Moléculas orgânicas formadas pela união de átomos de carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio são denominadas aminoácidos e essas moléculas orgânicas são indispensáveis para a formação das moléculas de proteínas indispensáveis para o bom funcionamento do organismo. Esses aminoácidos se unem através de ligações peptídicas, chamados peptídeos.

Peptídeos são elementos compostos por dois ou mais aminoácidos, e precursores das proteínas, e são ligados através de uma ligação específica denominada ligação peptídica. Para que uma proteína seja formada no organismo, é necessário que ocorra uma junção de ao menos 50 aminoácidos ligados entre si.

Dessa forma, além de executar diversas funções no organismo, os peptídeos são compostos essenciais para que ocorra a síntese proteica no organismo.

Pesquisas recentes indicam que alguns tipos de peptídeos tem um papel benéfico em retardar o processo de envelhecimento, reduzir a inflamação e no combate a infecções.

As proteínas e os peptídeos são compostos de aminoácidos, mas os peptídeos contêm muito menos aminoácidos que as proteínas. Assim como as proteínas, os peptídeos estão naturalmente presentes nos alimentos.

Devido aos potenciais benefícios à saúde fornecidos pelos peptídeos, os mesmos estão disponíveis em diversos suplementos que podem ser derivados de alimentos ou fabricados sinteticamente.

Alguns dos peptídeos mais populares incluem peptídeos de colágeno importantes suplementos benéficos para pele e com poder antienvelhecimento os suplementos de peptídeo de creatina são indicados para a construção muscular e o desempenho atlético.

Os peptídeos podem ser mais fáceis de absorver do que as proteínas, porque são menores e mais degradados que as proteínas. Eles penetram mais facilmente na pele e intestinos, entrando na corrente sanguínea mais rapidamente.

Os peptídeos podem ser encontrados em fontes vegetais ou animais de proteínas, incluindo:

  • ovos
  • leite
  • carne
  • peixe e marisco
  • feijões e lentilhas
  • soja
  • aveia
  • linhaça
  • sementes de cânhamo
  • trigo

Os cientistas estão mais interessados ​​em peptídeos bioativos, ou aqueles que têm um efeito benéfico no corpo e podem impactar positivamente a saúde humana.

Diferentes peptídeos bioativos têm propriedades diferentes. Os efeitos que eles exercem sobre o corpo dependem da fonte de aminoácidos e se apresentam nas seguintes formas:

  • Peptídeos de colágeno, benéficos a saúde da pele e na reversão dos efeitos do envelhecimento.
  • Peptídeos de creatina, que podem aumentar a força e a massa muscular.

Pesquisas indicam que peptídeos bioativos pode ajudar a:

■ Combater infeções

■ Reduzir a pressão arterial

■ Tem ação anti-inflamatória

■ Melhora a cicatrização da pele

■Ação anticoagulante

■ Melhora o sistema imunológico

■ Tem ação antioxidante

A pesquisa sobre peptídeos está nos estágios iniciais e, no futuro, os cientistas poderão descobrir os benefícios para a saúde de diferentes tipos de peptídeos. Até lá, devemos ter cuidado ao tomar qualquer suplemento e discutir os possíveis benefícios e riscos com seu médico antes de consumir.

Fonte:

DO, FISIOLOGIA. Aplicações clínicas do peptídeo natriurético do tipo B. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 86, n. 4, 2006.

ISAKSON, Susan; MAISEL, Alan. Peptídeos Natriuréticos no Prognóstico de Insuficiência Cardíaca Congestiva. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 87, n. 2, 2006.

REIS, Zilma Silveira Nogueira et al. Pressão arterial e concentração plasmática do peptídeo atrial natriurético e do peptídeo natriurético tipo B, em gestações complicadas pela pré-eclâmpsia. RBGO, v. 25, n. 6, p. 413-418, 2003.

Créditos de imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background vector created by freepik – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *