As novas Diretrizes da OMS (Organização Mundial da Saúde) recomendam intervenções específicas para reduzir o risco de declínio cognitivo e demência.

Uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS) descobriu que a demência afeta 50 milhões de pessoas em todo o mundo, custa US $ 818 anualmente com o tratamento e os diagnósticos devem triplicar até 2050.

Nos próximos 30 anos, o número de pessoas com demência deverá triplicar de acordo com o diretor-geral da OMS.

Ações urgentes devem ser feitas para reduzir o risco de demência. As evidências científicas reunidas de acordo com a OMS confirmam estudos recentes que o que é bom para o coração também é bom para o cérebro.

De acordo com estudos é possível reduzir o risco de demência praticado exercícios regulares, não fumando, evitando o uso nocivo do álcool, controlando o peso, consumo de dieta saudável e mantendo níveis satisfatórios ​​de pressão arterial, colesterol e açúcar no sangue, de acordo com novas diretrizes publicadas pela OMS.

As Diretrizes fornecem a base de conhecimento para os profissionais de saúde aconselharem os pacientes sobre o que eles podem fazer para ajudar a prevenir o declínio cognitivo e a demência. Essas diretrizes, também serão úteis para governos, formuladores de políticas e autoridades de planejamento como forma de orientar no desenvolvimento de políticas e no planejamento de programas que incentivem estilos de vida saudáveis.

A dieta mediterrânea (dieta à base de folhas e vegetais, pouca carne e uma forte ênfase no azeite de oliva) poderia ajudar.

A OMS também alertou contra a ingestão de suplementos alimentares, como vitaminas B e E, em um esforço para combater o declínio cognitivo e a demência.

Estudos vem demostrando que as pílulas de vitamina B e E, óleo de peixe ou suplementos multi-complexos promovidos para a saúde do cérebro não são efetivos.

Fonte:

https://www.mindfood.com/article/who-warns-against-vitamin-b-and-e-supplements-to-combat-dementia/

Créditos de imagem:

<a href=”https://www.freepik.com/free-photos-vectors/background”>Background photo created by freepik – www.freepik.com</a>

Deixe seu recado

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *