O ano novo está aqui, e a maioria de nós tem pelo menos um sonho para 2016.

Mas, enquanto a maior parte das pessoas o objetivo está focado em melhorias na saúde física – como ir à academia e perder peso – você já pensou em como você pode melhorar sua saúde mental?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS): “A saúde mental é uma parte integrante da saúde, na verdade, não há saúde sem saúde mental.”

Esta é uma declaração que é baseada em numerosos estudos. Um feito em 2012, publicado no The British Medical Journal (BMJ), por exemplo, descobriu que os indivíduos com saúde mental deficiente, estão em maior risco de morte por doenças cardiovasculares e câncer.

Outra pesquisa recente relatada pelo Medical News Today (MNT) cita que a doença mental está ligada a um maior risco de doença cardíaca e acidente vascular cerebral.

Além disso, pessoas que sofrem com discriminação de gênero, exclusão social, risco de violência ou que vivem em situação criminalidade e que tem um estilo de vida pouco saudável sofrerão prejuízos na saúde mental.

Mas o que é a definição de uma boa saúde mental?

A OMS diz que é um “estado de bem-estar em que um indivíduo realiza as suas próprias capacidades, é capaz de enfrentar o stress normal da vida, trabalhar de forma produtiva e é capaz de contribuir para a sua comunidade.”

A fundação de Saúde Mental do Reino Unido também descreve que uma boa saúde mental depende de nossa capacidade de aprender, formar bons relacionamentos com os outros, se expressar, gerenciar e sentir uma variedade de emoções positivas e negativas.

Neste post iremos descrever algumas maneiras que podem ajudar melhorar sua saúde mental neste ano que se inicia, vamos lá pessoal:

A adoção de uma dieta saudável

A maioria de nós já cansou de ouvir que, uma dieta saudável e balanceada é benéfica para a saúde física. Pode ajudar com a manutenção do peso e proteger contra uma série de doenças, incluindo doenças cardíacas, diabetes e câncer.

Mas seguir uma dieta saudável também tem benefícios para o bem-estar mental. Como o Estado Mental Health Foundation: “Seu cérebro precisa de uma mistura de nutrientes para permanecer saudável e funcionar bem, assim como os outros órgãos em seu corpo.”

A dieta mediterrânea é considerada uma das dietas mais saudáveis, pois incorpora o alto consumo de feijões, nozes, sementes, cereais, alimentos à base de vegetais e frutos. A dieta também é baixa em gordura saturada, inclui o consumo moderado de peixe, aves e produtos lácteos, e baixo consumo de carnes e alimentos açucarados.

Um estudo de 2012 relatado por MNT revelou que a dieta mediterrânea não só é boa para a saúde física, mas também é benéfica para a saúde e o bem-estar mental. E em 2013, outro estudo de quase 11.000 mulheres de meia-idade descobriu que aqueles que seguiram uma dieta mediterrânea não só viveram mais tempo do que os participantes que faziam uso de outro tipo de dieta, mas eles também tiveram melhora na função cognitiva e saúde mental.

Em setembro de 2014, MNT também informou sobre um estudo publicado no BMJ sugere que comer cinco porções de frutas e vegetais por dia é muito bom para o bem-estar mental.

A equipe de pesquisa – liderada pelo Dr. Saverio Stranges da Universidade de Warwick Medical School, no Reino Unido – constatou que de 14.000 adultos, 35,5% dos participantes que comiam cinco ou mais porções de frutas e vegetais por dia tinham um melhor funcionamento mental, em comparação com 6,8% dos participantes que comiam menos de uma porção por dia.

“Estes novos resultados sugerem que a ingestão de frutas e vegetais pode desempenhar um papel fundamental na qualidade de vida do indivíduo, não apenas de física, mas também de bem-estar mental na população em geral”, disse o Dr. Stranges.

Por outro lado, uma série de alimentos e bebidas estão associados ao prejuízo na saúde mental. “Os alimentos e bebidas que mais frequentemente causam problemas são aqueles que contêm açúcar, aditivos artificiais e cafeína, se forem consumidos com muita frequência podem ser prejudiciais .O alto consumo de álcool também tem sido associada ao aumento do risco de ansiedade e depressão, especialistas em saúde mental recomendam limitar a ingestão de álcool para promover a boa bem-estar mental.

Exercício regular

A atividade física é importante para todos os aspectos da saúde, incluindo o bem-estar mental. O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos recomendam que os adultos devem fazer pelo menos 150 minutos de intensidade moderada de exercício aeróbico por semana ou 75 minutos de intensidade vigorosa exercício aeróbio. O que pode ser dividido em exercício de 30 minutos três vezes por semana.

O que pode ser feito de forma simples como juntar um grupo de caminhada ao ar livre pode que objetiva, não só reforçar e melhorar o humor, mas também pode contribuir com uma abordagem não-farmacológica para doenças graves como a depressão.”

Challis observou que a pesquisa em seu estudo sobre distúrbios da mente que, de 9 em cada 10 pessoas que participaram em atividades que incluíram exercícios ao ar livre, como caminhar e jardinagem, relataram melhora do humor. Outros estudos têm mostrado que o exercício ao ar livre pode ser tão eficaz quanto antidepressivos no tratamento da depressão leve e ansiedade a moderada.

Quando estamos fisicamente aptos a atingir metas pessoais podemos ter um aumento de nossa confiança e autoestima e estes sentimentos ajudam a combate sentimentos de desesperança, que muitas vezes podem nos assolar quando estamos sentindo para baixo.

Durma bem

É do conhecimento comum que a privação do de sono pode afetar nosso bem-estar mental. Um estudo de 2010 por pesquisadores do Instituto George para a Saúde Global, na Austrália descobriram que as pessoas que têm menos de 5 horas de sono por noite podem correm mais riscos de desenvolver distúrbios relacionados à saúde mental.

Os problemas do sono – mesmo os muito leves – podem danificar o seu bem-estar e qualidade de vida.

A seguir dicas para uma boa noite de sono:

– Ir para a cama e levantar-se, ao mesmo tempo todos os dias – mesmo nos fins de semana e durante as férias – como uma rotina pode impulsionar o ciclo sono-vigília do corpo, promovendo uma melhor noite de sono.

– Um ritual para ajudar a dormir– tome um banho quente ou a leitura de um livro – isso pode incentivar um sono melhor

– Evite ver televisão, computadores e usar telefones. Isso pode estimular o seu cérebro, tornando difícil relaxar, por isso é melhor para desligá-los com antecedência, para ajudar você se desligar.

– O ambiente de sono é importante para uma boa noite de sono, e que a maioria das pessoas tendem a dormir melhor em um quarto fresco, escuro e silencioso.

– Uma alta ingestão de álcool, cafeína e alimentos açucarados à noite pode perturbar os padrões de sono, por isso os especialistas recomendam limitar a sua utilização para uma melhor noite de sono.

Estas dicas podem lhe ajudar a ter uma qualidade de vida melhor.

Se você gostou pare e pense, nunca é tarde para mudar e recomeçar de novo, velhos hábitos podem ser modificados é só você querer, e pode apostar vai se sentir muito melhor.

Espero que tenham gostado deste post e, até a próxima.

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *