Em um estudo recente, pesquisadores compararam os efeitos de uma refeição sem derivados de produtos animais (vegana)  com os de uma refeição que inclui produtos derivados de animais na saúde humana. O estudo conclui que as refeições veganas podem ajudar nos manter saudável e a controlar o ganho de peso.

O veganismo é definido como um modo de vida que tenta excluir todas as formas de exploração e crueldade animal, seja para alimentos, roupas ou qualquer outra finalidade.

Por estas razões, a dieta vegana é desprovida de todos os produtos de origem animal, incluindo carne, ovos e laticínios.

Existem diferentes variedades de dietas veganas. As mais comuns incluem:

  • Dieta vegana com alimentos integrais:Uma dieta baseada em uma grande variedade de alimentos vegetais integrais, como frutas, legumes, grãos integrais, legumes, nozes e sementes.
  • Dieta vegana de alimentos crus:uma dieta vegana baseada em frutas, vegetais, nozes, sementes ou alimentos vegetais cozidos em temperaturas abaixo de 48 ° C.
  • Cruvidorismo ou 80/10/10: é uma dieta vegana de alimentos crus que limita as plantas ricas em gordura, como nozes e abacates e depende principalmente de frutas cruas e verdes suaves. Também conhecida como dieta vegana de baixo teor de gordura e alimentos crus ou dieta frutariana.
  • Vegana a base de amido:Uma dieta vegana com baixo teor de gordura e muito carboidrato semelhante à 80/10/10, mas que se concentra em amidos cozidos, como batatas, arroz e milho, em vez de frutas.
  • Raw till 4:Uma dieta vegana de baixo teor de gordura inspirada na solução 80/10/10 e amido. Alimentos crus são consumidos até as 16h, com a opção de uma refeição cozida à base de vegetais para o jantar.

Em países desenvolvidos como os Estados Unidos, aproximadamente 93,3 milhões de indivíduos são obesos e mais de 100 milhões são portadores de diabetes e pré diabetes. Um fator-chave no desenvolvimento dessas – e outras – condições metabólicas é a dieta.

Segundo estimativas,  acredita-se que aproximadamente ¾ da população não consome vegetais e frutas em quantidades suficientes. Novas pesquisas conduzidas por pesquisadores de três instituições internacionais – o Instituto de Medicina Clínica e Experimental eo Instituto de Endocrinologia em Praga, República Tcheca, bem como o Comitê de Médicos para a Medicina Responsável em Washington, DC – sugerem que seguindo uma dieta a base de plantas podemos ter um impacto benéfico em muitos aspectos da saúde.

Um recente estudo,  sugere que seguir uma dieta vegana estimula a presença de certos hormônios intestinais que ajudam a regular a pressão arterial.

Esses hormônios também ajudam a manter a sensação de plenitude e portanto, benéfica para o controle de peso.

Neste estudo, a equipe de pesquisa selecionou uma amostra de 60 participantes do sexo masculino, dos quais 20 tinham diagnóstico de obesidade, 20 diabetes tipo II e outros 20 não tinham queixas de saúde e compunham o grupo controle.

Os pesquisadores dividiram os participantes aleatoriamente para que alguns deles consumissem uma refeição vegana com tofu, enquanto outros comiam uma refeição de carne e queijo processados. Os pesquisadores combinaram as duas refeições com o número de calorias e macronutrientes.

Independentemente de terem diabetes, obesidade ou nenhum problema de saúde, as pessoas que consumiram a refeição vegana tinham um nível mais alto de hormônios intestinais benéficos do que as pessoas que consumiram carne e queijo.

Os hormônios intestinais benéficos, explicam os pesquisadores, ajudam a regular os níveis de glicose (açúcar simples), aa produção de insulina e os níveis de energia. Eles também ajudam a aumentar a sensação de saciedade, contribuindo para o controle de peso.

De acordo com os pesquisadores, os participantes do estudo sentiram-se mais satisfeitos porque os alimentos à base de plantas são ricos em fibras, o que pode aumentar a saciedade, e não adiciona calorias extras.

Escolhas alimentares simples podem aumentar a secreção desses hormônios saudáveis ​​tem implicações importantes para aqueles com diabetes tipo 2 ou problemas de peso.

O presente estudo fortalece a prova anteriormente descoberta dos benefícios proporcionados pelas dietas baseadas em vegetais, frutas e hortaliças, e  que seu consumo pode contribuir para o controle de peso.

Fonte:

https://www.medicalnewstoday.com/articles/324343.php

Créditos de imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/food”>Food photo created by nensuria – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *