A arterite de Takayasu é uma vasculite crônica de etiologia desconhecida que atinge na maioria das vezes a aorta e seus ramos principais. A hipertensão arterial sistêmica (HAS) se desenvolve em mais de 50% dos pacientes portadores deste agravo devido  a estenose das artérias renais ou da redução da elasticidade da aorta e seus ramos. As mulheres são as mais acometidas em 80% a 90% dos casos, com início entre 10 e 40 anos de idade.

Este distúrbio também é conhecido como  a doença sem pulso, síndrome do arco aórtico, e arterite de Takayasu. A causa da doença de Takayasu é desconhecida. O sistema imunológico dos portadores são direcionados  para causar inflamação das artérias (arterite).

Sinais e sintomas

O portador desta doença irá apresentar   fornecimento insuficiente de sangue aos tecidos do corpo causando extremidades doloridas, frias descoloridas, tonturas, dores de cabeça, dor no peito e dor abdominal, além de fadiga, perda de peso e febre

Diagnóstico

Para o diagnóstico, o médico poderá solicitar Exames Laboratoriais como Taxa de sedimentação, e exames de imagem os mais comuns são o  angiograma  arterial,  que na maioria dos casos é realizado com contraste e a Ressonância Magnética.

Tratamento

O tratamento da doença de Takayasu envolve a supressão da inflamação com drogas a base de  cortisona como a prednisona. Caso não ocorra resposta satisfatória,  outras drogas imunossupressoras como metotrexato,  ciclosporina e imuran. Deve haver um controle rigoroso da Pressão Arterial  do portador desta doença.

A cirurgia vascular ou angioplastia com stent podem ser necessárias para tratar aneurismas ou estreitamento grave dos vasos sanguíneos.

Créditos de imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/heart”>Heart photo created by freepik – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *