Herpes é uma doença da pele causada pelo vírus herpes simplex. Os sintomas incluem feridas aparecem e desaparecem. Diferentes tipos de herpes afetam diversas partes do corpo.

A herpes se desenvolve após a exposição ao vírus do Herpes Simplex (HSV). Existem dois tipos desse vírus:

→ herpes simplex 1 (HSV-1) ou herpes labial que geralmente acomete os lábios.

→ herpes simplex 2 (HSV-2) ou herpes genital, que geralmente afeta os órgãos genitais.

Segundo a a Organização Mundial da Saúde (OMS) 67% das pessoas com menos de 50 anos de idade têm o vírus HSV-1 e 11% das pessoas de 15 a 49 anos têm a infecção pelo HSV-2 em todo o mundo.

O HSV-1 e o HSV-2 podem ocorrer na face ou nos órgãos genitais. Um indivíduo pode contrair ambos os vírus do herpes através de fluidos corporais, incluindo fluidos genitais e saliva.

Depois da infecção pelo vírus, os sintomas podem surgir eventualmente pelo resto da vida. As feridas são desconfortáveis ​​e dolorosas.

Sinais e sintomas

A maioria das pessoas com HSV é assintomática, o que significa que não apresentará nenhum sintoma. Outros irão notar feridas ou lesões. Essas feridas parecem bolhas cheias de líquido. Durante alguns dias, as feridas se abrem, escorrem e formam uma crosta que depois se cura.

Pode se notar também uma sensação de formigamento, coceira ou queimação alguns dias antes que as feridas apareçam. Algumas pessoas também podem ter sintomas semelhantes aos da gripe, como, febre e dores musculares.

Ao contrair o vírus da herpes, as primeiras feridas, irão ocorrer de 2 à 20 dias depois dias depois do contágio. As feridas podem durar de 7 à 10 dias.

O período de infecção pode envolver uma única ferida ou um conjunto de feridas. Eles geralmente afetam a pele ao redor da boca, os órgãos genitais ou o reto. As bolhas podem levar entre 2 e 4 semanas para cicatrizar.

Os sintomas geralmente reaparecem de tempos em tempos, embora não tendam a ser tão graves quanto na primeira vez.

Boca

Na ocorrência de herpes labial, a maioria das bolhas aparece nos lábios ou na boca. Eles também podem se formar em outras partes do rosto, especialmente ao redor do queixo e abaixo do nariz, ou na língua.

No início, as feridas parecem semelhantes a pequenos inchaços ou espinhas, antes de evoluir para formação de bolhas cheias de pus. Estes podem ser vermelhos, amarelos ou brancos. Quando as bolhas explodem, um líquido claro ou amarelo aparece, depois forma-se uma crosta que em alguns dias desaparece.

Pessoas com herpes oral podem apresentar linfonodos inchados no pescoço durante a ocorrência do surto.

Genitais femininos

Mulheres com herpes genital, podem desenvolver feridas na vulva, que é a parte externa dos órgãos genitais que inclui os grandes e pequenos lábios e no interior  da vagina. Pode ser difícil ver feridas que se desenvolvem no interior da vagina.

As feridas genitais variam em tamanho e número, mas, como no herpes oral, parecem espinhas ou bolhas cheias de líquido. Eles vão estourar e desenvolver uma crosta amarelada enquanto curam.

As mulheres são mais propensas a ter problemas para urinar durante um surto de herpes genital do que os homens. Eles podem experimentar uma sensação de queimação na passagem da urina pela uretra urina, e também podem perceber a presença de linfonodos inchados na virilha.

Genitais masculinos

Homens com herpes genital podem desenvolver feridas no pênis e ao redor dele.

Pequenas espinhas vermelhas ou brancas se desenvolvem em feridas maiores e cheias de líquido que podem ser vermelhas, brancas ou amarelas. Tal como acontece com o herpes oral e o herpes genital feminino, essas feridas tendem a estourar antes de se formarem.

Juntamente com outros sintomas semelhantes aos da gripe, os homens podem apresentar linfonodos inchados na virilha.

Reto

Tanto homens como mulheres com herpes genital podem desenvolver feridas ou bolhas nas nádegas ou ao redor do reto.

Podem ser notadas feridas abertas e vermelhas no ânus ou ao redor dele.

As feridas de herpes também podem aparecer ao redor do reto, e o portador  também pode desenvolver linfonodos inchados na virilha.

Dedos

Bolhas de herpes também podem se desenvolver nos dedos, sendo mais comum em crianças que chupam o polegar.

O herpes pode causar uma ou mais feridas ao redor da unha.  Se várias feridas aparecerem, elas tendem a se juntar e se tornar uma bolha grande, semelhante a um favo de mel, dentro de uma semana, também podem se espalhar para o leito ungueal.

Olhos

Queratite herpética é uma forma de queratite causada por infeções recorrente da córnea pelo vírus herpes simples. Pode afetar um ou ambos os olhos e causa:

→ dor nos olhos

→ sensibilidade à luz

→ descarga de pus no olho

Qualquer pessoa que suspeite de ceratite por herpes deve consultar um médico. Sem tratamento, a infecção pode lesar os olhos, causando visão turva ou até perda de visão.

Cuidados durante o surto

Não existe cura para o HSV, indivíduos que contraíram o vírus geralmente experimentam surtos de tempos em tempos. As feridas aparecem e desaparecem por conta própria, algumas drogas antivirais podem ajudar na cicatrização das feridas, entre elas:

→ aciclovir

→ famciclovir

→ valacyclovir

Esses tratamentos, disponíveis como cremes ou pílulas, podem reduzir a duração de um surto de herpes.

Para evitar a transmissão do herpes a outras pessoas, evite o contato pele a pele durante os surtos, especialmente quando as feridas estão abertas.

Quando um portador tem herpes genital, pode reduzir o risco de transmissão do vírus usando preservativo entre os surtos. Pessoas com herpes oral podem reduzir o risco de transmissão, evitando beijar, compartilhar utensílios de mesa ou fazer sexo oral durante um surto.

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *