão mínima).

O National Heart, Lung e Blood Institute definem a pressão arterial baixa como inferior inferior a 90/60.

Sintomas

É possível ter pressão arterial baixa sem quaisquer sintomas. No entanto, alguns portadores de hipertensão irão apresentar:

  • fraqueza
  • desmaio
  • tontura
  • cansaço
  • náusea
  • desidratação
  • dificuldade de concentração
  • visão embaçada
  • pele fria e úmida
  • respiração rápida e superficial

Causas

Muitos fatores afetam a pressão arterial, incluindo a hora do dia e os níveis de atividade física e dieta. Suas causas são múltiplas e variadas e, em pessoas idosas com mais de sessenta anos tem incidência relativamente maior que na população jovem. A hipotensão postural é frequentemente observada em pessoas idosas e pode resultar em morbidade e mortalidade por quedas.

Causas temporárias

A pressão arterial pode estar mais baixa do que o normal em alguns casos:

  • no momento da alimentação
  • longos períodos de inatividade, como repouso na cama
  • desidratação
  • gravidez

Algumas causas temporárias, como gravidez, desaparecem por conta própria. Outros podem exigir mudanças na dieta e outros cuidados ou estratégias de gerenciamento.

Causas mais sérias ou duradouras

Alguns problemas de saúde potencialmente mais graves também podem causar pressão arterial baixa, incluindo:

  • Deficiências de nutrientes:como deficiência de vitamina B12 e ácido fólico.
  • Hipotensão mediada neuralmente:esse distúrbio, causa uma queda na pressão arterial depois que o portador ficar em pé por um longo período.
  • Problemas endócrinos:afetam a regulação dos hormônios do corpo, como no hipotireoidismo, também conhecido como tireoide hipoativa.
  • Problemas cardíacos:podem limitar a eficácia com que o coração distribui o sangue pelo corpo.
  • Choque séptico:Esta é uma resposta potencialmente fatal a uma infecção bacteriana grave.
  • Choque anafilático:Esta é uma complicação da anafilaxia com potencial de risco de vida, que é uma reação alérgica grave.

Além disso, a perda de sangue devido a uma lesão pode levar à redução da pressão arterial.

A pressão arterial baixa pode resultar do uso de álcool ou de certos medicamentos como:

  • diuréticos
  • medicamentos para hipertensão
  • medicamentos para o coração, como betabloquedores
  • antidepressivos
  • medicamentos para doença de Parkinson

Tratamentos

Para tratar a pressão arterial baixa, podem ser indicados alguns medicamentos como a  fludrocortisona e midodrina.

Além disso, mudanças de hábitos de vida podem ter um efeito satisfatório no tratamento:

  • ⇒beber mais água ao longo do dia
  • ⇒evitando o álcool, que pode causar desidratação
  • ⇒ingerir alimentos saudáveis ​​
  • ⇒beber suco de tomate ou bebidas esportivas
  • ⇒usar meias de compressão que se estendem até as coxas ou cintura
  • mover as pernas para estimular o fluxo sanguíneo antes de sair da cama.
  • Créditos de imagem:
  • <a href=’https://www.freepik.com/vectors/background’>Background vector created by starline – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *