Estudos recentes referem que  o jejum produz uma molécula que pode atrasar o envelhecimento das  artérias. As descobertas podem ajudar a prevenir doenças crônicas relacionadas à idade, como câncer, doenças cardiovasculares e Alzheimer.

A busca pela juventude eterna preocupa a imaginação humana desde os tempos da Grécia Antiga na mitologia grega achava-se que a juventude era mais valorizada do que a imortalidade, pois de que vale a vida eterna sem a juventude.

Entretanto, avanços científicos pode tornar o mito da juventude eterna uma  realidade.

Em um estudo recente, os pesquisadores foram capazes de reverter os sinais do envelhecimento, como queda de cabelo e rugas em cobaias (ratos);  outro estudo conseguiu rejuvenescer células humanas envelhecidas.  Agora, um novo estudo coloca em evidência de que o envelhecimento pode ser revertido. Cientistas liderados pelo Dr. Ming-Hui Zou – diretor do Centro de Medicina Molecular e Translacional da Georgia State University, em Atlanta – demostraram que o jejum ou a restrição da ingestão calórica podem produzir uma molécula que atrasa o envelhecimento vascular.

Os resultados,  foram publicados na revista Molecular Cell.

Como a molécula de cetona mantém as células jovens?

De acordo com os autores do estudo, um dos aspectos mais importantes do envelhecimento é o envelhecimento vascular. Quando envelhecemos, os vasos sanguíneos são os mais sensíveis e mais sujeitos a danos do envelhecimento, portanto, estudar o envelhecimento vascular de suma importância.

Neste estudo os cientistas decidiram se concentrar no envelhecimento vascular, nas mudanças que ocorrem com a senescência e nas maneiras de evitá-las.

Especificamente, os pesquisadores analisaram a ligação entre restrição calórica e envelhecimento vascular. O Dr. Zou usou modelos de aterosclerose em ratos , estudou suas aortas post mortem e realizou uma série de experimentos em cultura de células. Eles também induziram a fome nos roedores e realizaram testes semelhantes.

Foi então observado, que, os ratos famintos produziram a molécula beta-hidroxibutirato e que essa molécula impediu o envelhecimento vascular.

O beta-hidroxibutirato é uma molécula de cetona – ou seja, uma molécula produzida pelo fígado e usada como fonte de energia quando a glicose não está disponível. O corpo produz cetonas durante o jejum ou a fome, em dietas com pouco carboidrato e após exercícios prolongados.

Curiosamente, a pesquisa também revelou que o beta-hidroxibutirato promove a divisão e multiplicação das células que revestem o interior dos vasos sanguíneos. A divisão celular é um marcador da juventude celular.

Este composto pode atrasar o envelhecimento vascular através das células endoteliais, que revestem a superfície interior dos vasos sanguíneos e vasos linfáticos, o que impediu um tipo de envelhecimento celular denominado senescência, ou envelhecimento celular..

O estudo também revelou que o composto desencadeia outra reação em cadeia que mantém o DNA dessas células endoteliais jovens e sem danos.

Mais especificamente, quando o beta-hidroxibutirato se liga à ribonucleoproteína A1 heterogênea A1 da proteína de ligação ao RNA, ele aumenta a atividade de um fator de transcrição de células troco,  denominado fator de transcrição de ligação ao Octâmero (Oct4).

Por sua vez, Oct4 aumenta a Lamin B1, um fator-chave contra a senescência induzida por danos no DNA, que mantém os vasos sanguíneos jovens.

Esse fator de célula-tronco (Oct4), pode ​​ser um alvo farmacêutico ou farmacológico para retardar ou impedir o envelhecimento”.

Então, se o sistema vascular se tornar mais jovem, é menos provável que haja doenças cardiovasculares, doença de Alzheimer e câncer,  porque todas essas doenças estão relacionadas à idade.

Acredita-se que essa é uma descoberta importante e os pesquisadores estão trabalhando para encontrar um produto químico que possa imitar o efeito da função desse corpo cetônico.

A grande problemática deste estudo é convencer as pessoas a não comer pelas próximas 24 horas para aumentar a concentração desse composto pois a maioria das pessoas consegue fazer isso, mas se pudermos encontrar algo que possa imitar esse efeito (jejum) e que ainda possamos comer , tornaria a vida mais agradável e ajudaria a combater doenças.

Fonte:

https://www.medicalnewstoday.com/articles/323039.php

Young-min Han, Tatiana Bedarida, Ye Ding, Brian K. Somba, Qiulun Lu, Qilong Wang, Ping Song, Ming-Hui Zou. β-Hydroxybutyrate Prevents Vascular Senescence through hnRNP A1-Mediated Upregulation of Oct4Molecular Cell, 2018; DOI: 10.1016/j.molcel.2018.07.036

https://newatlas.com/molecule-fasting-vascular-system/56360/

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *