Sobre o sono

Todos nós esperamos uma boa noite de sono. O sono permite que nosso corpo descanse e restaure seus níveis de energia.

Sem um sono repousante suficiente, podemos nos tornar mal-humorados e irritáveis, também desatentos e mais propensos a acidentes.

Assim como o alimento e a água, o sono adequado é essencial à boa saúde e à qualidade de vida.

Tipos de sono

Existem dois tipos de sono:

– movimento não rápido dos olhos – ou sono NREM
– movimento rápido dos olhos – ou sono REM.

O sono NREM inclui quatro estágios, variando de consciência para sono profundo.

A partir desta fase, então nós entramos no sono REM, o estágio mais ativo do sono e quando, frequentemente, ocorre o sonho.

Durante o sono REM, os olhos movem-se para frente e para trás sob as pálpebras e os músculos ficam imóveis.

Percorremos os estágios NREM-REM do sono, aproximadamente, a cada 90 minutos.

Como o sono é regulado

Os pesquisadores acreditam que dois sistemas corporais regulam nosso sono: o processo de vigília do sono e o nosso relógio biológico circadiano.

Estes processos corporais servem para programar nossos corpos para se sentirem sonolentos durante a noite e acordado durante o dia.

O processo de dormir / vigília funciona equilibrando a quantidade de sono que uma pessoa precisa com base no tempo gasto acordado.

Nosso relógio biológico circadiano é um ritmo corporal de 24 horas afetado pela luz solar. Ele regula os hormônios, como a melatonina, que é secretada durante a noite e promove o sono, e outros processos como a temperatura corporal.

Dormir em um momento que está em sincronia com este ritmo é importante para o sono saudável.

Necessidades do sono, mudança dos padrões com idade

O sono precisa mudar ao longo da vida de uma pessoa.

Crianças e adolescentes precisam dormir mais do que os adultos.

Curiosamente, as pessoas mais maduras precisam da mesma quantidade de sono que os adultos – sete a nove horas de sono por noite.

Infelizmente, muitos idosos, dormem menos tempo do que precisam. A razão geralmente está associada a problemas para adormecer.

Um estudo de adultos com mais de 65 anos descobriu que 13% dos homens e 36% das mulheres demoram mais de 30 minutos para adormecer.

Além disso, as pessoas mais maduras, muitas vezes, dormem menos profundamente e acordam mais vezes durante a noite (para ir ao banheiro, para tomar água e, alguns, até para comer), o que pode ser a razão pela qual eles podem cochilar mais frequentemente durante o dia.

Os horários de sono noturnos podem mudar com a idade também. Muitos idosos tendem a adormecer mais cedo à noite e despertar mais cedo na parte da manhã.

Por que essas mudanças?

Há muitas explicações possíveis para essas mudanças.

Os idosos podem produzir e secretar menos melatonina, o hormônio que promove o sono – também é um antioxidante natural que auxilia na limpeza do nosso organismo eliminando os terríveis radicais livre. Eles, também, podem ser mais sensíveis, podendo despertar por causa de mudanças no seu ambiente, como o ruído, luminosidade e mudança do ambiente.

Os idosos também podem ter outros problemas médicos e psiquiátricos que podem afetar seu sono noturno. Os pesquisadores observaram que as pessoas sem grandes doenças físicas ou psiquiátricas relatam melhor qualidade do sono.

Sono deficiente pode levar a problemas

Não dormir bem pode levar a uma série de problemas.

As pessoas mais maduras que têm mau sono noturno são mais propensos a ter humor deprimido, falta de atenção, problemas de memória, sonolência diurna excessiva, quedas noturnas mais frequentes e usar maior quantidade de medicamentos para adormecer.

O sono deficiente também está associado a uma qualidade de vida inferior.

Se você tiver problemas para dormir

Muitas pessoas acreditam que o sono diminuído é parte normal do envelhecimento, mas não é.

De fato, muitos idosos saudáveis ​​relatam poucos ou nenhum problema de sono.

Padrões de sono mudam à medida que envelhecemos, mas sono agitado e o fato de acordar cansado todos os dias não fazem parte do envelhecimento normal.

Se tiver problemas para dormir, consulte o seu médico ou um especialista em sono. Existem tratamentos que podem ajudar.

Fonte:
https://nihseniorhealth.gov/sleepandaging/aboutsleep/01.html

Veja o vídeo onde a nossa colaboradora mirim, Luiza Braga, nos explica sobre as fases do sono:

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *