A osteoartrite é uma doença onde ocorre inflamação nas articulações e perda gradual da cartilagem articular. À medida que a cartilagem se desgasta, o portador sente dor e dificuldade ao movimento.

Sua ocorrência é mais comum em pessoas com mais de 60 anos, é uma doença progressiva, pois os sintomas pioram com o tempo.

Não há cura, mas o tratamento pode ajudar a controlar a dor e o inchaço e manter a o portador com mobilidade e ativo.

Os sintomas incluem dor e rigidez nas articulações, entretanto no estágio inicial o portador não apresenta sintomas. Caso ocorram o portador pode apresentá-los em uma ou mais articulações e tendem a aparecer gradualmente.

Sinais e sintomas

Quando os sintomas se desenvolvem, eles podem incluir:

  • dor e rigidez que pioram depois de um repouso articular por um tempo (ao acordar);
  • inchaço;
  • dificuldade em mover a articulação afetada;
  • calor e inchaço nas articulações;
  • perda de massa muscular;
  • um rangido ou estalido na articulação, conhecido como crepitação.

A progressão pode levar a:

  • sinovite – inflamação dos tecidos ao redor das articulações;
  • danos e perda de cartilagem;
  • crescimentos ósseos que se formam ao redor das bordas das articulações.
Efeitos

A cartilagem é uma substância protetora que amortece as extremidades dos ossos nas articulações e permite que as articulações se movam de maneira suave e fácil.

Em portadores de osteoartrite, a superfície lisa da cartilagem se torna áspera e começa a se desgastar. Como resultado, os ossos desprotegidos começam a se tocar, causando danos e dor.

Eventualmente, formam-se protuberâncias ósseas na articulação, denominados esporões ósseos ou osteófitos, e podem dar uma aparência estranha à articulação.

À medida que os ossos mudam de forma, as articulações tornam-se mais rígidas, menos móveis e dolorosas. O líquido sinovial também pode se acumular na articulação, resultando em inchaço.

Embora a OA possa se desenvolver em qualquer articulação, ela geralmente afeta os joelhos, quadris, mãos, região lombar e pescoço.

Causas

Fatores genéticos aumentam o risco de desenvolver osteoartrite. Quando esses recursos estão presentes, a condição pode ocorrer em pessoas com menos de 20 anos de idade.

Trauma e uso excessivo

Uma lesão traumática, cirurgia ou uso excessivo de uma articulação pode prejudicar a capacidade do corpo de realizar reparos de rotina e pode desencadear osteoartrite.

Pode levar vários anos para que os sintomas apareçam após uma lesão.

Razões para uso excessivo ou lesões repetidas incluem trabalhos e esportes que envolvem movimentos repetitivos.

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

Fatores de risco

Inúmeros fatores de risco aumentam as chances de desenvolver osteoartrite e são eles:

  • Sexo: mais comum entre mulheres do que homens, especialmente após os 50 anos.
  • Idade: É mais provável que os sintomas apareçam após os 40 anos de idade, embora possa se desenvolver em pessoas mais jovens após uma lesão – especialmente no joelho – ou como resultado de outra condição articular.
  • Obesidade: o excesso de peso pode sobrecarregar as articulações de suporte de peso, aumentando o risco de danos.
  • Ocupação: os trabalhos que envolvem movimentos repetitivos em uma articulação específica aumentam o risco.
  • Fatores genéticos e hereditários: estes podem aumentar o risco em algumas pessoas.

Outras condições

Algumas doenças e condições aumentam o risco de desenvolver osteoartrite..

►artrite inflamatória, como gota ou artrite reumatoide;

► doença de Paget no osso

► artrite séptica

► alinhamento inadequado do joelho, quadril e tornozelo

► pernas de diferentes comprimentos

► anormalidades nas articulações e cartilagens presentes desde o nascimento

Para o diagnóstico pode ser necessário alguns exames, entre eles:

Raios-X e ressonância magnética: podem revelar esporões ósseos ao redor de uma articulação ou estreitamento de uma articulação, sugerindo que a cartilagem está se rompendo.

Análise de fluido articular: O médico usará uma agulha estéril para retirar o líquido de uma articulação inflamada para análise. Isso pode excluir gota ou infecção.

Exames de sangue: Estes podem ajudar a excluir outras condições, como artrite reumatoide.

Tratamento

Embora nenhum tratamento possa reverter os danos da osteoartrite, alguns podem ajudar a aliviar os sintomas e manter a mobilidade nas articulações afetadas.

Tratamento

Embora nenhum tratamento possa reverter os danos da OA, alguns podem ajudar a aliviar os sintomas e manter a mobilidade nas articulações afetadas.

As intervenções incluem exercícios, terapia manual, modificação do estilo de vida e medicamentos.

Os medicamentos que podem ajudar a reduzir a dor:

Acetaminofeno (Tylenol)

Isso pode aliviar a dor dos sintomas leves a moderados.

 Anti-inflamatórios não esteroidais

Podem ser usados por via oral ou tópica.

Creme de capsaicina

Este é um medicamento tópico que contém o composto ativo nos pimentões. Cria uma sensação de calor que pode reduzir os níveis da substância P, um produto químico que atua como um mensageiro da dor.

O alívio da dor pode levar de duas semanas a um mês para ter efeito total.

Não use o creme sobre a pele ferida ou inflamada e evite tocar nos olhos, rosto e órgãos genitais após o uso.

Injeções intra-articulares de cortisona

As injeções de corticosteroides na articulação podem ajudar a controlar a dor, o inchaço e a inflamação. Estes são eficazes, mas o uso frequente pode levar a efeitos adversos, incluindo danos nas articulações e um maior risco de osteoporose.

Fisioterapia

Calçados,  palmilhas especiais e órteses

Um bastão ou bengala pode ajudar a diminuir o peso das articulações afetadas e reduzir o risco de queda.

Talas, cintas para as pernas e curativos de apoio podem ajudar a descansar uma articulação dolorosa.

Cirurgia

Cirurgias como a Artroplastia onde se remove as áreas danificadas e inserindo uma articulação artificial, feita de metal e plástico. Alguns se referem a este procedimento como uma substituição total da articulação.

As articulações que mais frequentemente precisam ser substituídas são as articulações do quadril e do joelho, mas os implantes também podem substituir as articulações do ombro, dedo, tornozelo e cotovelo.

Artrodese o cirurgião irá realinhar, estabilizar e fixar cirurgicamente a articulação a fim de evitar o atrito dos ossos. Este procedimento proporciona estabilidade e pode reduzir a dor.

Créditos de imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background photo created by freepik – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *