Os efeitos anticolinérgicos são causados por fármacos que bloqueiam a ação da acetilcolina.

A acetilcolina é um mensageiro químico (neurotransmissor) liberado por uma célula nervosa para transmitir um sinal para célula nervosa vizinha, de um músculo ou glândula. Enfim, a acetilcolina ajuda as células nervosas a se comunicarem com outras células.

Este neurotransmissor também auxilia a memória, aprendizagem e concentração. Ela também ajuda a controlar o funcionamento do coração, vasos sanguíneos, do aparelho respiratório e urinário, além do sistema digestivo.

As drogas que bloqueiam os efeitos da acetilcolina podem perturbar o funcionamento normal destes órgãos.

Muitos medicamentos comumente usados por idosos ​​têm efeitos anticolinérgicos. A maioria dessas drogas não foram produzidas para ter estes efeitos indesejados, no entanto em algumas delas, os efeitos anticolinérgicos incluem os seguintes sintomas:
– Confusão mental
– Visão embaçada
– Constipação intestinal
– Boca seca
– Tontura e perda de equilíbrio

No entanto, drogas anticolinérgicas podem ser utilizadas para controlar tremores (no caso de pacientes com Parkinson) e náuseas.

As pessoas mais idosas, são mais propensas a sofrer os efeitos anticolinérgicos, pois a quantidade de acetilcolina no corpo diminui com a idade. Consequentemente, as drogas anticolinérgicas bloqueiam uma porcentagem mais elevada de acetilcolina, de modo que o corpo envelhecido tem menor capacidade de usar o pouco acetilcolina que está presente.

Além disso, as células em muitas partes do corpo (como o aparelho digestivo) têm menos locais onde a acetilcolina pode agir. Como resultado, os médicos geralmente tentam evitar o uso de drogas com efeitos anticolinérgicos em pessoas mais idosas sempre que possível.

Porque as pessoas mais velhas tendem a ter mais doenças e tomar mais drogas do que os jovens, eles são mais propensos interações medicamentosas, fato este que pode atuar como agravante em uma condição clínica, pré-existente no idoso.

Exemplos de anticolinérgicos e suas finalidades:

Akineton® (princípio ativo: bipirideno) – Utilizado em portadores de doença de Parkinson.

Artane® – (princípio ativo: triexifenidila) – Utilizado em tratamento de doença de Parkinson.

Bentyl® – (princípio ativo: diciclomida) – Cólica intestinal – efeito Antiespasmódico.

Asmosterona – (princípio ativo: benactizina) – Tratamento de Asma

Espero que tenham gostado.

Abraços medicinais.

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *