A retinopatia diabética é uma complicação da diabetes, causada por níveis elevados de açúcar no sangue que danificam a parte posterior do olho (retina).Este distúrbio pode causar cegueira se não for diagnosticado e tratado.

Leva vários anos para a retinopatia diabética atingir um estágio em que pode ameaçar a visão.

Para minimizar o risco de  sua ocorrência, os portadores de diabetes  devem:

  • Controlar os níveis de açúcar no sangue, pressão arterial e colesterol;
  • Fazer exames oftalmológicos periódicos
Como o diabetes pode afetar os olhos

A retina, é a camada de células sensível à luz na parte posterior do olho que converte a luz em sinais elétricos. Os sinais são enviados ao cérebro e o cérebro os transforma nas imagens que vemos.

A retina precisa de um suprimento constante de sangue, que recebe por meio de uma rede de minúsculos vasos sanguíneos. Com o tempo, um nível persistentemente alto de açúcar no sangue pode danificar esses vasos sanguíneos em três etapas:

  • Pequenas protuberâncias se desenvolvem nos vasos sanguíneos, que podem sangrar um pouco, mas geralmente não afetam a visão – isso é conhecido como retinopatia de fundo
  • Alterações mais graves e generalizadas afetam os vasos sanguíneos, incluindo sangramento mais significativo nos olhos – conhecido como retinopatia pré proliferativa
  • Tecido cicatricial e novos vasos sanguíneos, fracos e que sangram facilmente, se desenvolvem na retina – isso é conhecido como retinopatia proliferativa e pode resultar em perda de visão

No entanto, se um problema nos  olhos for detectado precocemente, mudanças no estilo de vida e / ou tratamento podem impedir que piore.

Fatores de risco 

Qualquer pessoa com  diabetes do tipo I ou II tem risco de desenvolver retinopatia diabética.

O risco aumenta se o portador apresentar:

  • diabetes há muito tempo
  • ter um nível persistentemente alto de açúcar no sangue (glicose no sangue)
  • ser hipertenso
  • ter colesterol alto

Entretanto ao manter o açúcar no sangue, a pressão arterial e os níveis de colesterol sob controle, diminui consideravelmente as chances de desenvolver retinopatia diabética.

Sinais e Sintomas de retinopatia diabética

A retinopatia diabética nos estágios iniciais não é percebida, pois os sintomas são percebidos  na fase mais avançada.

No entanto, os primeiros sinais da doença podem ser detectados através de um exame com o oftalmologista:

O portador de diabetes deve buscar ajuda de um oftalmologista urgente quando:

  • Perceber piora gradual da visão;
  • Perda de visão;
  • Visão turva e irregular;
  • Dor nos olhos e vermelhidão.

Esses sintomas não significam necessariamente a presença de retinopatia diabética, mas é importante buscar ajuda médica.

  • A retinopatia diabética pode causar cegueira permanente se não for diagnosticada e tratada prontamente
  • Se for detectada precocemente, o tratamento pode ajudar a prevenir ou reduzir a perda de visão.
Tratamento para retinopatia diabética

O tratamento para retinopatia diabética inclui rastreamento  a fim de detectar problemas que podem indicar que a visão está em risco. Caso a doença esteja em fase avançada, recomenda-se:

  • Tratamento a laser
  • Cirurgia para remover sangue ou tecido cicatricial dos olhos

 

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *