Olá pessoal, o assunto deste post é sobre como nos percebemos ao envelhecer. Ou seja, as mudanças físicas que ocorrem em nosso corpo, que muitas vezes, fazem com que não nos reconheçamos em fotos antigas!

E nos perguntamos: ”Nossa!!! Essa(e) sou eu mesmo! Como eu mudei!!!”.

Pois é, somos nós mesmos, talvez um pouco modificados, pois nosso corpo passa por transformações associadas a passagem do tempo, que a depender dos nossos hábitos de vida, podem ser mais ou menos perceptíveis. Mas é claro, não podemos esquecer nossa genética. Aquela que herdamos dos nossos pais, essa é fundamental nessa transformação.

Mas porque será que nós seres humanos nos preocupamos tanto com a aparência? Eu sei a resposta! Cultural – somos criados a cultuar o belo. Vamos pensar nas estátuas gregas. Nossa, aqueles Deuses com corpos perfeitos, e as Deusas então, nem se fala.

O culto ao corpo, foi se modificando com o passar dos tempos, por exemplo na idade média se valorizavam as mulheres mais cheinhas, com ancas largas e barrigas proeminentes (queria estar nesta época, me pareço um pouco com estes modelos rsrsrs), mais adiante começaram as modas das perucas, na França e Inglaterra, depois a moda foram os espartilhos que afinavam as cinturas e a moda era ter o quadril largo e para isso as mulheres utilizavam as tão inconvenientes crinolinas – eram armações utilizadas embaixo das saias à fim de dar volume ao quadril. Meu Deus, quanto sofrimento e chegamos ao final século XX e início do século XXI, onde o ideal de beleza é o corpo magro, sarado e com aparência juvenil.

Mas será este um padrão que agrada a todos?

Claro que não, a maioria das pessoas prefere o padrão básico sem a musculatura desenvolvida, nem barriga chapada, muito menos as plásticas tão comuns nos dias de hoje. Mas pessoal vejam bem não tenho nada contra plásticas pretendo até fazer uma um dia desses.

Bem, mas voltando ao assunto eu particularmente encaro as mudanças que ocorrem no processo de envelhecimento, de forma positiva e cito alguns exemplos : cabelos brancos – demonstram seriedade, sabedoria e ao meu ver não tem nada mais sexy do que um homem com cabelo grisalho por exemplo George Clooney, ou Richard Gere… UAU……

As rugas na pele demonstram experiência, amadurecimento, e eu poderia listar várias alterações que deveriam ser encaradas de forma positiva. É só nos aceitarmos como somos e aceitar que o processo de envelhecimento é irreversível.

Acredito que passamos muito tempo nos preocupando com nossas rugas, cabelos brancos, e outras alterações que nos esquecemos do mais importante, nossa essência e é isso que vale a pena para o outro, o que você é por dentro, como você trata seus pares, como você interage com o universo… Isso sim faz de você alguém especial para o mundo, e não suas rugas, seu corpo meio cheinho, nem seus cabelos brancos.

Envelhecer bem é se aceitar, se amar e amar o próximo, sem preconceitos ou medos, viva o hoje, pois o amanhã não existe, não sabemos como vamos acordar, ou se vamos amanhã, aproveite seu momento ele é único e é só seu.

Vamos entender o envelhecer e agradecer a oportunidade de passar por esta fase de redescobertas, principalmente de você mesmo.

Um abraço a todos e fiquem em paz.

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *